Autor Tópico: Carnificina no Mercado de Trabalho  (Lida 10681 vezes)

jesieltrevisan

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.655
  • Sexo: Masculino
  • Harmonize-se
Online: 13 de Novembro de 2012, 14:07:46
Anúncio como este devem ser como um veneno para o mercado de trabalho em fotografia:

http://www.groupon.com.br/ofertas/campinas/Agencia-FFPM/12914809

R$ 199,00 não paga nem o desgaste do equipamento... Mesmo os R$ 599,00 que seria sem os descontos nesse link que postei, eu acho baixo...
Só aceitaria este valor se trabalhasse tipo de ajudante... tentando me inserir no mercado de trabalho... como tipo um JR mesmo.

Agora a pessoa que é profissional e vive disso... não é possível que consiga trabalhar com valores tão baixo.
« Última modificação: 13 de Novembro de 2012, 14:16:26 por jesieltrevisan »
Canon EOS 5D + BG-E4 + Canon EOS Kiss (300D) 
Canon EF 50mm f/1.8 mk I + Canon EF 100mm f/2 + Canon EF 28-70mm  f/3.5~4.5 II + Sigma 18-50mm f/2.8 DC EX  + 430EX II
--
Dúvida sobre as regras do fórum? --> REGRAS GERAIS
Dúvidas gerais? -->FAQ


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.721
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #1 Online: 13 de Novembro de 2012, 14:18:46
Outro dia eu me fiz umas contas, considerando o gasto com equipamento, custos de transporte e telefone, tempo gasto no tratamento e nas negociações e um lucro razoável pelo trabalho despendido... Decidi que não dá pra fazer um casamento por menos do que R$1.000, isso pensando em fotos entregues em um CD. Por exemplo, acabei de fechar um casamento de amigos meus (ou seja, preço lá em baixo) e cobrei deles R$1.500 para cobertura com 2 fotógrafos, fotos entregues em um CD... Para o mesmo casamento, o fotógrafo da igreja fez um orçamento de R$1.300 COM ÁLBUM!!! Disse à eles que não tinha com competir com esse preço, impossível, mas eles preferiram fechar comigo mesmo.

Agora, como uma pessoa consegue fazer uma cobertura de casamento por R$600 é algo que não entra na minha cabeça, que dirá R$200! Se pensar que um profissional decente não aceita mais do que 50 casamentos por ano, um cara desses vai ganhar menos de R$850 brutos por mês! Pra ter um lucro que dê para sobreviver, um cara desses precisa pegar uns 200 casamentos no ano, e aí dá pra imaginar a qualidade final do trabalho dele...

Um cara desses não vai durar 2 anos no mercado de trabalho, duvido até que consiga honrar todos os compromissos que vai assumir com essa oferta...
« Última modificação: 13 de Novembro de 2012, 14:20:12 por Humberto Teté »


AlexandreS

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.251
Resposta #2 Online: 13 de Novembro de 2012, 14:28:40
Eu conheço uma fotógrafa que cobra R$200,00 por evento, basicamente aniversários de crianças. A jogada é que ela é secretária em uma empresa ou algo semelhante, aos finais de semana fotografa usando uma D90, SB900 e 18-105. Entrega todas as fotos, em torno de 600, em um DVD.

Faz uma fotografia comum, mas bem feita. Tem o dom de posicionar-se bem e sacar bem os momentos.

Faz de 2 a 4 eventos por final de semana e alguns perdidos durante a semana a noite. Vários amigos que conheço usam os seus serviços porque não estão interessados em mega-ultra-blaster produções, querem apenas fotos melhores do que aquelas que eles mesmo fariam. E chove de clientes assim. Se vc quiser contratá-la agora, muito provavelmente só conseguirá data para o ano que vem. Semana passada mesmo ela fotografou o aniversário de 3 anos da filha de um amigo. E já tinha feito as fotos do aniversário de 1 e 2 anos.

Tomando-se uma média de 3 eventos por semana são 12 eventos por mês ou R$2400,00. Uma boa renda extra e muito provavelmente mais do que ganha com o emprego formal.

Então, se os clientes dela gostam do trabalho (e posso afirmar que não é de todo ruim), o que dizer ??? Realmente é complicado.


« Última modificação: 13 de Novembro de 2012, 14:30:48 por AlexandreS »

Canon 60D - Canon 450D XSi
Tamron 17-50 f/2.8 VC - EF 50mm f/1.8 - EF 28-135 USM IS - EF-S 55-250 IS
SMC Takumar 50mm f/1.4 - S-M-C Takumar 135mm f/2.5 e mais alguns vidrinhos M42
Speedlite 430EX II - YongNuo YN460


Daniel Morelli

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 6
Resposta #3 Online: 13 de Novembro de 2012, 14:28:48
Vendo coisas desse tipo é que fico na dúvida se ainda vale a pena ser fotógrafo hoje em dia. O que seria isso? Uma piada? Está cada vez mais desanimador...


Rafael Lima

  • Trade Count: (28)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.696
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo de natureza e observador de aves
Resposta #4 Online: 13 de Novembro de 2012, 14:36:49
Eu conheço uma fotógrafa que cobra R$200,00 por evento, basicamente aniversários de crianças.
Acho que pra um simples aniversário na área de lazer de um ´prédio, esse seja o preço base, de 200,00 á 350,00 :ponder:
Ornitólogo e fotógrafo de natureza.
Canon 7D Mark II - EF 300mm f/4 L IS USM - TC 1.4x II
Meu WikiAves
Meu Flickr
Meu 500px


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.721
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #5 Online: 13 de Novembro de 2012, 14:37:51
AlexandreS, mas acho que esse é um caso diferente. O que eu cobro para fotografar uma festa de aniversário é muito menos do que eu cobro para fotografar um casamento. As exigências são menores, não levo 2° fotógrafo, o trabalho é menor, geralmente o tempo total do evento é bem menor, e o tratamento final das imagens é bem mais básico, tornando o tempo total de trabalho posterior muito menor também. Eu não consigo chegar ao ponto de cobrar R$200, mas cobro bem menos do que um casamento.

Ainda assim, não dá pra pensar que ela vai ter R$200 de lucro por evento, o lucro final é um tanto menor, o desgaste do equipamento é grande, tem os custos com transporte também. Pra um evento de 600 fotos, o custo total deve girar perto de R$100.


Acho uma situação bem diferente cobrar R$199 por um casamento. Eu não confiaria meu casamento a um fotógrafo desses, já cansei de ver fotógrafos de casamento fazendo bobagens na igreja, perdendo momentos importantes. Além disso, tem a porcentagem que se paga ao site, então o que chega nas mãos do fotógrafo é menos ainda, imagina a motivação do cara de fazer um serviço bem feito por menos de R$199...


Carcarah

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.301
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 13 de Novembro de 2012, 14:38:51
É, festa de criança não é uma coisa que seja muito crítica. Mas casamento só tem uma vez (pelo menos deveria ser assim), não dá pra repetir. Então eu acho complicado confiar isso a uma pessoa que cobra duzentinhos.
Mas, acho que isso não é uma coisa tão grave assim, explico. Quem contrata baratinho assim é gente que não contrataria um fotógrafo caro de jeito nenhum, isso sempre teve. Acho que isso vai do orçamento do casamento em si.
Você não pode esperar que um casal que gasta 10 mil em um casamento gaste 2 mil só com as fotos. Nunca gastou, não seria agora que iria gastar, nem em sonho.
O contrário é verdadeiro, em um casamento de 50 mil para cima não vão ficar pegando qualquer fotógrafo só pelo preço.
平和はあなたと一緒に;平和はあなたと一緒に;平和はあなたと一緒に;平和はあなたと一緒に;平和はあなたと一緒に;
Todas as críticas, ideias e sugestões contidas nas minhas mensagens refletem uma opinião pessoal e não correspondem necessariamente às convicções dos criadores e colaboradores do fórum. Se você ficar magoado com alguma crítica que lhe fiz não precisa cortar os pulsos ou tomar cicuta, foi só uma opinião que não marcará sua pele delicada.
-----===== Você pode escrever o que quiser, o que importa é que escreva =====-----


leonobox

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.517
  • Sexo: Masculino
    • Ensaios.tumblr.com
Resposta #7 Online: 13 de Novembro de 2012, 14:58:44
Em todos os segmentos é assim, passei por isso quando tive empresa, quando era atleta, como musico, agora como fotógrafo... seja qual for a profissão, vai ter os profissionais que cobram nada, pouco, muito, e até exageradamente demais... agora acho que não da pra se falar em uma média, existe muita coisa envolvida, equipamento, qualidade do trabalho, tipo de trabalho, despesa gerais, cada um cada um, acho que temos que nos preocupar com oq temos a oferecer, ai sim vamos pra frente... se o cara quer cobrar R$ 50,00 reais pra fazer um book deixa ele, eu que não vou esquentar minha cabeça com isso, quando cliente reclamar do meu preço eu faço até questão de passar o trampo pra ele... como posso julgar alguem, se aquele for o ganha pão dele e a unica forma que ele esta conseguindo se manter, eu vou la dar lição de moral? fazer o cara cobrar R$ 1000 pra um trabalho que ele não vai conseguir entregar com qualidade e passar fome? assim como não posso julgar um cliente que quer ter um registro fotografico de um momento especial e não poder por que não tem dinheiro suficiente pra isso, acho que seria muito egoismo da minha parte achar que nenhum profissional poderia cobrar menos e atender o mesmo... enfim, tem mercado pra todos  :ok:
WORKSHOP DE ILUMINAÇÃO E ESTÚDIO www.leonardopacheco.com.br/workshop
04 de Outubro - Teresina - PI
21 e 22 de Outubro - Aracajú - SE
27 e 30 de Outubro - São Paulo - SP
11 de Novembro - Rio de Janeiro - RJ


AlexandreS

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.251
Resposta #8 Online: 13 de Novembro de 2012, 15:02:51
Humberto, não quis comparar as coisas, evidentemente que casamento é outro nível em tudo  :ok:

Eu acho que a fotografia está passando pela mesma fase de que a TI, minha área de atuação, passou a alguns anos atrás.

No início, desenvolver um sistema específico para um computador era algo complexo. As linguagens eram complexas, demandavam muito estudo e dedicação. Era um serviço muito especializado.

Aí vieram os PC's e os Clipper da vida, junto com os famigerados GAS (Geradores automáticos de sistemas). Pronto, todo mundo virou programador. Perdi um cliente certa vez porque ele tinha ido a uma palestra sobre TI e viu que desenvolver um sistema era tão simples, que a empresa iria treinar os seus funcionários para que eles fizessem os próprios sistemas que necessitassem. Não preciso dizer que não deu certo e quando ele voltou atrás, eu já não tinha mais interesse em atendê-lo dada a distância e os valores envolvidos. E outros absurdos do tipo.

Na época, além de consultoria, ainda tinha alguns sistemas de "balcão". Sistemas bem feitos, para utilização em rede (coisa rara na época entre usuários pequenos), com segurança, utilizando linguagens robustas. Cansei de receber ligações no escritório e depois de dizer o valor de venda do software, receber xingamentos porque "no jornal anunciam por 1/10 do preço".

Aí vi que, ou eu me preparava e especializava em um tipo de produto, ou iria disputar mercado com o pessoal que fazia sistemas para videolocadoras, para citar um exemplo, e que ganhavam na quantidade vendida. Não era isso o que eu queria e nem meu perfil de negócio. Parei com a venda de balcão e foquei em outro mercado, menor e mais especializado, mas em contrapartida também mais rentável.

Acho que neste ramo a coisa está indo para o mesmo lado. Existirá um período turbulento e indefinido, mas aos poucos o mercado se estratificará, ficando as pessoas como as que citei acima fazendo os pequenos eventos, que não tem nada de degradante e também pode ser um bom negócio como complemento de outra renda, seja ela advinda do setor de fotografia ou não, e as pessoas mais bem preparadas, com um trabalho diferenciado, fazendo os eventos de porte para aqueles clientes mais exigentes. E estes "faço-tudo por qualquer preço" acabarão por sumir.

Na real, existe um mercado grande e aos poucos esse mercado irá selecionar os profissionais que melhor os atendam, seja aquele que quer as fotos de lembrança do aniversário do pimpolho (e para estes, estes fotógrafos de R$200,00 que realmente sabem fotografar - porquê tem alguns que não sabem - são uma boa pedida), seja para os que querem mais qualidade e um trabalho diferenciado e para isso sabem que terão que desembolsar quantias maiores.

Estou fazendo 10 coisas ao mesmo tempo, não sei se fui totalmente claro, mas acho que consegui me fazer entender :)

Abçs

PS: Enquanto escrevia o Leonardo aí em cima postou, e acho que as idéias convergem.
« Última modificação: 13 de Novembro de 2012, 15:05:29 por AlexandreS »

Canon 60D - Canon 450D XSi
Tamron 17-50 f/2.8 VC - EF 50mm f/1.8 - EF 28-135 USM IS - EF-S 55-250 IS
SMC Takumar 50mm f/1.4 - S-M-C Takumar 135mm f/2.5 e mais alguns vidrinhos M42
Speedlite 430EX II - YongNuo YN460


Humberto Yoji

  • Trade Count: (23)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.721
  • Sexo: Masculino
    • Humberto Yoji - fotógrafo
Resposta #9 Online: 13 de Novembro de 2012, 15:15:45
leonobox, AlexandreS, concordo com vocês, ótimos postagens! Escrevi tudo acima com a cabeça um pouco quente realmente, rsrs. Mas é que incomoda bastante "profissionais" de fotografia cobrando isso por um casamento. Quando eu penso em como eu me mato para fotografar um casamento, todo o trabalho que me dá antes, durante e depois, e como me esforço para tentar enxugar meus preços para amigos e conhecidos, e ainda assim manter um lucro razoável que valha a pena todo o trabalho, fico indignado com gente que cobra tão pouco. Me sinto desvalorizado, sem dúvida.

Mas, ao mesmo tempo, as pessoas que cobram R$5.000 ou mais devem estar me xingando por aí ou rindo da minha "miséria", rsrs. Assim como os que cobram R$10.000 devem fazer pouco caso dos que cobram R$5.000, e assim por diante.

O lance é, como todo mundo diz, oferecer um diferencial, um trabalho bem feito, destacado, que a pessoa faça questão de fechar com a gente. Como eu disse do exemplo do casal de amigos meus, depois de ver minhas fotos, eles preferiram pagar R$1.500 pra mim por fotos em um CD do que pagar R$1.300 para o fotógrafo do buffet para CD + álbum. Ou seja, nesse caso, a qualidade do serviço que eu ofereço foi o suficiente para eles aceitaram pagar "mais por menos". E acho que assim que deve ser mesmo.

Abraços


Carcarah

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.301
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 13 de Novembro de 2012, 15:21:25
Em todos os segmentos é assim, passei por isso quando tive empresa, quando era atleta, como musico, agora como fotógrafo... seja qual for a profissão, vai ter os profissionais que cobram nada, pouco, muito, e até exageradamente demais... agora acho que não da pra se falar em uma média, existe muita coisa envolvida, equipamento, qualidade do trabalho, tipo de trabalho, despesa gerais, cada um cada um, acho que temos que nos preocupar com oq temos a oferecer, ai sim vamos pra frente... se o cara quer cobrar R$ 50,00 reais pra fazer um book deixa ele, eu que não vou esquentar minha cabeça com isso, quando cliente reclamar do meu preço eu faço até questão de passar o trampo pra ele... como posso julgar alguem, se aquele for o ganha pão dele e a unica forma que ele esta conseguindo se manter, eu vou la dar lição de moral? fazer o cara cobrar R$ 1000 pra um trabalho que ele não vai conseguir entregar com qualidade e passar fome? assim como não posso julgar um cliente que quer ter um registro fotografico de um momento especial e não poder por que não tem dinheiro suficiente pra isso, acho que seria muito egoismo da minha parte achar que nenhum profissional poderia cobrar menos e atender o mesmo... enfim, tem mercado pra todos  :ok:
:clap: :clap: :clap:
平和はあなたと一緒に;平和はあなたと一緒に;平和はあなたと一緒に;平和はあなたと一緒に;平和はあなたと一緒に;
Todas as críticas, ideias e sugestões contidas nas minhas mensagens refletem uma opinião pessoal e não correspondem necessariamente às convicções dos criadores e colaboradores do fórum. Se você ficar magoado com alguma crítica que lhe fiz não precisa cortar os pulsos ou tomar cicuta, foi só uma opinião que não marcará sua pele delicada.
-----===== Você pode escrever o que quiser, o que importa é que escreva =====-----


raveallen

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 44
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 13 de Novembro de 2012, 16:28:12
Galera, eu não ganho a vida como fotógrafo ( não por enquanto pelo menos), uso a fotografia como um hobby. Só q acho bem complicado a questão de preços. Eu por exemplo, me ligaram pra fazer uma festa de aniversário de 6 anos, falei q não era profissional, e q não tinha nem noção de preço, e não tenho mesmo, cobrei R$150,00 sem edição, e entrega em CD, só. Mesmo assim o peso na consciencia ainda está f***.
Tenho amigos q trabalham e vivem da fotografia, porém nenhum deles podia atender ao pedido de um dia para o outro, por isso aceitei.

Mas lendo o blog do fotografo Henrique Pereira, ele publicou recentemente um texto que na minha opinião (e a dele , claro!) vai mudar muita coisa no universo fotografico, e muita gente não vai aguentar e vai cair:
É um texto longo, mas com certeza, àqueles que estão dispostos a investir na área, texto sobre fotografia e artes nunca é longo.

http://www.tudosobrefotografar.com/2012/10/o-futuro-da-fotografia-do-xix-ao-xxi.html

Grande abraço e por favor, não me recriminem pelo valor q cobrei, com certeza eu sei o quanto é desgastante o trabalho, e jamais quero prostituir a profissão.



raveallen

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 44
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 13 de Novembro de 2012, 16:33:45
Aproveitando o tópico, recusei um casamento, passei para um amigo, não sabia nem quanto cobrar, nem noção para tirar fotos de casamento, meu foco é street photografy.


Pope

  • SysOp
  • Trade Count: (31)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.196
  • Sexo: Masculino
    • Renato Pope
Resposta #13 Online: 13 de Novembro de 2012, 17:32:21
Galera, eu não ganho a vida como fotógrafo ( não por enquanto pelo menos), uso a fotografia como um hobby. Só q acho bem complicado a questão de preços. Eu por exemplo, me ligaram pra fazer uma festa de aniversário de 6 anos, falei q não era profissional, e q não tinha nem noção de preço, e não tenho mesmo, cobrei R$150,00 sem edição, e entrega em CD, só. Mesmo assim o peso na consciencia ainda está f***.
Tenho amigos q trabalham e vivem da fotografia, porém nenhum deles podia atender ao pedido de um dia para o outro, por isso aceitei.

Mas lendo o blog do fotografo Henrique Pereira, ele publicou recentemente um texto que na minha opinião (e a dele , claro!) vai mudar muita coisa no universo fotografico, e muita gente não vai aguentar e vai cair:
É um texto longo, mas com certeza, àqueles que estão dispostos a investir na área, texto sobre fotografia e artes nunca é longo.

http://www.tudosobrefotografar.com/2012/10/o-futuro-da-fotografia-do-xix-ao-xxi.html

Grande abraço e por favor, não me recriminem pelo valor q cobrei, com certeza eu sei o quanto é desgastante o trabalho, e jamais quero prostituir a profissão.
Tirei duas conclusões deste texto - A Kodak criou o filme e ferrou os fotógrafos, depois a Kodak inventou o sensor digital e ferrou os fotógrafos! Apapu... Kodak!!!  :hysterical:
"If you wanted a cheap profession to get into you picked the wrong one."Zack Arias
Flickr


Mike Castro

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.948
  • Sexo: Masculino
Resposta #14 Online: 13 de Novembro de 2012, 19:22:47
O buraco é muito, mas muuuuito mais embaixo do que a gente pensa...

PEnsando em eventos:
Tem buffet que cobra R$ 30,00 por pessoa, tem quem cobre 250,00...
Tem músico que cobra 50,00 mais gasolina e lanche, tem banda de 10.000,00...
Tem floricultura que cobra 2500,00 pra arrumar a igreja, tem as de 15.000,00...
Tem fotógrafo que cobra 200,00, tem quem não cobre menos de 1.000,00..

Não necessariamente a comida do buffet barato vai ser ruim. Vai ser um churrascão, mas pode ser muito bem feito. Enquanto o outro buffet vai ter um garçom por convidado, todos com luvinha branca e bla bla bla....

Se tem fot´´ografo cobrando 200,00 por evento, decerto tá bom pra ele. Claro que todos querem ganhar mais, mas pra isso é necessário investimento, estudo, e claro... Dinheiro, pra se manter no início. Ninguém sobe de categoria e abraça todos os eventos que surgem. Vai perder um monte, pra gente mais estabelecida naquela faixa de mercado.

.