Autor Tópico: Pensa que sabe dançar só porque tem um corpo.  (Lida 4193 vezes)

sergiomarreiro

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 10
  • Sexo: Masculino
    • Sérgio Marreiro on Flicker
Online: 26 de Fevereiro de 2012, 22:31:27
Ouço e leio muitos fotógrafo revoltados com o fato de a pessoa se achar fotógrafa só porque tem uma camera. Sabe, eu acho esse um pensamento mesquinho e bem fechado. Realmente, tudo que uma pessoa precisa para ser um fotógrafo é só possuir uma camera e vontade de fotografar. A suposta superioridade não passa de mera vaidade.

É claro que se pode criticar as pessoas por qualquer motivo que se escolha, mas não necessariamente fará sentido.

Penso isso por alguns motivos:

a) Fotografo que fica bravo porque fulano pegou um trabalho muito mais barato e a justificativa é que fulano fica "se achando fotografo" só porque tem equipamento. Sinto informar, se ele tiver uma camera, fotografar, e receber por isso, isso o torna fotografo profissional

b) Fotografo que fica bravo porque fulano não é "tão bom" mas trabalha nesse ou naquele site de noticias/jornal etc. Desculpa, mas se cercar de pessoas que confiem em você e te passem trabalhos te faz tão profissional quanto qualquer um.

c) Fotografo que fica bravo porque fulano não entende regra dos terços, proporção aurea, etc. Enfim, mais um joguinho de ego. Cara, regras são feitas por humanos, humanos são imbecis, regras podem e devem ser desrespeitadas para se fazer algo diferente. E não vem com essa de que é preciso conhecer as pra "poder" desrespeita-las porque é outra disculpa pra dizer "estudei na frança e esta pessoa estudou onde?".

Chega de mimimimi e encarem os fatos, a fotografia está aí pra todo mundo como e todo mundo pode fazer e ainda por cima ganhar dinheiro com isso.


EduCavalcante

  • Trade Count: (3)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 429
  • Sexo: Masculino
  • Olhando ai algumas barbaridades.
Resposta #1 Online: 26 de Fevereiro de 2012, 22:37:31
Onde o senhor queria chegar com esse post? Toda profissão tem disso.
Canon 5D mark II + Canon 450D xsi + Lente EF-S 18-55mm + canon 50mm 1.8 + canon 28-135mm + Tamron 28-75mm f/2.8 + Sigma 70-300mm + canon 70-200mm F4L + 2 yongnuo YN565 EX
Sony Nex f3 + 18-55mm + pentacon 28mm f2.8

www.educavalcante.com


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.410
Resposta #2 Online: 26 de Fevereiro de 2012, 22:38:38
Nossa, quanto ódio no coração. :)

Concordo com tudo, mas não precisa ficar bravo. :)
Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


Natão

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.273
  • Sexo: Masculino
  • "dichterisch, wohnet der Mensch auf dieser Erde"
Resposta #3 Online: 26 de Fevereiro de 2012, 22:38:41
Ouço e leio muitos fotógrafo revoltados com o fato de a pessoa se achar fotógrafa só porque tem uma camera. Sabe, eu acho esse um pensamento mesquinho e bem fechado. Realmente, tudo que uma pessoa precisa para ser um fotógrafo é só possuir uma camera e vontade de fotografar. A suposta superioridade não passa de mera vaidade.

É claro que se pode criticar as pessoas por qualquer motivo que se escolha, mas não necessariamente fará sentido.

Penso isso por alguns motivos:

a) Fotografo que fica bravo porque fulano pegou um trabalho muito mais barato e a justificativa é que fulano fica "se achando fotografo" só porque tem equipamento. Sinto informar, se ele tiver uma camera, fotografar, e receber por isso, isso o torna fotografo profissional

b) Fotografo que fica bravo porque fulano não é "tão bom" mas trabalha nesse ou naquele site de noticias/jornal etc. Desculpa, mas se cercar de pessoas que confiem em você e te passem trabalhos te faz tão profissional quanto qualquer um.

c) Fotografo que fica bravo porque fulano não entende regra dos terços, proporção aurea, etc. Enfim, mais um joguinho de ego. Cara, regras são feitas por humanos, humanos são imbecis, regras podem e devem ser desrespeitadas para se fazer algo diferente. E não vem com essa de que é preciso conhecer as pra "poder" desrespeita-las porque é outra disculpa pra dizer "estudei na frança e esta pessoa estudou onde?".

Chega de mimimimi e encarem os fatos, a fotografia está aí pra todo mundo como e todo mundo pode fazer e ainda por cima ganhar dinheiro com isso.

Bom, com certeza, hoje quem tem uma câmera, um cérebro, um olho e uma mão com dedo pode fotografar. Mas será que ele fará bem o serviço? Uma coisa é certa, o mercado é seletivo, se o cara não for bom ele não se cria. E outra, fazer um ou outro trabalho ganhando não significa ser profissional. Eu não sou fotógrafo profissional e já fiz mais de 20 eventos. Pra mim, fotógrafo, fotógrafo, é aquele que tem registro em carteira como fotógrafo, paga previdência com a atividade de fotografia ou tenha uma empresa do ramo de fotografia.

O cara que comprou uma câmera hoje a amanhã conseguiu um serviço é e não é um fotógrafo. É pois qualquer um com os itens mencionados acima pode ser, até um macaco pode ser, mas ele não é no sentido de saber exatamente o que está fazendo, atrelando seu futuro a essa atividade.


sergiomarreiro

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 10
  • Sexo: Masculino
    • Sérgio Marreiro on Flicker
Resposta #4 Online: 26 de Fevereiro de 2012, 23:05:25
Onde o senhor queria chegar com esse post? Toda profissão tem disso.

Chegaremos lá, na discussão a respeito do preconceito em cima da natural abrangencia do termo devido a facilitação do acesso ao equipamento.


sergiomarreiro

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 10
  • Sexo: Masculino
    • Sérgio Marreiro on Flicker
Resposta #5 Online: 26 de Fevereiro de 2012, 23:08:24
Bom, com certeza, hoje quem tem uma câmera, um cérebro, um olho e uma mão com dedo pode fotografar. Mas será que ele fará bem o serviço? Uma coisa é certa, o mercado é seletivo, se o cara não for bom ele não se cria. E outra, fazer um ou outro trabalho ganhando não significa ser profissional. Eu não sou fotógrafo profissional e já fiz mais de 20 eventos. Pra mim, fotógrafo, fotógrafo, é aquele que tem registro em carteira como fotógrafo, paga previdência com a atividade de fotografia ou tenha uma empresa do ramo de fotografia.

O cara que comprou uma câmera hoje a amanhã conseguiu um serviço é e não é um fotógrafo. É pois qualquer um com os itens mencionados acima pode ser, até um macaco pode ser, mas ele não é no sentido de saber exatamente o que está fazendo, atrelando seu futuro a essa atividade.

Note-se que trabalhar e seguir carreira são coisas distintas. Pode-se muito bem trabalhar com mais de uma coisas e seguir carreira apenas em uma. Profissional com carteira assinada? Tá certo exclua aí freelances de PJ de todos os tipos, então.


Mike Castro

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.948
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 26 de Fevereiro de 2012, 23:23:59
Um ex-patrão meu, (Trabalho com eventos) costuma fotografar as entradas de padrinhos, noivos etc, com tele 70-200.2.8.
Até aí, beleza, o cara usa full frame, decisão dele.
Mas teve um casamento que eu não aguentei, hehehe... Ele ficou com a tele, no corredor, eu fui pro mezanino, pegar a noiva de costas, com uma 30d com 24-105. Beleza. Noiva entrando, eu lá em cima, tal, ele lá em baixo, de repente um tio da noiva, com uma rebelzona, daquelas de 6mp, com lente18-55, sem flash entra na frente dele, e fud** com as fotos dele.
O cara ficou macho, reclamou a noite inteira, e num dado momento da festa, o tiozinho, muito educado por sinal, foi puxar papo com a gente, conversar na boa, e meu chefe já foi excomungando o cara, dizendo que se ele queria tirar foto, que devia ter um equip decente, pra não atrapalhar os outros, bla bla bla... Aí o tiozinho escrachou: "De que adianta ter FF, tele 2.8, radioflash, e ficar escondido no fundo da igreja, lá na sacristia, aposto que minha foto ficou melhor que a sua, com toda aquela pompa". Batata, meu chefe quis comparar as duas fotos, tomou na tarraqueta, fui obrigado a rir na cara dele, shauhsaushas

Coisas assim servem pra que não nos vangloriemos dos nossos maquinários, porque a camera só faz o que a gente comanda.

Humildade é a palavra-chave pra tudo.

____________________________________________

Tem uma coisa que eu percebo, pelo menos aqui na região, na área de eventos, que conheço um pouco mais:
Desunião total. Se um médico bom descobre um tratamento inovador, chama toda a equipe do hospital, pra divulgar, etc.
Se o fotógrafo "cria" ou "descobre" algo novo, referente a qualquer coisa, lab, encadernadora, trat de imagem, esconde como se fosse o mais secreto tesouro da terra, heheehheeehee.
Digo isso, porque esse mesmo ex-chefe, um dia, recebeu uma visita de um outro fotógrafo, (Agora já ex-amigo, porque saiu da firma e abriu a sua) Visita de amizade mesmo, sem pretensões... Num dado momento, o cara pergunta, com a maior inocencia: " E aí, fulano? Tá encadernando seus álbuns onde?", nisso ouviu: "Ah, numa encadernadora aí, de SP" - "Qual?", insistiu. "Ah, acho que não compensa falar, agora somos concorrente, né, é meu diferencial."
Nisso eu gritei lá da minha sala: "Ow, a gente tá mandando na Hayan", Aí falei pro me chefe: Fulano, nosso diferencial é a nossa foto, nosso vídeo, nosso atendimento. Se ele quiser encadernar lá, qual o problema?
ahsuahsuahsuahsuahsausha


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.410
Resposta #7 Online: 26 de Fevereiro de 2012, 23:25:34
Eu acho que há aí duas coisas distintas. A primeira é apenas uma questão semantica. Eu classifico como fotógrafo aquele que trabalha profissionalmente com fotografia. Se ele faz um trabalho por ano, não importa. Ele pode ser fotografo, dentista, marceneiro, etc. Tudo isso ao mesmo tempo. Há pessoas que pensam de outra forma. O Natão, por exemplo nos deu a definição dele.
A outra questão é o preconceito que existe em relação a fotografos que estão no ramo apenas porque estavam desempregados e acharam que essa seria a melhor opção, ou então aqueles que preferem cobrar barato para abocanhar uma parcela do mercado. Este dificilmente conseguirá entregar um trabalho de qualidade (lembrando que qualidade é um termo bastante relativo em fotografia. Mesmo ficando uma bosta, o cliente pode achar o máximo. Além disso, qualidade está diretamente ligada ao preço. Se pago 100 reais posso achar o trabalho ótimo pelo preço que paguei. Se pago mil meu parametro qualitativo pode ser maior...ou não né) pois se cobra barato terá que ganhar na quantidade. Mas a questão crucial colocada pelo autor do tópico não creio ser esta. A verdade é que existe um elitismo na fotografia. O cara que compra um equipamento caro, fica revoltado porque, muitas vezes, não consegue cobrar mais caro e coloca a culpa nos fotografos que , por algum motivo, optaram por oferecer menores preços. Isso é, certamente, um ponto de vista elitista e preconceituoso. No entanto, essa lógica vai de encontro com o funcionamento do sistema capitalista. Nele, é o capital que dá as cartas. Hora, o cara compra um monte de parafernália fotografica, mesmo não sabendo usá-la, e acha que tem mais poder que aquele que possui menos e que cobra pouco. Ele mete bala no fotografo que cobra menos não porque o trabalho dele é péssimo mas porque ele cobra menos. Uai, está querendo o que? Cartelização dos serviços fotograficos? São os capitalomaniácos reclamando da própria dinâmica do sistema.
Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


DMZamora

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (6)
  • Colaborador(a)
  • *****
  • Mensagens: 3.301
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 26 de Fevereiro de 2012, 23:31:38
Chega de mimimimi e encarem os fatos, a fotografia está aí pra todo mundo como e todo mundo pode fazer e ainda por cima ganhar dinheiro com isso.

Certo... mas seu post inteiro também não foi mimimi?  :assobi:
Daniel Zamora - Brasília/DF
Canon 7D Mark II/ EF-S 10-18 IS STM / EF-S 18-55mm IS / EF 24-105mm L IS USM / EF-S 55-250mm IS / EF 50mm f/1.8 II / YongNuo Speedlite YN-565EX x2 / YN-622C x3
Olympus OM-1 MD / Zuiko 50mm f/1.4 / Soligor 28mm f/2.8


RTFM!


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.410
Resposta #9 Online: 26 de Fevereiro de 2012, 23:40:09
Certo... mas seu post inteiro também não foi mimimi?  :assobi:
Acho que o rapaz é do PCdoB. :D
Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


Mike Castro

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.948
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 26 de Fevereiro de 2012, 23:48:17
Eu acho que há aí duas coisas distintas. A primeira é apenas uma questão semantica. Eu classifico como fotógrafo aquele que trabalha profissionalmente com fotografia. Se ele faz um trabalho por ano, não importa. Ele pode ser fotografo, dentista, marceneiro, etc. Tudo isso ao mesmo tempo. Há pessoas que pensam de outra forma. O Natão, por exemplo nos deu a definição dele.
A outra questão é o preconceito que existe em relação a fotografos que estão no ramo apenas porque estavam desempregados e acharam que essa seria a melhor opção, ou então aqueles que preferem cobrar barato para abocanhar uma parcela do mercado. Este dificilmente conseguirá entregar um trabalho de qualidade (lembrando que qualidade é um termo bastante relativo em fotografia. Mesmo ficando uma bosta, o cliente pode achar o máximo. Além disso, qualidade está diretamente ligada ao preço. Se pago 100 reais posso achar o trabalho ótimo pelo preço que paguei. Se pago mil meu parametro qualitativo pode ser maior...ou não né) pois se cobra barato terá que ganhar na quantidade. Mas a questão crucial colocada pelo autor do tópico não creio ser esta. A verdade é que existe um elitismo na fotografia. O cara que compra um equipamento caro, fica revoltado porque, muitas vezes, não consegue cobrar mais caro e coloca a culpa nos fotografos que , por algum motivo, optaram por oferecer menores preços. Isso é, certamente, um ponto de vista elitista e preconceituoso. No entanto, essa lógica vai de encontro com o funcionamento do sistema capitalista. Nele, é o capital que dá as cartas. Hora, o cara compra um monte de parafernália fotografica, mesmo não sabendo usá-la, e acha que tem mais poder que aquele que possui menos e que cobra pouco. Ele mete bala no fotografo que cobra menos não porque o trabalho dele é péssimo mas porque ele cobra menos. Uai, está querendo o que? Cartelização dos serviços fotograficos? São os capitalomaniácos reclamando da própria dinâmica do sistema.


Essa parte que negritei (esse verbo existe? :D ) é perfeita, podia até trancar o tópico.
 :clap: :clap: :clap: :clap:

Cito aqui o exemplo de uma grande amiga, fotógrafa, que cobra 500,00 pra fazer um casamento. Entrega o DVD em alta, além de uma sessãozinha em estúdio com um poster 50x75.
Tá caro ou barato? Cabe a ela e ao seu público decidir. Mas o fato é que eu não  a vejo parada um único FDS, as vezes tem casamento sexta e sábado.

E os caras da cidade reclamam, dizem que ela tá estragando o mercado.
Não acho.
E o casalsinho que não pode pagar 5 ou 6 mil, em dois fotografos, dois cameras full-HD, blu-ray, albom 40x80, trash the drass, etc, vai ficar sem umas fotinhos decentes no dia do seu casamento? Hipocrisia dizer que ela estraga o mercado.
Quem paga mais enxerga a diferença entre as fotos dela e dos TOP TOP da cidade. É só aprender isso, que todo mundo vive bem!
« Última modificação: 26 de Fevereiro de 2012, 23:54:55 por Mike Castro »


Lúzio

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.601
Resposta #11 Online: 26 de Fevereiro de 2012, 23:59:32
Só sei de uma coisa: Como tem muquirana fotografando (seja com equipamento (S) de ponta ou básico. Cada porcaria q tenho visto q me deixa espantado. Conheço uns 3 pessoalmente q não sabem nem o q é lente, mas além disso fazem fotos q chegam ao absurdo de tão ruins. Nos fóruns também encontramos um monte de muquiranas (que trabalham com fotografia)  reclamando mas q também deixam a desejar em matéria de talento...Os 3 q citei q conheço tão cheios de clientes
Enfim....Bad muito Bad.... >:D
« Última modificação: 27 de Fevereiro de 2012, 00:02:53 por Lúzio »
Nova Nikon D300 + Nikon D70. Lentes 18-70 DX  e Tamron 18-50 f/2.8 XRDI.
Flash SB 600, tipés, filtros, mochilas, moto...

Rio de Janeiro


sergiomarreiro

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 10
  • Sexo: Masculino
    • Sérgio Marreiro on Flicker
Resposta #12 Online: 27 de Fevereiro de 2012, 00:01:58
Certo... mas seu post inteiro também não foi mimimi?  :assobi:

Foi.  :D


sergiomarreiro

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 10
  • Sexo: Masculino
    • Sérgio Marreiro on Flicker
Resposta #13 Online: 27 de Fevereiro de 2012, 00:03:07
Acho que o rapaz é do PCdoB. :D

Puta comentário imbecil.


Lúzio

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.601
Nova Nikon D300 + Nikon D70. Lentes 18-70 DX  e Tamron 18-50 f/2.8 XRDI.
Flash SB 600, tipés, filtros, mochilas, moto...

Rio de Janeiro