Autor Tópico: Ações da Olympus caem 24% após acusação de presidente demitido  (Lida 1057 vezes)

Malheiros

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 876
  • Sexo: Masculino
Tá rolando uma fofoca sobre a Olympus aí que a mátéria não esclareceu direito, mas a empresa levou uma bela sacudida.

http://exame.abril.com.br/mercados/noticias/acoes-da-olympus-caem-24-apos-acusacao-de-presidente-demitido
Sony SLT-α77  /  DT 16-50mm 2.8 SSM  /  DT 50mm 1.8 SAM  /  DT 55-200mm 4-5.6  /  HLV-F42AM

"Light illuminates, shadows define." - Ed Pierce

Sort of a portfolio: http://www.flickr.com/photos/63893359@N03/sets/


leandrod

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 498
  • Sexo: Masculino
  • Sistemas (Micro) Quatro Terços, Olympus OM, Pen.
    • Soli Deo Gloria
Resposta #1 Online: 17 de Outubro de 2011, 13:11:58
Tá rolando uma fofoca sobre a Olympus aí que a mátéria não esclareceu direito, mas a empresa levou uma bela sacudida.

A Olympus nomeou seu primeiro presidente não japonês, um inglês, e o demitiu depois de quinze dias, alegando dificuldades de trabalhar em conjunto com o resto d diretoria.

O que é mais estranho é que ele já estava na diretoria da sede havia meses, após haver presidido a Olympus Reino Unido por anos, sempre com ótimos resultados e elogiado por todos, britânicos e japoneses do mesmo modo.

O que o inglês ex‐presidente alega é que foi demitido por querer investigar indícios de desvio de dinheiro, o que soa bem japonês: corrupção sim, desde que ninguém descubra.  Se alguém descobrir, os colegas tentam abafar; se chegar a público, o principal responsável pode chegar a ter de se suicídar.  Na cultura japonesa, isso geralmente funciona para deixar tudo encoberto; quando entra alguém de fora, o risco aumenta a ponto de poder se sacrificar o estrangeiro incômodo, que não se sujeita às intimidações a que um japonês se sujeita, por mudar de emprego ser algo quase impensável por lá.

Esses desvios, embora pareçam relativamente pequenos para uma empresa do porte da Olympus, que ganha muito dinheiro com equipamento médico e laboratorial, parecem ser também uma explicação plausível para a aparente lentidão da empresa em continuar sua tradição de inovação a baixos custos, que vem pelo menos do lançamento da Olympus Pen original, cujo projetista queria criar uma mini‐Leica (qualidade, manejo) ao alcance das pessoas comuns (custo) e, principalmente, das mulheres (simplicidade de operação).  Não que as Pen Digital não valham a pena; é que falta um diferencial como seria, por exemplo, um visor óptico como o da Contax G2 ou da Fuji X100.

Quem trabalha, sabe: o principal fator de motivação do funcionário é saber que nem seus ganhos, nem o futuro da empresa, estão sob risco devido a malversações e incompetências.  Torço para que tudo se esclareça e os acionistas, senão a própria diretoria, investigue tudo cabalmente e publique os resultados das investigações, e que isso dê ânimo redobrado ao sistema Quatro Terços.
« Última modificação: 17 de Outubro de 2011, 13:21:36 por leandrod »
Olympus E-510; E-PL1; OM-1n; Pen EE.S-2 30 mm 1:2,8; 35 SPn 42 mm 1:1,7; Trip 35 4 cm 1:2,8
Leica Digilux 3
Panasonic Leica D Vario-Elmarit 14–50 mm 1:2,8–3,5 ASPH Mega OIS
Olympus Zuiko Digital ED 50 mm 1:2 Macro; 7–14 mm 1:4; 14–42 mm 1:3,5–5,6; 7–30 cm 1:4–5,6; M.Zuiko Digital ED 14–42 mm 1:3,5–5,6
Olympus Zuiko Auto-S 5 cm 1:1,4; Macro 5 cm 1:3,5
Vivitar OM 24 mm 1:2,8
Olympus FL-36; T-20
Metz Mecablitz 50 AF-1 Four Þirds


Malheiros

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 876
  • Sexo: Masculino
Sony SLT-α77  /  DT 16-50mm 2.8 SSM  /  DT 50mm 1.8 SAM  /  DT 55-200mm 4-5.6  /  HLV-F42AM

"Light illuminates, shadows define." - Ed Pierce

Sort of a portfolio: http://www.flickr.com/photos/63893359@N03/sets/