Autor Tópico: Quando quebrar as regras?  (Lida 3734 vezes)

Diego.H

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 120
Online: 25 de Julho de 2013, 16:27:30
Sei que se todo mundo fotografasse utilizando a regra dos terços, por exemplo, teríamos apenas um único estilo de fotografia com diferentes cenários e cores.

Em que momento você quebrou as regras e como resultado teve um ótima fotografia? Poderia mostrar um exemplo e nos dizer o que te levou a quebrar as regras e ir apenas com a câmara, a coragem e a criatividade?

Para ilustrar minha pergunta achei essa fotografia no blog resumofotografico:

Foto: Raul Touzon / National Geographic


Vitarossi

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 105
  • Sexo: Masculino
  • A câmera boa é aquela que a gente tem na mão.
Resposta #1 Online: 25 de Julho de 2013, 16:36:47
Não considero essa foto ótima, nem sequer boa, mas está aí um exemplo de quebra dessa regra, que pra mim não significa nada:


Encontro por Vitarossi, no Flickr

O título já diz o que me levou a compor dessa forma.
Acho que a fotografia vai muito além de um conjunto de regras e técnicas.
Humildes fotos no Flickr


Mr. Hyde

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 16.575
  • Sexo: Masculino
    • Faceboock
Resposta #2 Online: 25 de Julho de 2013, 16:43:47
Uma do colega Spider (é que estou no trab e aqui não dá para acessar imagens, mas lembrei dessa discussão em um tópico antigo e fui pescar ela):



À noite posto uma minha e explico o que acho do ponto levantado pelo colega.

____________________
"Deus perdoe o Mal que habita em mim" M. Nova


Rafael.l

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.871
Resposta #3 Online: 25 de Julho de 2013, 17:14:11
uma li um artigo q falava sobre as regras e o autor falava q muitas fotos quebram as regras mas as melhores geralmente estão incluídas em alguma outra.

não sei se eh bem assim, mas vai q...

eu tento não quebrar regras, acho q tenho q primeiro dominar o feijão com arroz pra depois inventar :)


Diego.H

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 120
Resposta #4 Online: 25 de Julho de 2013, 17:56:17
Uma do colega Spider (é que estou no trab e aqui não dá para acessar imagens, mas lembrei dessa discussão em um tópico antigo e fui pescar ela):

Mr. Hyde, muito bom exemplo. A imagem deixa um espaço negativo atras do assunto o que contraria uma regra sobre o equilíbrio, mas está "studium" e é bastante agradável.

A imagem do Vitarossi já é mais ousada e na minha opinião, com os assuntos nas extremidades, não ficou legal.


Diego.H

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 120
Resposta #5 Online: 25 de Julho de 2013, 18:06:54
Acabo de ver um post interessante aqui mesmo que fala sobre as fotos mais caras do mundo e a 8º quebrou as regras:

Richard Prince  $1,248,000

Tá aí o link para o tópico: http://forum.mundofotografico.com.br/index.php?topic=63485.0


Pris WerSo

  • Trade Count: (0)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.614
  • Sexo: Feminino
Resposta #6 Online: 25 de Julho de 2013, 18:50:46
Quando quebrar as regras? Quando se faz isso intencionalmente e não como desculpa por ver que sua foto não ficou como deveria mas "a foto é minha e faço como quero! Porque fotografia é arte!!!" Conhecendo as regras e imaginando que a imagem feita, composta, cortada de uma forma diferente pode criar o efeito que você deseja, por que não? Estou participando de um grupo de desafios e o tema que propus esta semana é "minimalismo". Em sites de referência, várias fotos estão de acordo com as regras, mas várias outras colocam os temas nas margens do frame (algo como o kaskais faz), deixando um imenso espaço negativo, o que acentua o minimalismo. Isto é intencional. Por erro e como desculpa de uma foto mal composta... não tem desculpa! ;)

Não esquecer que as regras na verdade são formas de deixar as imagens visualmente mais agradáveis, harmônicas. Só por isso ainda são colocadas, divulgadas, estudadas e muito usadas.

Os sites que falei:

http://supercomentario.com.br/2011/01/05/35-fotos-minimalistas/

http://deixadefrescura.com/2011/02/fotografias-minimalistas.html


Mr. Hyde

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 16.575
  • Sexo: Masculino
    • Faceboock
Resposta #7 Online: 25 de Julho de 2013, 19:34:15
Vou dar minha opinião (lá vem pedrada...rs)!

Eu acho que é necessário o fotógrafo dominar as ditas "Regras de Composição. Sejam elas quais forem. As regras não são criação da mente lunática de um dodói qualquer. Elas são o assentamento de anos, décadas, séculos de observação, experimentação, análise e colheita de resultados.

Dominada a técnica, aí sim o fotógrafo tem todo o direito de pular fora dessa amarra criativa (eu ainda estou na fase anterior...rs). Muita gente fala mal da centralização do motivo, sem compreender que essa é a regra mais básica de composição e que, muitos motivos clamam por ela. O que dizer dessas fotos?

Araquém Alcântara. E tem gente que reclama de centralização do motivo...  :ponder: É, acho que devem ter razão.  :assobi:



http://rrpaula.files.wordpress.com/2011/01/terra-brasil-amazc3b4nia-pa-onc3a7a-pintada.jpg
http://img373.imageshack.us/img373/3033/28imagemfalcaorealmp6.jpg
http://www.polyvore.com/cgi/img-thing?.out=jpg&size=l&tid=12207113
http://www.saojosedoscampos.com.br/fotodavez/23937/imagens/002.jpg

Sendo que a da árvore poderia ainda ser dito que a linha do horizonte poderia ter sido locada no terço superior ou inferior. E que o motivo foi cortado, sendo mais adequado o emprego de uma olho de peixe e tals...

O que eu acho que que fala-se muito sem conhecer a capacidade técnica/composicional do autor. Se o cara demonstra saber o que ele tá fazendo ao subverter as regras (que reafirmo, existem e são importantes), ele tem todo direito de fazer aquela escolha consciente.

Diferentemente de um iniciante que não sabe o que é ponto de ouro ou ponto de fuga e entorta a foto pra ficar mais 'cool'. Aí é bem diferente. Abç,

*Essa minha resposta é reprodução ipsis literis de uma resposta em um tópico antigo. O tópico se inicia com uma postagem do Spider de uma foto dele e derivou para uma conversa sobre composição e regras. Quem quiser conferir: http://forum.mundofotografico.com.br/index.php?topic=55896.0

E uma minha que usa a centralização de motivo:


Flor com chão desfocado por *Mr. Hyde*, no Flickr

____________________
"Deus perdoe o Mal que habita em mim" M. Nova


Vitarossi

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 105
  • Sexo: Masculino
  • A câmera boa é aquela que a gente tem na mão.
Resposta #8 Online: 25 de Julho de 2013, 20:36:51
Não sei...
O que percebo, aqui principalmente, é que muita gente não procura "sentir" a foto, já vai logo taxando. Muitas vezes pra "sentir" precisa ver o conjunto da obra, e aí entra o que o Hyde escreveu.
Ao ver uma foto, ouvir uma música, etc., procuro, na medida do possível, desligar o racional e dizer simplesmente pra mim mesmo: gostei ou não gostei. Aí depois vou procurar razões que justifiquem minha escolha. Nessa brincadeira acabo muitas vezes questionando muito daquilo que aprendi e pratico, e muitas das tão importantes regras.
Humildes fotos no Flickr


paulorocha

  • Trade Count: (1)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 51
  • Sexo: Masculino
    • Diletante Compulsivo
Resposta #9 Online: 25 de Julho de 2013, 21:03:12
Amigos, permitam-me fazer um paralelo com uma das mais belas e mais difíceis artes que existem: os Palhaços de circo.
Um palhaço, para ser realmente bom, tem que conhecer absolutamente todas as outras formas de arte circense. Pois somente assim poderá "deturpar" as apresentações e fazer a plateia rir e se emocionar.

Vejo a fotografia da mesma forma. É necessário dominar todas as técnicas, conhecendo com perfeição o resultado de todas elas, para ai sim poder subvertê-las.


sergiotucano

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.633
Resposta #10 Online: 25 de Julho de 2013, 21:06:46
Quando quebrar as regras?!

Quando quiser ! :ok:
Panasonic Lumix G2  G-Vario14-42mm Flash Metz 36AF-5
http://www.flickr.com/photos/sergiotucano/


Vitarossi

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 105
  • Sexo: Masculino
  • A câmera boa é aquela que a gente tem na mão.
Resposta #11 Online: 25 de Julho de 2013, 21:16:29
Paulo,

Não seria a fotografia muito mais subjetiva do que as artes circenses?
Nesse sentido acho que a visão artística tem um peso muito maior que o aprendizado técnico.
Humildes fotos no Flickr


Mr. Hyde

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 16.575
  • Sexo: Masculino
    • Faceboock
Resposta #12 Online: 25 de Julho de 2013, 21:26:46
Paulo,

Não seria a fotografia muito mais subjetiva do que as artes circenses?
Nesse sentido acho que a visão artística tem um peso muito maior que o aprendizado técnico.

Isso é complicado de definir e, subsequentemente, complicado de discutir...

A fotografia é um misto de técnica e sensibilidade.
Quanto de cada? Impossível definir.
Cada fotógrafo prioriza um lado. Existem fotógrafos mais técnicos, existem os mais criativos, os mais sensíveis, os mais ousados.
Existem verdadeiros estudiosos e aqueles que só clicam.
Existem os que fazem de um tudo um pouco e aqueles altamente especializados...
E todos esses aí que falei, podem fazê-lo de maneira espetacular. Com perfeição naquilo que se propõe fazer.

É naturalmente difícil definir os parâmetros para conseguir discutir técnica vs. sensibilidade.

Eu só consigo chegar ao ponto de dizer: "é técnica aliada a sensibilidade", mais que isso eu não discuto.

____________________
"Deus perdoe o Mal que habita em mim" M. Nova


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.410
Resposta #13 Online: 25 de Julho de 2013, 21:39:08
Hyde, acho que não é a primeira vez que vejo voce se referindo a essa imagem. Fico bastante feliz de ver que uma imagem minha tenha tocado mais a outra pessoa do que a mim mesmo. rsrs Mas continuo gostando dessa imagem. Ela me faz sentir-me feliz. :)

Eu não to nem ai pro terço. To cagando pra ele.

Mas de vez em quando eu uso...sem querer.  :D
« Última modificação: 25 de Julho de 2013, 21:39:33 por spiderman »
Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.410
Resposta #14 Online: 25 de Julho de 2013, 21:48:00
Quando quebrar as regras? Quando se faz isso intencionalmente e não como desculpa por ver que sua foto não ficou como deveria mas "a foto é minha e faço como quero! Porque fotografia é arte!!!" Conhecendo as regras e imaginando que a imagem feita, composta, cortada de uma forma diferente pode criar o efeito que você deseja, por que não? Estou participando de um grupo de desafios e o tema que propus esta semana é "minimalismo". Em sites de referência, várias fotos estão de acordo com as regras, mas várias outras colocam os temas nas margens do frame (algo como o kaskais faz), deixando um imenso espaço negativo, o que acentua o minimalismo. Isto é intencional. Por erro e como desculpa de uma foto mal composta... não tem desculpa! ;)

Não esquecer que as regras na verdade são formas de deixar as imagens visualmente mais agradáveis, harmônicas. Só por isso ainda são colocadas, divulgadas, estudadas e muito usadas.

Os sites que falei:

http://supercomentario.com.br/2011/01/05/35-fotos-minimalistas/

http://deixadefrescura.com/2011/02/fotografias-minimalistas.html

Pris, acho complicado tratar o minimalismo como algo fora das regras. Aliás, acho complicado tratar qualquer coisa como algo fora das regras hoje em dia. Na maioria das vezes a contra-regra se torna uma nova regra.
Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya