Autor Tópico: O termo Camera Semi-Profissional é correto? Como classificar?  (Lida 4103 vezes)

Paulo666

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 98
  • Sexo: Masculino
Online: 05 de Dezembro de 2011, 08:30:32
 >:D Em pouco tempo que frequencia tenho visto alguns companheiros(as) confundirem cameras superzoom com cameras "semi-profissionais", e outros dizerem que esse tipo de camera(semi-proficional) não existe,no entanto, fabricantes como a Sony por exemplo,classificam algumas de suas cameras como Semi-Proficionais: https://www.sonystyle.com.br/br/site/catalog/CategoryDisplay.jsp?category=cameras&id=cat870007 Então, isso me leva a crer que possivelmente o termo Semi-Proficional seja correto, mas como fazer a distinção? Acredito que semi-proficional seja uma camera de lente intercambiavel mas com um sensor que intermedia em tamanho entre o proficional e o compacto(Será que estou certo?).                                                                                                                                                                                                                                  De sua opinião, O termo Camera Semi-Profissional é correto? Se é como classificar uma Camera Semi-Profissional ?
« Última modificação: 05 de Dezembro de 2011, 08:56:46 por Paulo666 »
FZ-150      SX-120is


Helena Bsb

  • Trade Count: (37)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.281
Resposta #1 Online: 05 de Dezembro de 2011, 09:46:40
Primeira pergunta, e para a minha humilde concepção, só a resposta para ela, já me faria desistir desse termo:
Existe semi-profissão?
E outra coisa, o que seria uma câmera "semi-profiSSional"? Vc consegue enxergar uma reflex (fabricantes adoram classificar suas reflex de entrada com tal)  e uma superzoom (tbém considerada "semi-profissional" por muitos, tanto fabricantes qto pessoas que buscam uma câmera semi-profissional, mas sequer conseguem definir uma) ocupando a mesma categoria?
Só por essas respostas, vc vai ver que, apesar de o termo existir e ser comumente aplicado, ele é incorreto... É um termo que busca capturar o consumidor apenas por status. É legal (e vende!!) fazer a pessoa acreditar que ela está quase lá, sabe??? Quase "profissional"...
E no meu entendimento, é incorreto tbém utilizar o termo "profissional" para equipamentos, seja câmera, ou o que for. Os equipamentos tem USO profissional, mas não são profissionais. Profissional, é a pessoa que está por trás dele, e que ganha a vida utilizando-o.
« Última modificação: 05 de Dezembro de 2011, 09:58:16 por Helena Bsb »


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.979
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #2 Online: 05 de Dezembro de 2011, 10:01:55
Isso é polemico e sempre gera muita discussão...

Por exemplo, não existe fotógrafo semi-profissional. Se a pessoa ganha dinheiro fotografando, ele é profissional e pronto. Se não ganha é amador, e isto é a definição propriamente dita do termo. Eu, por exemplo, sou amador. Não confundir o termo profissional com os conhecimentos e competência em termos fotográricos que a pessoa em questão tem.

Já em relação a equipamentos, o termo é aplicável sim. E não só em relação a câmeras mas em ferramentas, instrumentos, equipamentos esportivos e demais coisas.

- Um equipamento é considerado profissional se ele tem características de durabilidade e confiabilidade acima de um determinado valor, projetado especificamente para uso profissional.

- Já o amador é sempre um rquipamento mais barato, voltado para as massas, para uso eventual ou em coisas que a relação custo x confiabilidade seja mais acessível.

Mas nada impede um amador de usar equipamento profissional ou de um fotógrafo profissional usar um equipamento amador.


O que causa mais confusão é o termo semi-profissional, porque a fronteira entre os dois mundos não é perfeitamente definida.

Vou te dar exemplos de fora do mundo fotográfico:

- Furadeiras.... Tem a Bosch Hobby e a Profissional (azul). Põe nas mãos de um peão as duas e veja quanto cada uma irá durar !

- Impressoras... As amadoras são feitas para uma média de 300 páginas por mês. As profissionais, na casa das 5000. Se teimar em usar uma amadora, as buchas e engrenagens de plástico vão acabar rapidinho...
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


Helena Bsb

  • Trade Count: (37)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.281
Resposta #3 Online: 05 de Dezembro de 2011, 10:10:44
Antonio, interessante que vc falou que o termo semi-profissional é aplicável, mas em momento nenhum o utilizou... Utilizou o que eu considero correto, que é o "amador".  O que pra mim, mostra mais uma vez, o quão ineficaz é esse termo "semi-profissional", rs.
Agora veja bem o mundo da fotografia. Utilizando-se essa classificação que vc deu, de durabilidade, de preço... MUITOS profissionais da fotografia, mas MUITOS mesmo, utilizam reflex de entrada (as consideradas "semi-profissionais") para trabalhar... Ou seja, esses equipamentos, estão tendo uso profissional. Já vi sessão de fotos feita por fotógrafo profissional, com um iPhone... Ou seja, o iPhone teve uso profissional nesse momento. Acho que o que define a classificação, é o uso que se dá. Uso profissional, ou amador. Uma pessoa rica pode comprar uma câmera fullframe só pra se divertir. Uso amador total de uma câmera totalmente "profissional". Eu não duvido que isso exista!! E aí, tem como chamar uma câmera dessa de profissional? Eu não conseguiria, rsrs. Pra mim, é uma fullframe na mão de um amador. Nada além disso. Sem contar que as reflex "semi-profissionais" ainda são caras, e muito longe de estarem voltadas para as massas...
Portanto, continuo insistindo... Equipamentos tem USO amador ou profissional. Um equipamento não é nada além de um... equipamento. Quem vai definir seu uso, é a pessoa que está por trás dele. E como não existem semi-profissões... rsrsrs.  :D
« Última modificação: 05 de Dezembro de 2011, 10:13:13 por Helena Bsb »


Oliberal

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.623
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 05 de Dezembro de 2011, 10:29:42
Eu por exemplo....sou amador.... minhas cameras são amadoras...meu olhar amador...o resultado é amador...... :D  :D....mas sou feliz fotografando.... :D

Concordo´com a Helena e um pouco com o Antonio....é óbvio que existe distinções entre equipamentos...pense numa Fullframe top e numa sonyzinha compacta de bolso....são totalmente distintas....uma é destinada pelo preço e recursos aos profissionais da foto....mas ai começa a confusão do uso...e concordo com a Helena...as vezes sai emrevistas..ou é parte da exposição de fotografos conceituados a fotografia feita com aquela camerazinha....é mais raro mais um amador pode ter por hobby sem uso profissional uma fullframe....e mais.... até uma anta que não consegue fotografar os próprios pés pode ter uma full frame e isso não fará dele um profissional.....os equipamentos podem ter distinção, mas o que determina é quem vive ou não disso...o profissional.

E fora a distinção clara entre fullframe e compactas...todo o restante de classificações só gera confusão....ultrazoom, compactas prêmios com opção de lente intercambiável, bridges, mirroless de vários formatos, DSLR de entradas....enfim terreno que sempre vai dar margem pra discussão.....


« Última modificação: 05 de Dezembro de 2011, 10:45:17 por Oliberal »
Site:   http://www.flickr.com/photos/ulysalis/

Olympus OM-D E-M1  - Lentes digitais M4/3:   M. Zuiko 12-40mm F2.8  /  M.Zuiko 12-50mm  /  M.Zuiko 40-150mm  /  M.Zuiko 75-300mm  /  M.Zuiko 45mm F1.8  /  Panasonic/Leica Summilux 25mm F1.4  / Panasonic 14mm f/2.5  /  Sigma 19mm F/2.8   -  Lente analógica: OM Olympus 50mm f/1.8


Helena Bsb

  • Trade Count: (37)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.281
Resposta #5 Online: 05 de Dezembro de 2011, 10:46:35

E fora a distinção clara entre fullframe e compactas...todo o restante de classificações só gera confusão....ultrazoom, compactas prêmios com opção de lente intercambiável, bridges, mirroless de vários formatos, DSLR de entradas....enfim terreno que sempre vai dar margem pra discussão.....

Com certeza!! Por isso eu gosto apenas de utilizar o que eu conheço, e sei que é correto ,que são os segmentos das câmeras mesmo. MIcro 4/3, reflex (reflex é reflex, seja fullframe ou de sensor APS-C), superzoom, que tbém não é um termo oficial, mas que define muito bem o que está dentro dessa categoria... o termo "compacta"  tbém pode gerar certa confusão, porque de início parece que estamos falando de câmeras pequenas, enquanto na verdade estamos falando de câmeras com sensor pequeno, e aí, incluem-se tbém as superzoom, que como já disseram aqui (pena que não lembro quem foi), são nada mais do que compactas "bombadas", corpulentas. Mas tem o mesmo sensor que uma camerazinha de 1cm de profundidade que cabe no bolso de uma calça stretch. Enfim, a coisa é confusa mesmo. E como não dá pra desconfundir (muito pelo contrário!), prefiro utilizar termos que realmente definem o que a câmera é. E o "semi-profissional" está MUITO longe disso.
« Última modificação: 05 de Dezembro de 2011, 10:48:15 por Helena Bsb »


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.979
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #6 Online: 05 de Dezembro de 2011, 11:07:24
Acho que o que define a classificação, é o uso que se dá. Uso profissional, ou amador. Uma pessoa rica pode comprar uma câmera fullframe só pra se divertir. Uso amador total de uma câmera totalmente "profissional". Eu não duvido que isso exista!!

Isso é aplicável à pessoa e não ao equipamento. Como eu disse anteriormente, um fotógrafo amador pode usar equipamento profissional e vice versa. Mas há uma diferença real entre equipamentos voltados para o mercado profisisonal e para o amador. O que complica é o termo "semi-profissional".

Que existem equipamentos amadores que podem ser usados profissionalmente não há dúvida... Na década de 1970 a Kodak deu para uma meia dúzia de fotógrafos dos bons, câmeras instamatic com filme 126. Um deles foi o David Hamilton. Apesar não existir algo mais amador que as Instamatic, o resultado foi pra lá de profissional. E também é óbvio que o oposto é verdadeiro. Eu mesmo conheço um cara que tem uma M9 e que meu sobrinho fotografa melhor que ele  :D

Existe equipamento profisional e amador sim, e isso é referente ao nível de qualidade/confiabilidade/previsibilidade. É só ver um monitor Eizo de R$5000 e um LG de R$300 hehe... Ou comparar uma Panasonic LX3 com uma Fuji X100  :D


Quanto ao mencionar o termo semi-profissional e não ter usado, é simples... Vou te dar um exemplo que eu vivenciei. Nos tempos que eu brincava coom astrofotografia, o primeiro telescopio a sério que usei foi um Meade de 114mm de diâmetro, barato, de 150 dolares, com um tripé robotizado amador. Era muuuuito difícil fazer uma exposição de mais de 15 minutos sem aparecer um zigue-zague no rastro causado pela falta de precisão das engrenagens, fora que o focalizador era de plástico... Depois, usei um Celestron C90 com um tripé bem melhor, de 800 dólares, que me deu um resultado no tracking mil vezes melhor e o foco, razoavelmente preciso. No final, usei um Taki apocromático de 200mm de 15 mil dólares, e a diferença foi absurda. Aqui, o C90 é um semi-profissional e classificado como tal. Tem uma precisão intermediária, preço intermediário e se encaixa perfeitamente na definição.

Talvez o Leo Terra possa colocar isso em termos mais simples e objetivos do que eu.  :ok:


Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


mad666

  • Trade Count: (31)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.828
  • Sexo: Masculino
  • "Aprendendo a cada dia..."
Resposta #7 Online: 05 de Dezembro de 2011, 11:09:36
O cara chega pra mim, com uma Fuji F550 ( compacta com 15x de zoom ) e diz q eh camera semi-profissional. Para mim isso eh meramente um termo mercadologico, destinado a convencer compradores a pagar mais por um equipamento com mais recursos, como uma super-zoom cheia de controles manuais.

Vi um cara com uma superzoom com flash externo batendo fotos de amigos e casais numa micareta, para depois passar na casa da galera e vender as fotos. E isso era a noite!!!!! Como essas SZ tem f/2.8 em 28mm, acho q dah pro gasto. O cara ganha dinheiro com uma SZ, mas eh um equipamento amador. Mesmo com uma D300s, podemos chamar de "DRSL avançada", mas nao de reflex profissional.
"Um dia, crio coragem e me torno profissional!"

Duvidas!!!??? Agora, nada de mensagem pessoal. Use o forum!!!!


Oliberal

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.623
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 05 de Dezembro de 2011, 11:20:19
Eu mesmo conheço um cara que tem uma M9 e que meu sobrinho fotografa melhor que ele  :D

Pior que tem mesmo.....  :hysterical:  :hysterical:

Não que eu seja grande coisa.....mas tem gente com equipamento bom e caro que dá vontade de pegar a cabeça e  :aua:  ....meter na parede...... :hysterical:
Site:   http://www.flickr.com/photos/ulysalis/

Olympus OM-D E-M1  - Lentes digitais M4/3:   M. Zuiko 12-40mm F2.8  /  M.Zuiko 12-50mm  /  M.Zuiko 40-150mm  /  M.Zuiko 75-300mm  /  M.Zuiko 45mm F1.8  /  Panasonic/Leica Summilux 25mm F1.4  / Panasonic 14mm f/2.5  /  Sigma 19mm F/2.8   -  Lente analógica: OM Olympus 50mm f/1.8


Helena Bsb

  • Trade Count: (37)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.281
Resposta #9 Online: 05 de Dezembro de 2011, 11:33:36
Aqui, o C90 é um semi-profissional e classificado como tal. Tem uma precisão intermediária, preço intermediário e se encaixa perfeitamente na definição.

Talvez o Leo Terra possa colocar isso em termos mais simples e objetivos do que eu.  :ok:

É Antonio, enquanto vc não me apresentar uma semi-profissão, ou uma profissão "intermediária" (vc está usando o termo "intermediário" pra justificar o "semi"), vai ser muuuuito difícil engolir o termo semi-profissional, rs. Podem até me convencer da existência e utilidade desse termo pra alguma outra coisa em que vc tenha uma classificação e definição CLARA e aplicável do que seja um objeto semi-profissional. Mas dentro da fotografia e como é usado, pra mim, continuará sendo inaceitável, pois não define absolutamente NADA. Muito pelo contrário... faz é colocar na mesma "panela", segmentos de câmera totalmente diferentes, que não andam juntos com certeza.  :)
« Última modificação: 05 de Dezembro de 2011, 11:57:20 por Helena Bsb »


Paulo666

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 98
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 05 de Dezembro de 2011, 11:59:46
 >:D Talvez uma camera semi-proficonal seja aquela que possua os recursos similares a uma profissional como lentes intercambiaveis etc... mas que a qualidade da foto original gerada por ela seja inferior a de uma camera proficional, mas superior a qualidade de uma compacta amadora. Ai não teria nada a ver com a qualidade do Profissional atrás dela ou do proficional de photoshop, pois acredito tratar-se da qualidade original que a camera é capaz de produzir(Ruidos,etc...,etc...) por mais que quem estiver operando o equipamento seja um profissional, mesmo tendo o equipamento recursos similares ao do equipamento Profissional ! Pois realmente nada impede que um profissional de fotografia pegue um celular clike uma foto e depois de passa-la por photoshop ela fique a coisa mais linda do mundo, mas a qualidade da foto original que o celular irá produzir, será sempre a qualidade de um celular!
« Última modificação: 05 de Dezembro de 2011, 12:19:00 por Paulo666 »
FZ-150      SX-120is


AlexandreS

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.250
Resposta #11 Online: 05 de Dezembro de 2011, 13:09:04
É exatamente como o Shalders falou, o problema é vincular o tipo de equipamento ao tipo de uso que se dá a ele. Isso não existe e é o responsável por gerar toda esta confusão.

O uso é profissional ou amador, não interessa o tipo de equipamento. Conheci um jornalista que usa uma camera Olympus compacta como câmera de trabalho. Vale-se da profundidade de campo imensa inerente às compactas e como para o tipo de foto que fazia não precisava nem de ISO alto, nem de velocidade de burst ou foco, e impressão em jornal também não é exigente a nível de qualidade, a compacta servia perfeitamente. É a utilização de uma câmera completamente amadora de forma profissional, dado que as condições do trabalho permitem.

Já o equipamento pode sim ser classificado de várias formas de acordo com características que o próprio fabricante determina como sendo aquelas desejáveis para uso profissional e intensivo. Dentro da linha das DSLR Canon, vi em algum lugar que é considerado equipamento profissional apenas as câmeras da linha 1D. Nas Nikon, apenas a linha D3. Qualquer outra DSLR fica nas classificações de profissional de entrada, semi-profissional ou amadora avançada.

A grosso modo, normalmente conceitua-se como equipamento profissional ou semi-profissional aqueles que são capazes de intercambiar lentes.
« Última modificação: 05 de Dezembro de 2011, 13:10:10 por AlexandreS »

Canon 60D - Canon 450D XSi
Tamron 17-50 f/2.8 VC - EF 50mm f/1.8 - EF 28-135 USM IS - EF-S 55-250 IS
SMC Takumar 50mm f/1.4 - S-M-C Takumar 135mm f/2.5 e mais alguns vidrinhos M42
Speedlite 430EX II - YongNuo YN460


AlexandreS

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.250
Resposta #12 Online: 05 de Dezembro de 2011, 13:11:23
>:D Talvez uma camera semi-proficonal seja aquela que possua os recursos similares a uma profissional como lentes intercambiaveis etc... mas que a qualidade da foto original gerada por ela seja inferior a de uma camera proficional, mas superior a qualidade de uma compacta amadora.

Paulo, não sei se dá para afirmar isso. Por exemplo, na linha das DSLR Canon, T3i, 60D e 7D pertencem a três segmentos diferentes. Algumas classificações as colocam como amadora avançada, semi-profissional e profissional de entrada. No entanto, todas tem o mesmo sensor, o mesmo sistema de fotometria e a qualidade de imagem é a mesma quando se fotografa em RAW. O que mudam são outros aspectos como durabilidade, funções, tipo e velocidade de foco, resistência às interpéries e por aí vai. Estes são os diferenciais que fazem com que cada uma seja classificada de uma forma.

« Última modificação: 05 de Dezembro de 2011, 13:14:53 por AlexandreS »

Canon 60D - Canon 450D XSi
Tamron 17-50 f/2.8 VC - EF 50mm f/1.8 - EF 28-135 USM IS - EF-S 55-250 IS
SMC Takumar 50mm f/1.4 - S-M-C Takumar 135mm f/2.5 e mais alguns vidrinhos M42
Speedlite 430EX II - YongNuo YN460


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.979
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #13 Online: 05 de Dezembro de 2011, 22:06:46
É Antonio, enquanto vc não me apresentar uma semi-profissão, ou uma profissão "intermediária" (vc está usando o termo "intermediário" pra justificar o "semi"), vai ser muuuuito difícil engolir o termo


Hum... Você ainda não entendeu ?  :assobi:



O que caracteriza um equipamento profissional (mais uma vez) é o conjunto confiabilidade/previsibilidade/performance/durabilidade. Para a Canon, por exemplo, nem as 7D e 5D são profissionais, só a série 1D... Isso tem a ver com o chamado MTBF, tolerâncias de fabricação, checagem manual da produção e muitas outras coisas, e não quantas coisas o equipamento tem ou faz.

Se fosse assim uma Canon EOS-500 de filme seria uma pró e uma Leica R6 uma amadora. E é claro que existe um meio termo, repito não definido, onde pode-se considerar algo como "amador avançado", "hobbista" ou o famigerado termo "semi-pro" (que para mim é o amador avançado). É uma mera questão de terminologia. Dá para fazer esse tipo de comparação com um milhão de coisas.

Pessoa ≠ Equipamento

Não tem absolutamente nada a ver com "semi-profissão". Isso é um clichê, dos piores por sinal...



Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


Foto Fácil

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.537
  • Sexo: Masculino
    • Foto Fácil
Resposta #14 Online: 05 de Dezembro de 2011, 22:58:31
Só o fato de não haver consenso e também não haver uma definição coerente sobre esse termo já faz o uso ser errado. Quem quiser que use, eu jamais usarei esse termo e incito as pessoas a não usá-lo. Classificação de câmeras a cada dia que passa se torna uma coisa muito mais abrangente, está muito acima do "profissional, semiprofissional".

É um tema sempre polêmico e muito difícil discutir porque sempre tem gente tentando impor opinião.
Não respondo dúvidas por MP, aí ao lado estão todas as formas de contato comigo ou acesse meu blog de equipamentos fotográficos: http://www.foto-facil.com/

Minhas fotos: http://www.flickr.com/photos/rodrigojordy/