Autor Tópico: Quando não há como rebater o flash.  (Lida 4900 vezes)

Alan Fernandes

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 66
  • Sexo: Masculino
Online: 22 de Maio de 2011, 19:48:32
Pessoal, boa noite.

Vou participar de um casamento como assistente para começar a pegar experiência. Será a minha primeira vez. Sou novato. Meus equipamentos estão na assinatura. Fui reconhecer o local e pude perceber que existem poucos locais para usar o flash rebatido, poucas paredes brancas também. É praticamente aberto, ao ar livre.

Vou usar a 18-55 o tempo todo pois o local é pequeno. Ela deve me atender na maioria do tempo.

Quando não há como rebater o flash qual a melhor configuração do mesmo? Uso o flash direto com o difulsor? No flash uso o modo M ou TTL? Gostaria de fazer as fotos sem estourar porém tendo o efeito mais suave possível de iluminação.

Um outro questionamento é sobre a fotometria e o AF-area mode. Nestes casos onde temos um local ao ar livre, com pouca iluminação, como fica a configuração? Eu sei que tudo é variável e que fotografia não é receita de bolo mas eu gostaria de ter uma noção de como eu posso me beneficiar destes modos para obter uma exposição com cores e contrastes balanceados.

Eu leio muito o fórum mas vejo pessoas MUITO experientes aqui e informações complexas o que me deixou um pouco sem graça de derrepente perguntar alguma coisa muito básica. Eu não ví um sub-fórum aqui para iniciantes, se houver, me recomendem.

Desde já agradeço! :ok:
Nikon D3200 + GRIP, 18-105, 55-300, 18-55, 35 1.8, SB-700


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.868
Resposta #1 Online: 23 de Maio de 2011, 10:55:44
Para nao se perder,ao começar do nada
coloca P na maquina, e ttl no flash, ali eles fazem tudo(de modo geral).
pode colocar um rebatedor de cartolina branca no flash, faz testes,
se faltar luz compensa o ttl em +1, se sobrar luz ttl-1.
ve se tua maquina vai bem em iso 1000( eu uso isto na d90 e atende)
coloca o WB em auto.
Esse e o inicio.
abs.


Alan Fernandes

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 66
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 23 de Maio de 2011, 13:59:51
Agalons, obrigado por me ajudar!

Posso perceber então que a fotometria fica muito mais ligada ao "feeling" que o profissional terá em comparar o ambiente externo com o resultado da sua fotografia, ou seja, tentar ser mais fiel possível no que foi exposto comparando com o ambiente. Com isso posso ter diversas combinações de f/stop e velocidade ao meu gosto mesmo quando o fotometro da máquina diz para compensar para esquerda ou direita.

Já numa máquina com histograma ao vivo (digamos assim) eu poderia analisar antes de fotografar. Tendo o recurso após fotografar tenho que fazer desta maneira como disse acima e analisando a foto para verificar se a mesma está exposta de maneira aceitável.

Tem lógica meu raciocínio? Se quiserem completar para aprimorar agradeço!

O que ainda não ficou claro na minha cabeça é o seguinte: Consideremos fotometrar em modo SPOT, mirar em um local e calcular. Eu não entendo o critério disso. Posso explicar: Se pegássemos como exemplo um casal de noivos, ela de branco e ele de preto, em um ambiente aberto e noturno, com pouca iluminação, e no fundo um lindo jardim com dezenas de flores das mais variadas cores. Onde mirar e como se transcorre a fotometria para expor a foto corretamente, ou seja, a partir de que informação (desconsiderando o fotometro embutido) que a camera fornece der eu poderia clicar sem medo de achar que a imagem gerada vai sair mal exposta. Isso é possível?
« Última modificação: 23 de Maio de 2011, 14:10:18 por Alan Fernandes »
Nikon D3200 + GRIP, 18-105, 55-300, 18-55, 35 1.8, SB-700


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.868
Resposta #3 Online: 23 de Maio de 2011, 14:28:15
Agalons, obrigado por me ajudar!

Posso perceber então que a fotometria fica muito mais ligada ao "feeling" que o profissional terá em comparar o ambiente externo com o resultado da sua fotografia, ou seja, tentar ser mais fiel possível no que foi exposto comparando com o ambiente. Com isso posso ter diversas combinações de f/stop e velocidade ao meu gosto mesmo quando o fotometro da máquina diz para compensar para esquerda ou direita.

Já numa máquina com histograma ao vivo (digamos assim) eu poderia analisar antes de fotografar. Tendo o recurso após fotografar tenho que fazer desta maneira como disse acima e analisando a foto para verificar se a mesma está exposta de maneira aceitável.

Tem lógica meu raciocínio? Se quiserem completar para aprimorar agradeço!

O que ainda não ficou claro na minha cabeça é o seguinte: Consideremos fotometrar em modo SPOT, mirar em um local e calcular. Eu não entendo o critério disso. Posso explicar: Se pegássemos como exemplo um casal de noivos, ela de branco e ele de preto, em um ambiente aberto e noturno, com pouca iluminação, e no fundo um lindo jardim com dezenas de flores das mais variadas cores. Onde mirar e como se transcorre a fotometria para expor a foto corretamente, ou seja, a partir de que informação (desconsiderando o fotometro embutido) que a camera fornece der eu poderia clicar sem medo de achar que a imagem gerada vai sair mal exposta. Isso é possível?


O principal e,conhecimento,nao e feeling, e saber o que fazer!!! quando tiver tempo, leia tutoriais sobre fotometria,aqui no forum e no google esta cheio, nem precisa levantar da cadeira, ha muito material mesmo.
Eu quase nunca usei Spot em eventos, so em alguma ocasiao muito particular(faço isto faz 20 anos).
Comece usando matricial para nao se perder, vai dar um geral medio.
No inicio pode fazer testes, so vendo se ficou clara ou escura,vai se familiarizando com o equipamento,
deixa o histograma para mas tarde, se puder leia e faça testes.
abs.


Alan Fernandes

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 66
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 23 de Maio de 2011, 16:23:55

O principal e,conhecimento,nao e feeling, e saber o que fazer!!! quando tiver tempo, leia tutoriais sobre fotometria,aqui no forum e no google esta cheio, nem precisa levantar da cadeira, ha muito material mesmo.
Eu quase nunca usei Spot em eventos, so em alguma ocasiao muito particular(faço isto faz 20 anos).
Comece usando matricial para nao se perder, vai dar um geral medio.
No inicio pode fazer testes, so vendo se ficou clara ou escura,vai se familiarizando com o equipamento,
deixa o histograma para mas tarde, se puder leia e faça testes.
abs.

Muito grato.

Pois bem, estou passando a tarde inteira fazendo testes e mais testes (estou de férias).

Gostaria que você me dissesse se o que estou fazendo é fotometrar corretamente antes de fazer a foto:

Escolho o que quero fotografar, defino o foco. Minha camera possui um recurso chamado Autoexposure Lock (AE-L). Com o modo de fotometria em SPOT miro a camera para o local mais claro do assunto e pressiono o AE-L para travar a exposição. Feito isso volto novamente para o local do assunto onde quero fotografar e faço a foto. Isso é fotometrar?

Depois que comecei a fotografar dessa maneira percebi que as fotos ficaram mais uniformes quando vistas pelo histograma, nem tão claras, nem tão escuras.

O caminho é por aí?
Nikon D3200 + GRIP, 18-105, 55-300, 18-55, 35 1.8, SB-700


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.868
Resposta #5 Online: 23 de Maio de 2011, 17:46:35
Muito grato.

Pois bem, estou passando a tarde inteira fazendo testes e mais testes (estou de férias).

Gostaria que você me dissesse se o que estou fazendo é fotometrar corretamente antes de fazer a foto:

Escolho o que quero fotografar, defino o foco. Minha camera possui um recurso chamado Autoexposure Lock (AE-L). Com o modo de fotometria em SPOT miro a camera para o local mais claro do assunto e pressiono o AE-L para travar a exposição. Feito isso volto novamente para o local do assunto onde quero fotografar e faço a foto. Isso é fotometrar?

Depois que comecei a fotografar dessa maneira percebi que as fotos ficaram mais uniformes quando vistas pelo histograma, nem tão claras, nem tão escuras.

O caminho é por aí?


esse e um caminho, mas quando ha tempo sobrando para fazer a foto.
o ideal teorico e pegar o meio tom da cena,  nem claro nem escuro,
ali pode ou bloquear a exp, como vc faz,
ou ver quanto marca o fotometro da maq. para ter referencias,
isso ajuda a começar a mexer nos numeros,
aproveita para ler um pouco.
a maquina le a luz refletida no modelo,
o fotometro de mao le a luz incidente(a luz que chega ao modelo).
abs.


Alan Fernandes

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 66
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 23 de Maio de 2011, 18:24:54

esse e um caminho, mas quando ha tempo sobrando para fazer a foto.
o ideal teorico e pegar o meio tom da cena,  nem claro nem escuro,
ali pode ou bloquear a exp, como vc faz,
ou ver quanto marca o fotometro da maq. para ter referencias,
isso ajuda a começar a mexer nos numeros,
aproveita para ler um pouco.
a maquina le a luz refletida no modelo,
o fotometro de mao le a luz incidente(a luz que chega ao modelo).
abs.

Cara, você não imagina como você está me ajudando! Muito obrigado!

Ok, então ao invés de mirar no ponto mais claro agora vou mirar no meio tom da cena. Isso é feito no "olhometro" ou tem como saber onde fica o meio tom da cena? Como você define, como fotógrafo, o meio tom da cena que vai fotografar?

Percebo que quando eu miro e bloqueio a exposição o fotometro da máquina tende sempre a levar a ZERO o ajuste, ou seja, ele fica 1/2 a 1 ponto a esquerda ou a direita. Mas finalizando o processo vejo que a minha exposição ficou boa. Se eu tivesse respeitado o fotometro da máquina (ZERANDO) a imagem ficaria mais clara ou mais escura.
Nikon D3200 + GRIP, 18-105, 55-300, 18-55, 35 1.8, SB-700


nilton araujo

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 8
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 23 de Maio de 2011, 18:47:22
Um colega de Fortaleza adptou uma placa de acrilico no flash com a luz direcionado para o teto, assim ele tem uma luz bem distribuida e fotografa à noite ao ar livre, eu ainda não experimentei.


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.868
Resposta #8 Online: 23 de Maio de 2011, 19:03:14
Um colega de Fortaleza adptou uma placa de acrilico no flash com a luz direcionado para o teto, assim ele tem uma luz bem distribuida e fotografa à noite ao ar livre, eu ainda não experimentei.
exato, assim de facil igual que o rebatedor de cartolina, isopor, papel, etc,etc
abs.


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.868
Resposta #9 Online: 23 de Maio de 2011, 19:04:15
Cara, você não imagina como você está me ajudando! Muito obrigado!

Ok, então ao invés de mirar no ponto mais claro agora vou mirar no meio tom da cena. Isso é feito no "olhometro" ou tem como saber onde fica o meio tom da cena? Como você define, como fotógrafo, o meio tom da cena que vai fotografar?

Percebo que quando eu miro e bloqueio a exposição o fotometro da máquina tende sempre a levar a ZERO o ajuste, ou seja, ele fica 1/2 a 1 ponto a esquerda ou a direita. Mas finalizando o processo vejo que a minha exposição ficou boa. Se eu tivesse respeitado o fotometro da máquina (ZERANDO) a imagem ficaria mais clara ou mais escura.
veja a cena e de acordo comseu criterio aponta no meio tom.
abs.


Alan Fernandes

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 66
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 23 de Maio de 2011, 19:08:37
veja a cena e de acordo comseu criterio aponta no meio tom.
abs.

Perfeito cara!

Logo os ajustes de f/stop, velocidade e ISO também compõem esta combinação. Certo?

Hoje fiz diversas fotos usando f/stops e velocidades diferentes sempre testando de um a um e vendo como ficava a foto.

Creio que só a prática dará os resultados que quero já que as possibilidades de combinação de configuração (f/stop, velocidade e ISO) são infinitas!
Nikon D3200 + GRIP, 18-105, 55-300, 18-55, 35 1.8, SB-700


agalons

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.868
Resposta #11 Online: 23 de Maio de 2011, 19:17:21
Perfeito cara!

Logo os ajustes de f/stop, velocidade e ISO também compõem esta combinação. Certo?

Hoje fiz diversas fotos usando f/stops e velocidades diferentes sempre testando de um a um e vendo como ficava a foto.

Creio que só a prática dará os resultados que quero já que as possibilidades de combinação de configuração (f/stop, velocidade e ISO) são infinitas!
as opçoes sao infinitas,
porem nao necessarias sempre.
Eu quando acho o equilibrio que quero, nao mexo muito "nos botao",
prefiro me concentrar na composiçao da foto, que e o que fica com o cliente,
ele so quer um produto de alta qualidade, no importa se foi feito em P-X-Y-A-M, etc
Agora vc que esta experimentando,e outra coisa.
abs.


Alan Fernandes

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 66
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 23 de Maio de 2011, 19:27:44
as opçoes sao infinitas,
porem nao necessarias sempre.
Eu quando acho o equilibrio que quero, nao mexo muito "nos botao",
prefiro me concentrar na composiçao da foto, que e o que fica com o cliente,
ele so quer um produto de alta qualidade, no importa se foi feito em P-X-Y-A-M, etc
Agora vc que esta experimentando,e outra coisa.
abs.

Cara, como foi importante sua ajuda aqui. Se não fosse você eu ficaria a tarde toda batendo a cabeça de como começar a fotometrar.

Como você deve ter visto na assinatura em tenho um SB-700. Diante disso eu deixo ele sempre em TTL e percebo que quando eu mudo a distancia focal ele muda também no flash. Isso é útil? Digo isso porque vejo muitos aqui dizendo que no modo M no flash é possível obter resultados mais interessantes. Toquei no assunto porque vou ser assistente em um casamento e queria fazer boas fotos com os recursos que eu tenho.

Usando sempre o flash rebatido, usando o difusor (quando necessário) e operando em TTL tenho possibilidades de fazer boas fotos? Muda a forma da fotometria usando o flash ou eu posso usar o mesmo método de usar SPOT apontando para o meio-tom afim de se conseguir uma fotometria melhor?
Nikon D3200 + GRIP, 18-105, 55-300, 18-55, 35 1.8, SB-700


Angelo Moreira

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 194
  • Sexo: Masculino
Resposta #13 Online: 24 de Maio de 2011, 21:24:06
Meu brother. Não tenho muita experiencia, mas acho que vc deve usar o flash o mínimo possível, só pra dar uma luz no rosto dos fotografados. Eu faço da seguinte forma: analiso a luz do lugar e faço uma fotometria geral. Regulo a camera ( que já está no M ) aí deixo mais ou menos travado... dessa forma, eu sei que a cena vai estar com uma luz relativamente boa. Então agora o problema está nas possiveis sombras e/ou falta de iluminação nos rostos dos noivos... então eu miro o foco em seus rostos e o ttl ja vai dar a carga necessária de flash só pra dar o preenchimento certo. Mas pra que isso funcione, vc vai ter que usar o maximo de luz possível ( precisa saber quanto seu iso dá pra rolar, a velocidade mínima que vc consegue estabilizar a imagem e usar o maximo de abeertura possível).

Eu reparei que vc nao tem lentes muito claras. Talvez seja hora de pensar em ter uma lente mais clara um pouco.
Canon 6D, 70d e 60d.
Lentes canon 28mm f/1.8,  40mm f/2.8 stm,50mm f/1.4, 50mm macro f/2.5, 85mm f/1.8, 24-105 f/4, 70-200 f/4
flashes canon 430 exII, Yn-568 ex e Yn-568 exII.


Alan Fernandes

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 66
  • Sexo: Masculino
Resposta #14 Online: 24 de Maio de 2011, 23:16:58
G
Meu brother. Não tenho muita experiencia, mas acho que vc deve usar o flash o mínimo possível, só pra dar uma luz no rosto dos fotografados. Eu faço da seguinte forma: analiso a luz do lugar e faço uma fotometria geral. Regulo a camera ( que já está no M ) aí deixo mais ou menos travado... dessa forma, eu sei que a cena vai estar com uma luz relativamente boa. Então agora o problema está nas possiveis sombras e/ou falta de iluminação nos rostos dos noivos... então eu miro o foco em seus rostos e o ttl ja vai dar a carga necessária de flash só pra dar o preenchimento certo. Mas pra que isso funcione, vc vai ter que usar o maximo de luz possível ( precisa saber quanto seu iso dá pra rolar, a velocidade mínima que vc consegue estabilizar a imagem e usar o maximo de abeertura possível).

Eu reparei que vc nao tem lentes muito claras. Talvez seja hora de pensar em ter uma lente mais clara um pouco.

Grande Angelo! Master! rs

Meu camarada, vou providenciar essa semana uma 50mm 1.8.

Eu comprei uma 55-300mm porque as vezes eu curto fazer umas fotos de longa distancia mas fechando com uma 50mm acho que tenho um bom kit.

Um forte abraço meu amigo!
Nikon D3200 + GRIP, 18-105, 55-300, 18-55, 35 1.8, SB-700