Autor Tópico: Fuji e Panasonic se unem para criar novo sensor  (Lida 1004 vezes)

Sunriser

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.223
  • Sexo: Masculino
  • Deus seja louvado
    • Sunriser Photography Facebook
Online: 15 de Junho de 2013, 14:34:43
Empresas do mundo da fotografia estão buscando diferenciais principalmente na tecnologia dos sensores fotográficos. O que importa são câmeras com sensores grandes que vão poder produzir imagens com grande qualidade e com preços bem salgados. A briga não é pela quantidade de consumidores e sim por um tipo específico de consumidor: o com grande poder aquisitivo.

Impossível não pensar sobre isso ao ver novamente o tema Sensor Orgânico ressurgir das cinzas. Faz muitos anos que existem boatos correndo pela internet de que a Fuji estaria trabalhando em um tal de sensor orgânico. Ninguém sabia muita coisa sobre isso, mas o que se falava é que seria uma tecnologia baseada na forma como o antigo filme fotográfico captava as cores, através de camadas, deixando de lado a matriz bayer dos atuais sensores. Mas, pouco se ouviu depois sobre o desenvolvimento da tecnologia e tudo foi meio que esquecido quando a Sigma lançou o sensor Foveon que trabalha da mesma forma com camadas representando as cores primárias. Porém, hoje tivemos mais notícias sobre o futuro sensor orgânico.

Fuji e Panasonic se uniram para desenvolver a nova tecnologia e, ao que parece, colocar ela no mercado o mais rápido possível. Aqui temos a junção entre a tecnologia de sensores CMOS da Panasonic e os captores de luz baseados em carbono (orgânicos) desenvolvido pela Fuji. A parte do sensor CMOS seria apenas os circuitos enquanto toda a captação de luz seria feita pela camada orgânica. E qual a grande vantagem deste novo tipo de sensor? Maior range dinâmico, maior sensibilidade e capacidade de receber luz em ângulos mais inclinados. Isso permite câmeras com mais megapixels e sem ruído aparente, câmeras com lente grande angular sem perda de luz e que a lente possa ficar mais perto do sensor, propiciando equipamentos menores.

Para ter uma ideia da potência da coisa, foram feitos apresentações no show de tecnologia VLSI no Japão onde amostras de densidade de pixels mostraram sensores com escalas de tamanho de 0,9 μm e 3 μm. O pixel menor indicaria sensores para celular com 20 megapixels de resolução enquanto o pixel maior indica sensores APS-C com 41 megapixels. Se a tecnologia for tudo que indica então estamos prestes a mais uma revolução dentro do que chamamos de qualidade de imagem na fotografia. Quem viver verá.


Fonte: http://meiobit.com/128221/fuji-e-panasonic-se-unem-para-criar-o-sensor-organico/



Mr. Hyde

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 16.585
  • Sexo: Masculino
    • Faceboock
Resposta #1 Online: 15 de Junho de 2013, 17:44:29
Vamos fazer um exercício de futurológia...

Vamos supor que o sensor seja lançado em 5 anos.
Como a Pentax, Sony, Leica, Sigma e Canon (para ficar apenas nas FF) se comportarão?? Vão aposentar seus projetos??? Vamos supor que sim e vamos supor que não.
Se aposentarem e todos começarem a comprar sensores Fuji-Pana, vamos todos ver um salto qualitativo ao mesmo tempo. Com o passar o tempo essas outras corporações vão começar a desenvolver os seus próprios sensores em resposta. Daí virão outros pequenos ganhos residuais em cada um dos projetos individuais, ou não...
Se não aposentarem e todos correrem atrás do prejuízo enquanto amargam perda de receita, vamos ver a Fuji-Pana dominando boa parte do mercado profissional durante um tempo e depois, com a recuperação dos concorrentes nos seus projetos próprios (se se recuperarem), o mercado vai ficar altamente fragmentado (talvez ainda mais do que é hoje, mas com concentrações de adeptos diferentes), mas com maior parte dos usuários sendo Fuji-Pana como hoje são Canikon.

De uma coisa eu sei... Se isso acontecer nos próximos 5 anos, vai precisar todo mundo atualizar seu hardware para conseguir processar essa quantidade gigante de informação.
Se isso acontecer em menos tempo, muitaaaaa gente vai penar com a fotografia profissional, simplesmente pela falta de condição financeira de atualizar tudo ao mesmo tempo. Ou compra a cam, objetivas e flashes novos ou compra um PC prá lá de parrudo.

Eu vou continuar minha pequena luta pessoal para comprar minha primeira FF e espero que daqui a 5 anos eu ainda tenha ela.  :D

____________________
"Deus perdoe o Mal que habita em mim" M. Nova


Portela 2011

  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.542
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 15 de Junho de 2013, 19:45:15
Vou acresecntar mais um item a lista do Hyde... cartões de memória com capacidade gigante (o que não é muito problema), e com taxa de leitura e transferência ultra veloz... aí a coisa começa a pegar mais (ao menos no preço.).


Sunriser

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 1.223
  • Sexo: Masculino
  • Deus seja louvado
    • Sunriser Photography Facebook
Resposta #3 Online: 15 de Junho de 2013, 21:52:53
Isso tudo sem falar no milagroso sensor a base de grafeno que seria mil vezes mais sensíveis que os atuais, mas que pelo visto ainda está (bem) longe de chegar nas nossas mãos...


Thales Souto

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (29)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 15.374
  • Sexo: Masculino
  • "Fotografia é um hobby viciante"
Resposta #4 Online: 16 de Junho de 2013, 00:08:39
Gostaria de pensar em "somente" 18 ou 20 MP de sensor, mas com essa tecnologia nova.
Somente o tempo dirá.
Sony A7III (2x) + Tamron 28-75 2.8 + Samyang AF 45 1.8 FE + Sony G 12-24 f/4 + Samyang 14 2.8 + Godox + Benro TMA28A
"Polímeros, aulas, família e fotografia. Não necessariamente nessa mesma ordem...."
Meu canal no YouTube sobre fotografia: http://www.youtube.com/channel/UCCS35q7G_BRE6aVdXXEOKNg
Instagram: @souto_thales


Ashkenazzi

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 567
  • Casei com a Canon, mas a Nikon é minha amante...
Resposta #5 Online: 16 de Junho de 2013, 01:46:26
Bem legal, cara !

Espero que com isso a Leica (parceira Panasonic) e Hasselblad (parceira Fuji) se re-armem e montem um forte cerco a Mamiya que hoje está reinando soberana e desfilando sobre eles no médio formato. Assim o mercado gira.

Já para 35mm, não vejo esperanças destes projetos chegarem as Canon/Nikon porque ambas já tem, contratos fechados (rabo-preso) com Texas instrumens, Sony e Fujitsu e acho que eles não devem mudar de fornecedor. (mais fácil, os fornecedores deles copiarem o projeto da Fuji/Panasonic depois de pronto...hehe :assobi:).

O importante é assegurar que a Hasselblad e a Leica se interessem a usar o novo sensor para não termos mais um caso triste como o que aconteceu com o Foveon que ficou só com a Sigma (que comprou a empresa) e com o abandonado sensor RBGY (Red-Blue-Green-Yellow)
Nikon D800E + MB-D12 + SB-910 com AF-S NIKKOR 85mm f/1.4G + AF-S NIKKOR 24mm f/1.4G ED
Canon EOS 1D X com EF 24-105mm f/4L IS USM + EF 100-400mm f/4.5-5.6L IS USM
Sony Camcorder HDR-FX1000
Testes com 3 lentes 85mm diferentes em bokeh e luzes: http://www.flickr.com/photos/103484384@N04/


AlexandreS

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.251
Resposta #6 Online: 17 de Junho de 2013, 11:21:07
Na realidade, praticamente todas as empresas estão pesquisando alguma coisa, o que não quer dizer absolutamente que daí vai sair algo comercialmente viável, e depois, que vai ser exatamente como se espera.
Uma puxada de memória nos trás o Super-CCD, EXR CMOS, BI-CMOS, todas novas tecnlogia que prometiam ser um ponto divisor na área de sensores, com resultados milagrosos, e que no final, acabaram sendo praticamente mais do mesmo.

Das grandes, a Fuji e a Pana estão pesquisando sensores orgânicos, a Canon está pesquisando sensores multi-layers semelhantes ao Foveon e inclusive postou a poucos dias uma patente, provavelmente para frear ou direcionar a Sony que também está pesquisando algo neste sentido.

Apenas a Nikon que está em compasso de espera já que ela não produz nada a nível de sensor e vai ter que esperar o movimento dos seus fornecedores  - Sony, Aptina, e Renesas - para saber para onde correr.

Já para 35mm, não vejo esperanças destes projetos chegarem as Canon/Nikon porque ambas já tem, contratos fechados (rabo-preso) com Texas instrumens, Sony e Fujitsu e acho que eles não devem mudar de fornecedor. (mais fácil, os fornecedores deles copiarem o projeto da Fuji/Panasonic depois de pronto...hehe :assobi:).

Ash, a Canon é responsável pela pesquisa, desenvolvimento e fabricação de seus próprios sensores. Os contratos com outras empresas são para fornecimento de hardware acessório, mas não impedem o desenvolvimento de novas tecnologias de sensores.
« Última modificação: 17 de Junho de 2013, 11:23:43 por AlexandreS »

Canon 60D - Canon 450D XSi
Tamron 17-50 f/2.8 VC - EF 50mm f/1.8 - EF 28-135 USM IS - EF-S 55-250 IS
SMC Takumar 50mm f/1.4 - S-M-C Takumar 135mm f/2.5 e mais alguns vidrinhos M42
Speedlite 430EX II - YongNuo YN460