Autor Tópico: Exposição de Robert Polidori - Dúvida técnica  (Lida 1083 vezes)

Sófocles

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 205
  • Sexo: Masculino
  • Um belo dia hoje!
Online: 05 de Janeiro de 2013, 18:20:06
Olá turma,


Acabei de visitar a exposição do fotógrafo canadense Robert Polidori, aberta até amanhã aqui em Belo Horizonte! Achei interessantíssimo o trabalho dele, que retrata ambientes urbanos desolados, atingidos por catástrofes e vandalismo. Há imagens de Chernobyl e Prypyat 15 anos após o acidente nuclear que as atingiu em 1986.

Pois bem... Fiquei particularmente curioso em relação a uma foto da cidade de Alexandria, no Egito. A cena registrada foi bem aberta e retrata uma área muito grande da cidade, com as pessoas bem pequenas dispersas pela tela. Ela era enorme. Algo em torno de 2,00 m de largura por 1,80 de altura e tinha um nitidez incrível e toda a área da imagem.  Atentando para esse detalhe, deduzi que a abertura usada para fazer aquela imagem certamente foi bem pequena. PORÉM, haviam pessoas em movimento, perfeitamente congeladas no ato de caminhar, sem aquele blur característico. Logo... o tempo de exposição foi pequeno...

Então temos um dilema: Como ele conseguiu aquele registro? Com uma abertura mínima e um tempo de exposição tão curto, sem deixar a imagem subexposta?



Obs.: Ele utiliza grande formato, com filmes de até 20x25 cm. Tem alguma relação?

"A imaginação é tudo. Ela é uma prévia das próximas atrações. A imaginação envolve o mundo."


sylvio pascolato

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 289
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 05 de Janeiro de 2013, 20:27:49
Vc tem o link ou uma foto??
nao entendi a relação que vc está mentalizando... abertura é uma coisa, velocidade é outra, se a velocidade de disparo for alta vai congelar o movimento das pessoas, ainda mais andando mesmo numa abertura alta.
Achei varias fotos dele na net, mas essa que vc descreve nao achei.
Canon 60D | Canon EF-S 18-135 mm | Sigma 10 mm f/2.8 | Canon 430 EX II  - Helios 44M4 |  http://www.flickr.com/photos/sylviopascolato


Sófocles

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 205
  • Sexo: Masculino
  • Um belo dia hoje!
Resposta #2 Online: 05 de Janeiro de 2013, 21:54:08
A foto é essa abaixo:





A profundidade de campo é grande, pois todo o quadro está nítido. Para que se consiga uma foto com tal profundidade de campo é necessária uma abertura bem pequena e consequentemente um tempo de exposição maior. (Se estiver errado, por favor, me corrijam). Até então tudo isso é o que considero óbvio. Porém, nesta imagem há homens caminhando e foram perfeitamente capturados no click. Então ocorre a contradição:

Como ele conseguiu congelar o movimento das pessoas caminhando enquanto usava uma abertura tão pequena? (Deduzi que o fotógrafo usou uma abertura pequena devido a profundidade de campo)


P.S.: Como a foto exposta tinha dimensões bem grandes foi fácil ver todos os detalhes das pessoas que aparecem.
"A imaginação é tudo. Ela é uma prévia das próximas atrações. A imaginação envolve o mundo."


mad666

  • Trade Count: (31)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.828
  • Sexo: Masculino
  • "Aprendendo a cada dia..."
Resposta #3 Online: 05 de Janeiro de 2013, 22:33:05
O dia estava ensolarado. E ele podia usar um filme ASA 400 ou 800 pra resolver esse problema aih.
"Um dia, crio coragem e me torno profissional!"

Duvidas!!!??? Agora, nada de mensagem pessoal. Use o forum!!!!


Sófocles

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 205
  • Sexo: Masculino
  • Um belo dia hoje!
Resposta #4 Online: 05 de Janeiro de 2013, 22:46:08
O dia estava ensolarado. E ele podia usar um filme ASA 400 ou 800 pra resolver esse problema aih.

Esse filme seria mais sensível a luz? Como se ele estivesse "aumentando o ISO"?
"A imaginação é tudo. Ela é uma prévia das próximas atrações. A imaginação envolve o mundo."


sylvio pascolato

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 289
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 05 de Janeiro de 2013, 23:02:35
Entendi. Se vc usar sua camera com prioridade de abertura, quanto mais fechar maior vai ser a velocidade, no modo manual vc vai fotometrando e regulando.
Brinca com esse site e olha como vc pode mudar uma foto e fazer de varias maneiras http://camerasim.com/camera-simulator/  .
Coloca em AV , distancia 10, focal lenth 18mm, iso 100, f2.8, a velocidade vai para 400 (é o maximo) mas se  vc aumentar a abertura a velocidade diminui mas a foto é sempre a mesma.
Qdo comprei minha 10mm fiz varios testes aqui e tudo fica focado. no infinito, tem varias com f4, f5.6, f8. So que a minha é fisheye, se quiser mando para vc ver.
Mas as fotos dele são bem legais.

« Última modificação: 05 de Janeiro de 2013, 23:03:09 por sylvio pascolato »
Canon 60D | Canon EF-S 18-135 mm | Sigma 10 mm f/2.8 | Canon 430 EX II  - Helios 44M4 |  http://www.flickr.com/photos/sylviopascolato


Sófocles

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 205
  • Sexo: Masculino
  • Um belo dia hoje!
Resposta #6 Online: 06 de Janeiro de 2013, 12:33:31
Qdo comprei minha 10mm fiz varios testes aqui e tudo fica focado. no infinito, tem varias com f4, f5.6, f8. So que a minha é fisheye, se quiser mando para vc ver.

Então Sylvio, se focando no infinito todo quadro fica nítido independente da abertura usada, a questão está resolvida! As fotos dele são muito impressionantes... É incrível o nivel de detalhamento que o grande formato trás!
"A imaginação é tudo. Ela é uma prévia das próximas atrações. A imaginação envolve o mundo."


Mr. Hyde

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 16.575
  • Sexo: Masculino
    • Faceboock
Resposta #7 Online: 07 de Janeiro de 2013, 23:56:54
Isso daí se chama hiperfocal.
Um ISO/ASA um pouco mais alto, na casa de 800 para ganhar velocidade na obturação, fecha a diafragma para f/7.1 e foca para 5 metros, vc tem um DOF que se estende de 2,45m até o infinito. Isso em FF(35mm) com uma objetiva 28mm, que me parece pela falta de distorção na foto e boa separação de planos que foi ou 28 ou 35mm.

EDIT: Sem levar em consideração o CoC da grande impressão. Se colocar ele na equação o DOF fica ainda mais longo.
« Última modificação: 07 de Janeiro de 2013, 23:59:26 por Mr. Hyde »

____________________
"Deus perdoe o Mal que habita em mim" M. Nova


Sófocles

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 205
  • Sexo: Masculino
  • Um belo dia hoje!
Resposta #8 Online: 08 de Janeiro de 2013, 19:42:08
Isso daí se chama hiperfocal.
Um ISO/ASA um pouco mais alto, na casa de 800 para ganhar velocidade na obturação, fecha a diafragma para f/7.1 e foca para 5 metros, vc tem um DOF que se estende de 2,45m até o infinito. Isso em FF(35mm) com uma objetiva 28mm, que me parece pela falta de distorção na foto e boa separação de planos que foi ou 28 ou 35mm.

EDIT: Sem levar em consideração o CoC da grande impressão. Se colocar ele na equação o DOF fica ainda mais longo.

Obrigado pela explicação, Hyde! Vou ler mais sobre hiperfocal, até então desconhecia o termo..

 ;)
"A imaginação é tudo. Ela é uma prévia das próximas atrações. A imaginação envolve o mundo."