Autor Tópico: Objetivas/lentes radioativas  (Lida 2867 vezes)

Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.550
Online: 12 de Dezembro de 2012, 22:46:04
Pessoal, fiquei preocupado hoje quando comecei a ler sobre as lentes radioativas, contendo tório (thorium), entre outras terras raras. A maioria das objetivas produzidas até os anos 70 possuem algum nível dessas terras raras, mas as top costumavam ter uma grande quantidade.

Eu tenho pelo menos uma dessas top: a Canon FD 55mm f/1.2. Há vídeos no youtube até mostrando o nível de atividade de um bicho desses, e me pareceu preocupante, ao menos comparando com a radiação de coisas usadas no dia a dia, como sal de potássio (sal sem sódio).

No Ebay e no ML, a "radioatividade" às vezes é até mencionada como um plus no produto, como se isso fosse um atestado de qualidade. Mas quero me informar melhor... já estou pensando em mandar toda a minha cacarecada manual para o lixo (para um lixo que recolha esse tipo de material).

No início do século XX, ainda não se tinha muita noção do potencial nocivo das substâncias radioativas. Pelo jeito, esse uso indiscriminado perdurou até anos 70. Quem sabe até hoje, pois as objetivas top ainda devem receber alguma quantidade dessas "terras raras".

E aí, será que tenho uma usina de Fukushima em casa? Uma objetiva aparentemente inocente, como uma Super Takumar 50/1.4 de rosca é uma das que emitem mais radiação - o tal do problema de "yellowing" do elemento frontal teria relação com isso.
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS
2x Canon F1 Old, AE1; Pentax MX, K100D; Fuji Finepix f10; Panasonic LX3


Alexandre Ricci

  • Trade Count: (31)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.070
    • Flickr Alexandre
Resposta #1 Online: 12 de Dezembro de 2012, 22:50:17
Também gostaria de saber sobre isso. Tenho aqui uma ou duas lentes nessa lista.


dimigobbo

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.698
  • Sexo: Masculino
    • Meu Flickr
Resposta #2 Online: 13 de Dezembro de 2012, 01:18:56
Senhores, como phd em física pela universidade de Massachusetts, Alabama, EUA (rsss...) me prontifico a receber tais lentes em meu laboratório para testes e, caso comprovada a radiação, mantenho-as longe do alcance de outras pessoas.

Abcs




 :hysterical:
"If your pictures aren't good enough, you're not close enough"

RTFM


Carcarah

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.301
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 13 de Dezembro de 2012, 01:25:59
Maluquice o cara pedir para outro escolher entre tirar boas fotos e viver, livre-se delas.
Te mando o endereço em pvt
平和はあなたと一緒に;平和はあなたと一緒に;平和はあなたと一緒に;平和はあなたと一緒に;平和はあなたと一緒に;
Todas as críticas, ideias e sugestões contidas nas minhas mensagens refletem uma opinião pessoal e não correspondem necessariamente às convicções dos criadores e colaboradores do fórum. Se você ficar magoado com alguma crítica que lhe fiz não precisa cortar os pulsos ou tomar cicuta, foi só uma opinião que não marcará sua pele delicada.
-----===== Você pode escrever o que quiser, o que importa é que escreva =====-----


Rafael Lima

  • Trade Count: (28)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.696
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo de natureza e observador de aves
Resposta #4 Online: 13 de Dezembro de 2012, 01:28:31
Mandei meu endereço por MP... Pode mandar as lentes que eu mesmo as recolho :ok:
Ornitólogo e fotógrafo de natureza.
Canon 7D Mark II - EF 300mm f/4 L IS USM - TC 1.4x II
Meu WikiAves
Meu Flickr
Meu 500px


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.031
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #5 Online: 13 de Dezembro de 2012, 02:28:34
Isso já foi amplamente discutido, até aqui no fórum. Não há risco com essas objetivas, isto é papo de leigo se metendo a cientista.

Você bebe água mineral ? A maioria delas contém Radonio e isótopos de Potássio radioativos, sendo mais radiotivas na fonte do que essas objetivas.

Seu apartamento ou casa é de cimento ou concreto ? O cimento contém traços de Potássio-40

Viaja de avião ? A dose de radiação oriunda dos raios cósmicos em um voo transcontinental é muito maior do que se você amarrar uma lente dessas na testa por um ano.

Tem até os desinformados que acham que o Lantânio das russas Industar é radiotivo. Não é.
E por aí vai.

Frescura total. Mas se não acretitar em mim, eu aceito suas lentes.  :D :D :D
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.550
Resposta #6 Online: 13 de Dezembro de 2012, 11:05:30
Tô no celular, mas procurem no youtube canon 55 f 1.2 radioactive. Observem que o medidor Geiger acusou nessa objetiva uma atividade superior à do sal de potássio na ordem dos milhares. Me parece simplório comparar água mineral com uma lente dessas. Outro ponto é que o tório em si é inocente, a questão é no que o tório se transformou depois de 40 anos. Pelo que li, o decaimento do tório pode levá-lo a transformar-se em outros elementos radioativos, sendo alguns desses subprodutos bem mais 'empolgados' que o tório em si. Nos fóruns gringos, o povo é bem dividido nessa questão, como aqui. Fica difícil ter uma opinião mais isenta e embasada (não é o meu caso).

A única coisa que é certa é que uma 55mm 1.2 da canon é algumas milhares dd vezes mais nervosa que um pote de sal de potássio. Se essas milhares de vezes não são nada, sào outros quinhentos.
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS
2x Canon F1 Old, AE1; Pentax MX, K100D; Fuji Finepix f10; Panasonic LX3


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.031
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #7 Online: 13 de Dezembro de 2012, 11:47:33
Trabalhei e fui projetista no desenvolvimento um detector e medidor de radiação de altissima precisão de  para o laboratório de cristalografia por difração de raios-x do Instituto de Fisica da UFRJ por quase 3 anos...

Está encucado ? Tem um teste muito simples que você pode fazer para tirar a prova: Consiga com seu dentista quatro daqueles filmes para radiografias dentárias, que são encapsulados em plástico. coloque a lente em uma lata , e arrume os filmes desta forma, um paralelo ao elemento frontal, outro paralelo ao elemento de trás, , um colocado a 60 graus na frente, e outro paralelo ao corpo da lente. Fixe com fita adesiva, guarde dentro da lata por um mês. ponha a lata dentro de um armário ou cômoda, se possível dentro de outra lata.

Depois desse período, peça ao seu dentista para revelar os filmes. As eventuais emissões de partículas alfa ou beta serão registradas como riscos e as por emissão de raios gama aparecerão como manchas circulares ou elípticas.

Particulas alfa não atravessam nem uma folha de papel de seda e não causam nenhum mal a não ser que a fonte seja MUITO ativa e seja ingerida ou injetada na corrente sanguínea.

Partículas beta são um pouco mais penetrantes mas são barradas por uma simples folha de papel alumínio e não tem energia suficiente para atravessar vidro. Se houver emissão beta, ela vem da superfície do mesmo e não do interior. Se fosse de outra maneira assistir a uma TV de tubo mataria, pois particulas beta são na verdade elétrons, e é exatamente como um tubo de tv funciona, um feixe de eletrons é acelerado artificialmente no tubo e colide com o fósforo fluorescente na tela. Mas a energia deste feixe é muito mais alta que a de qualquer fonte beta natural.

Raios Gama são os mais perigosos, são altamente penetrantes, mas duvido que existam em quantidade perigosa. Se fosse assim a FDA e outras agências de controle ambiental já teriam recolhido essas lentes compulsoriamente.

Se você está incomodado, faça o teste.  :ok:
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.031
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #8 Online: 13 de Dezembro de 2012, 11:48:36
Tô no celular, mas procurem no youtube canon 55 f 1.2 radioactive. Observem que o medidor Geiger acusou nessa objetiva uma atividade superior à do sal de potássio na ordem dos milhares. Me parece simplório comparar água mineral com uma lente dessas. Outro ponto é que o tório em si é inocente, a questão é no que o tório se transformou depois de 40 anos. Pelo que li, o decaimento do tório pode levá-lo a transformar-se em outros elementos radioativos, sendo alguns desses subprodutos bem mais 'empolgados' que o tório em si. Nos fóruns gringos, o povo é bem dividido nessa questão, como aqui. Fica difícil ter uma opinião mais isenta e embasada (não é o meu caso).

A única coisa que é certa é que uma 55mm 1.2 da canon é algumas milhares dd vezes mais nervosa que um pote de sal de potássio. Se essas milhares de vezes não são nada, sào outros quinhentos.



Procure no youtube por provas de alienigenas na terra...  :D
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


Paulo Arruda

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.963
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 13 de Dezembro de 2012, 12:09:15
Você bebe água mineral ? A maioria delas contém Radonio e isótopos de Potássio radioativos, sendo mais radiotivas na fonte do que essas objetivas.

Seu apartamento ou casa é de cimento ou concreto ? O cimento contém traços de Potássio-40

Viaja de avião ? A dose de radiação oriunda dos raios cósmicos em um voo transcontinental é muito maior do que se você amarrar uma lente dessas na testa por um ano.

Caraca.... será por isso que meu cabelo tá caindo então?????? :ponder: :ponder: :ponder: :ponder:


Acho a dúvida do forista bastante plausível para um leigo... nada como buscar a informação correta ainda mais que hoje se encontra todo tipo de informação... séria e maluca. :ok: :ok: :ok:


Francisco

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.550
Resposta #10 Online: 13 de Dezembro de 2012, 13:36:15
AFShalders, sobre o teste que você propõe, eu teria de fazer o teste com várias substâncias presentes no dia a dia, preferencialmente geograficamente separadas (a minha casa pode estar contaminada e não ser um bom referencial).

Por outro lado, você parece saber do que está falando. Mas há discussões em fóruns em que parece haver mais gente que sabe o que diz, porém com opiniões contrárias.
http://www.flickr.com/groups/canonfd/discuss/72157601347658153/

APD Photo    says:

The only one I'm aware of, is the version of the 35mm f/2.0 that has a concave front element. (Not saying there aren't others!)

They were made with Thorium in the glass. Opinions vary as to the dangers of radioactive lenses. Before you're finished researching this, someone is sure to tell you that Thorium is only an alpha emitter and hence not dangerous. However, that alpha particle is only the first step in Thorium's decay into non-radioactive Lead. At least three of Thorium's daughter elements (stages in the decay series) are significant gamma emitters. Gamma rays, of course, are ionizing radiation and are capable of causing genetic mutations and/or triggering cancers. While the increased danger posed by use of Thorium-containing lenses may be relatively small, it is certainly there.

APD Photo    says:

they couldn't possibly be dangerous. You're getting more radiation from Polaroid instant film, your TV, your mobile etc.

Those have all the hallmarks of famous last words. IINM, none of those examples are gamma emitters... It might only take one well placed gamma ray to cause chromosome damage that results in a cancer. I agree that the increased risk from Thorium glass is very slight. However, as one who is already a cancer survivor, I choose not to take that risk... YMMV, of course.

APD Photo    says:

Apples and oranges. There's a world of difference between the low energy beta radiation of tritium -- its only decay stage produces a stable helium isotope -- and the chain of decay products of Thorium 232. The Thorium decay series includes alpha, beta and gamma emitters.
« Última modificação: 13 de Dezembro de 2012, 13:38:54 por Francisco »
Francisco Amorim
Porto Alegre - RS
2x Canon F1 Old, AE1; Pentax MX, K100D; Fuji Finepix f10; Panasonic LX3


Braga.SP

  • Trade Count: (14)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.858
  • Sexo: Masculino
Resposta #11 Online: 13 de Dezembro de 2012, 13:36:32
Meu caro Shalders,

Há muito tempo não vejo um tópico nesse nível aqui no Forum. Te agradeço muito não só por essa, mas por todas as BOAS INFORMAÇÕES que vc sempre nos mostrou. Agradeço ainda, pelo resgate às boas lembranças que me vieram à mente, fruto de bons tempos com pessoas que você sabe muito bem quem são, mas já se debandaram desse espaço.

Sinceramente grato, viu?!
« Última modificação: 13 de Dezembro de 2012, 13:37:54 por Braga.SP »
-22.352971,-48.775582


Rafael Lima

  • Trade Count: (28)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.696
  • Sexo: Masculino
  • Fotógrafo de natureza e observador de aves
Resposta #12 Online: 13 de Dezembro de 2012, 14:01:48


Procure no youtube por provas de alienigenas na terra...  :D

Falou tudo :ok:
Ornitólogo e fotógrafo de natureza.
Canon 7D Mark II - EF 300mm f/4 L IS USM - TC 1.4x II
Meu WikiAves
Meu Flickr
Meu 500px


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.031
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #13 Online: 13 de Dezembro de 2012, 14:20:51
Arre......

O ciclo to tório se ainda consigo lembrar é:
onde tem "a" leia-se uma partícula alfa, e onde tem "b", uma particula beta

Th228 - 1a  → Ra224 → Rn220 -1a → Po216 - 1a Pb212

Ok... nesta primeira série até o chumbo, o segundo ponto é o Radio 224, que é pouco ativo e é um isótopo relativamente raro.
O radônio 220 é o que está presente na água mineral e vem justamente do decaimento do Tório/Radio
O polonio 216 é mais ativo mas a quantidade gerada é em traços ínfimos. Traço já quer dizer ínfimo. É o ínfimo do ínfimo.
O chumbo 212 decai em beta para bismuto 212. Novamente traços que geram traços.

A partir do Bi212 a coisa pode tomar 3 caminhos:

O bismuto 212 gera 3 isotopos diferentes, um por beta, o polonio 212, mais ativo, que decai em alfa. Traço do traço, e particula alfa não é grande problema, então bola fora. O decaimento por beta do polonio dá tálio 208, novamente traço do traço.

O Po212 decai por alfa em Pb208, que é estável e o Tl208 decai por beta em Pb208, estável e a coisa morre ai.
O terceiro caminho é o Bi212 decair por alfa e beta diretamente em Pb208, mas a chance é de 1 em 10000 de acontecer.
Se bem me lembro a proporção entre as gerações de Po e Tl são aproximadamente 2:1


Não, você não vai pegar cancer por causa da lente. Mais fácil pegar porque fica comendo besteira. Tenho um conhecido em Paris que tem uma loja especializada em lentes antigas. Tem literalmente milhares na loja, que é minuscula. O cara tem uns 80 anos e está firme e forte. Se fosse do jeito que falam ele não precisaria nem acender a luz.

Se ela fosse tão radioativa quanto dizem, ninguém poderia usar a mesma com filme de iso alto em longa exposição. O filme seria todo marcado. Nunca vi isso acontecer, cansei de fazer exposições de 4-8 horas com filme iso 400 ou 800 e nunca vi nada.

De boa, acredite no que você quiser... Por mim o assunto para por aqui.   :ok: :ok:
 
« Última modificação: 13 de Dezembro de 2012, 14:21:53 por AFShalders »
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


dimigobbo

  • Trade Count: (10)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.698
  • Sexo: Masculino
    • Meu Flickr
Resposta #14 Online: 13 de Dezembro de 2012, 14:40:52
 :clap: :clap:

Tópico bastante informativo.

Shalders, como sempre, com informações altamente úteis e completas.

Francisco, reforço meu comentário do início: se quiser se desfazer da radioatividade das lentes, mande elas pra mim. :assobi:

Abcs
« Última modificação: 13 de Dezembro de 2012, 14:43:42 por dimigobbo »
"If your pictures aren't good enough, you're not close enough"

RTFM