Autor Tópico: Valores de trabalhos  (Lida 5882 vezes)

digo.moraes

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 19
Online: 25 de Julho de 2006, 12:44:21
Estou começando na área da fotografia e o grande problema está sendo dar os preços para os trabalhos, de que forma cobrar. Se alguém puder me ajudar eu agradeço muito...

Só lembrando que não tenho estúdio, portanto a maioria das fotos que estou fazendo é de ambientes, arquitetura e de produtos. Os books eu estou fazendo só externo por enquanto como ainda não montei meu estúdio.

Se puderem me dar uma base de preços eu agradeço. Só lembrando que estou no interior de sampa....

Valeu!!! abraço


Lucas Eduardo

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 272
    • http://
Resposta #1 Online: 25 de Julho de 2006, 17:34:32
estou na mesma situação...tb gostaria de alguma luz :D
Sul Foto Clube


AluiZio

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 258
  • Sexo: Masculino
  • D800 105 1:2.8G ED 28~300 1:3.5-5.6 G 50 1:1.4D
    • https://www.flickr.com/photos/aluizioderizans/
Resposta #2 Online: 25 de Julho de 2006, 20:29:17
Eu acho que o negócio é arriscar.

Cobre caro. Bem caro pensando que este valor seria o máximo que você pagaria para um trabalho feito por você mesmo.

Aí, podem acontecer algumas coisas. Por exemplo, você começar a levar cano ou a sua freguezia sumir.

Isto não vai significar que seu preço esteja acima do mercado.

Muito pelo contrário.

O seu  trabalho é que não deve estar à altura do preço que faz.

Então, você tem que exercitar sua auto crítica e decidir: será que eu sou ruim tanto assim ou o mercado não está à altura da minha arte?

Está vendo?

Daí, o negócio é arriscar!!!!

Ou não?
AluiZio -


riguetti

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 41
Resposta #3 Online: 26 de Julho de 2006, 17:21:23
Citar
Eu acho que o negócio é arriscar.

Cobre caro. Bem caro pensando que este valor seria o máximo que você pagaria para um trabalho feito por você mesmo.

Aí, podem acontecer algumas coisas. Por exemplo, você começar a levar cano ou a sua freguezia sumir.

Isto não vai significar que seu preço esteja acima do mercado.

Muito pelo contrário.

O seu  trabalho é que não deve estar à altura do preço que faz.

Então, você tem que exercitar sua auto crítica e decidir: será que eu sou ruim tanto assim ou o mercado não está à altura da minha arte?

Está vendo?

Daí, o negócio é arriscar!!!!

Ou não?
vc deve estar brincando claro... ou não?

Preço de um  trabalho deve ser equacionado com a soma dos gastos, leia-se custos fixos e variáveis e um valor que vc acha que seria justo como remuneração pessoal.

Sugiro que vc faça um curso on-line do sebrae, gratuito e que vai lhe ensinar como cobrar por seus serviços.

A escola riguardare tbm temum curso como esse.

Chutar alto e ficar esperando o que vai acontecer é piada.

Abraço
« Última modificação: 26 de Julho de 2006, 17:22:45 por riguetti »
Guilherme Riguetti - Fotografia com estilo e atitude
Campinas - São Paulo
www.riguetti.com.br


FernandoPaes

  • Trade Count: (17)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.522
  • Sexo: Masculino
  • Fernando Paes - Fotógrafo
    • Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos
Resposta #4 Online: 26 de Julho de 2006, 17:31:44
Rigg,

Concordo plenamente.

Na realidade poucos calculam seus custos fixos e variáveis e o lucro líquido que desejam ter.

Por isso tem tanta gente prosituindo o mercado!

Gente, vamos estudar, vamos ser assistente, vamos aprender e depois cobrar um preço justo. Isso é o melhor que vc pode fazer!

Abraço,
Fernando
Fernando Paes - Fotógrafo de Casamentos - SP
Visite meu Website: http://www.fernandopaes.com.br

Conheça nosso podcast para fotógrafos sociais!


Guto Marc

  • Trade Count: (14)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.564
    • http://www.gutomarcondes.com.br
Resposta #5 Online: 26 de Julho de 2006, 18:13:10
Concordo plenamente com o Fernando e com o Rigg.

Se vc não sabe nem qual é o seu custo e quanto de lucro vc precisa, não tem como trabalhar corretamente. É um tiro no escuro.
** NÃO TRABALHO MAIS COM SEGURO DE EQUIPAMENTOS **

Visitem meu blog sobre fotografia : https://www.gutomarcondes.com.br
E meu site sobre dicas de viagem :
https://www.reviewdeviagem.com.br


kiran

  • Trade Count: (16)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 633
  • Sexo: Masculino
    • PROFISSIONAL
Resposta #6 Online: 26 de Julho de 2006, 23:21:12
de facto "todo mundo" tem opiniões "teoricas" ao respeito mas nenhum fotografo
"abre o jogo",
quanto cobrar?
é o maior tabú na fotografia atualmente, por inumeros motivos,
e na realidade o q está acontecendo é q acaba rolando qualquer tipo
de negociação, cada fotografo resolve na hora com o seu cliente.
é lamentavel, porem real, os motivos são infinitos,
desde a "ignorancia" do cliente até a "esperteça" do fotografo há muita tela pra cortar.
eu não sei qual é a solução, não faço ideia, apenas acho q é muito ruim quando um colega tenta ganahar um cliente só pelo preço,
inumeras discuções filosóficas se inicíam neste ponto, tipo:
"eu estou começando então no posso cobrar o mesmo q o "sebastião salgado"
ou
com a minha Sony não posso cobrar o mesmo q o cara q faz  6x6 com hasselbad
é por aí vai um monte de justificativa...

sei lá...
estou bem desanimado ao respeito da "profissionalização" da clase,
acho q há uma guerra  fodida e q fica muito difícil criar parcerias, confiar,
ou querer "blanquear" a situação.
qualquer um aparece com uma 8Mpixel
e faz o trabalho, o cliente acha "LIIIIINDO" e nem exerga a sombra de flash, a falta de foco, o enquadramento q não respeita nem os limites do objeto q tinha
q ser fotografado, etc, etc.

só escrevo isto pq é um forum e me bateu de dar uma opinião,
no fundo o q vale é  a honestidade pessoal, tanto no preço quanto na qualidade
e fundamentalmente na autocritica.

abraço
k










 


Ana Adams

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.653
  • Sexo: Feminino
    • http://www.anaadams.com
Resposta #7 Online: 26 de Julho de 2006, 23:52:34
Alguns cursos de fotografia também se aprofundam neste assunto, mas nem todo mundo sabe onde buscar os parâmetros de como calcular o valor de uma foto, claro.
O assunto é delicado, principalmente para quem está começando ( como eu), mas há algumas maneiras de ir se informando, nem que seja temporariamente, sobre preço.
Uma delas é dar uma olhadinha no mercado, pela internet mesmo tem um monte de gente que poe preços de sessões de fotos de vários tipos nos seus websites. Claro, tem que olhar um montão prá começar a ter uma base realista, pelo menos vc vai saber que um determinado trabalho tem uma faixa de preço possivel, onde mais ou menos que aquele valor não é praticado por ninguém. É um começo. Tem que adaptar as condições, adicionar ou tirar custos, ou seja, bastante bom senso até que se tenha um número que ao mesmo atraia o cliente e te deixe contente como profissional. Se alguém te chama prá fazer um batizado, por exemplo, liga prá uns 3 ou 4 fotógrafos de quem vc já ouviu falar, e simplesmente pergunte como se o cliente fosse vc. Os mais famosos nunca vão dar preço pelo telefone, mas quem sabe a secretária não dá uma adiantada na faixa de valores.....
Há livros sobre isso também, e artigos na internet , mas moro nos EUA e só conheço os daqui, que não se aplicam aos preços BR.
Mas tenha certeza de uma coisa : vc pode até achar quem pague o maior dinheirão por uma foto ruim e achando que é maravilhosa. Mas vc dificilmente vai achar mais de um cliente assim, e o mercado vai logo conhecer a qualidade do seu trabalho, assim que começar a ser divulgado. Não tenha a menor dúvida de que o cliente só vai pagar mais se sentir confiança de que vai receber um produto superior. E só vai recomendar vc prá um segundo trabalho ou prá outro cliente se achar que vc realmente é melhor que os 450 outros fotógrafos que ele tem na lista de emails dele.
Pode acontecer o contrário tb, de vc apresentar uma foto maravilhosa prá um cara que não entende nada disso, e ele vai querer te depreciar. Acho que tem que tomar mais cuidado com esse tipo do que com o outro.... Mas prá chegar lá, vc já vai saber que a sua foto é realmente boa, certo? :photo:
Boa sorte !!!


Eduardo Proença

  • Trade Count: (9)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.300
    • http://www.olhares.com/edup90
Resposta #8 Online: 27 de Julho de 2006, 00:26:27
Tenho verificado nos fóruns de hoje uma tendência enorme à teorização em todos os aspectos. Desde a discussão exaltada de novos equipamentos até uma questão como essa.
As respostas desse tópico estão irretocáveis, mas não conseguiram nem se aproximar da questão abordada pelo amigo que criou o tópico.
Eu acho inclusive que esse receio em se falar de valores só agrava mais a situação do mercado, já que tudo acaba ficando no ar e sem bases.
Não acredito sinceramente que um fotógrafo profissional que frequenta esse fórum não saiba dizer a média de mercado para se fazer um casamento, por exemplo.
Até mesmo se tratando de músicos profissionais que são a meu ver uma das classes mais desunidas e sacrificadas do mercado liberal, existe um sindicato com tabelas de hora de gravação, shows, ensaios e etc. Não que seja sempre seguida, mas que já se parte de base para o mercado.
Não entendo porque os fotógrafos tem tanto medo de falar em $$.
Eduardo Proença - Rio de Janeiro
Meu Flickr


Eduardo Proença

  • Trade Count: (9)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.300
    • http://www.olhares.com/edup90
Resposta #9 Online: 27 de Julho de 2006, 00:29:18
Citar
Citar
Eu acho que o negócio é arriscar.

Cobre caro. Bem caro pensando que este valor seria o máximo que você pagaria para um trabalho feito por você mesmo.

Aí, podem acontecer algumas coisas. Por exemplo, você começar a levar cano ou a sua freguezia sumir.

Isto não vai significar que seu preço esteja acima do mercado.

Muito pelo contrário.

O seu  trabalho é que não deve estar à altura do preço que faz.

Então, você tem que exercitar sua auto crítica e decidir: será que eu sou ruim tanto assim ou o mercado não está à altura da minha arte?

Está vendo?

Daí, o negócio é arriscar!!!!

Ou não?
vc deve estar brincando claro... ou não?

Preço de um  trabalho deve ser equacionado com a soma dos gastos, leia-se custos fixos e variáveis e um valor que vc acha que seria justo como remuneração pessoal.

Sugiro que vc faça um curso on-line do sebrae, gratuito e que vai lhe ensinar como cobrar por seus serviços.

A escola riguardare tbm temum curso como esse.

Chutar alto e ficar esperando o que vai acontecer é piada.

Abraço
Prá mim foram duas piadas juntas....  :laughing:

Quer dizer agora que se precisa fazer curso de fotografia prá aprender a cobrar pelo trabalho???  :nonono:  
Eduardo Proença - Rio de Janeiro
Meu Flickr


Ana Adams

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.653
  • Sexo: Feminino
    • http://www.anaadams.com
Resposta #10 Online: 27 de Julho de 2006, 00:55:33
Citar
Prá mim foram duas piadas juntas....  :laughing:

Quer dizer agora que se precisa fazer curso de fotografia prá aprender a cobrar pelo trabalho???  :nonono:
Não entendo.
Qual é o problema em fazer um curso prá aprender a fazer uma coisa que vc não sabe?


Eduardo Proença

  • Trade Count: (9)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.300
    • http://www.olhares.com/edup90
Resposta #11 Online: 27 de Julho de 2006, 01:15:50
Citar
Citar
Prá mim foram duas piadas juntas....  :laughing:

Quer dizer agora que se precisa fazer curso de fotografia prá aprender a cobrar pelo trabalho???  :nonono:
Não entendo.
Qual é o problema em fazer um curso prá aprender a fazer uma coisa que vc não sabe?
Guigui, sinceramente não acredito que um curso ensine um profissional a cobrar por seus serviços.
Acredito que a experiência e conhecimento de mercado sejam decisivos para que se encontre o equilíbrio. E logicamente a troca de idéias com profissionais de mercado. Quando existe objetividade, é claro.
Um abraço
 
Eduardo Proença - Rio de Janeiro
Meu Flickr


Alex Biologo

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.803
  • Sexo: Masculino
    • Olhares Dispersos
Resposta #12 Online: 27 de Julho de 2006, 01:38:48
O problema é que o mercado de fotografia é maluco, se existisse uma tabela (de foto jornalismo tem) e até de foto puclictária vc encontra algumas coisas, facilitaria muito.

Como a profissão não é regulamentada isso atrapalha bastante, por isso essa confusão.

Mas vc tem sim que ver qual o seu custo de trabalho, quanto custa um clique da sua câmera, quanto custa de seguro, de locação, transporte, luz, tratamento da iamgem, impressão se for o caso, a sua hora de trabalho (que é ai o seu lucro)
Alex Martins dos Santos - São Paulo/SP
Fuji S5100
Pentax MZ-50
Canon 10D e 300D + lente  28-135 is Canon + lente 70-300 TAmron


cavasotti

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 664
    • http://www.flickr.com/photos/cavasotti
Resposta #13 Online: 27 de Julho de 2006, 01:45:31
Eu sou pessimo pra cobrar.. sempre fico com doh de quem ta pagando..
quando comecei a dar aula de tenis la nos EUA.. ficava ate com vergonha de cobrar...
Se tivesse um curso naquela epoca eu o faria.. pois realmente nao sou bom cobrador, muito menos bom vendedor...  :thmbup:  


Eduardo Cavasotti - Florianopolis, SC. - New York, NY.


Lucas Eduardo

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 272
    • http://
Resposta #14 Online: 27 de Julho de 2006, 04:27:19
Citar
Estou começando na área da fotografia e o grande problema está sendo dar os preços para os trabalhos, de que forma cobrar. Se alguém puder me ajudar eu agradeço muito...

Só lembrando que não tenho estúdio, portanto a maioria das fotos que estou fazendo é de ambientes, arquitetura e de produtos. Os books eu estou fazendo só externo por enquanto como ainda não montei meu estúdio.

Se puderem me dar uma base de preços eu agradeço. Só lembrando que estou no interior de sampa....

Valeu!!! abraço
cara...oq tu pode fazer é o seguinte:

-fala com alguns fotógrafos da tua cidade e confere o valor que ele cobra.
-tenta cobrar o mesmo valor ou parecido

eu já tentei pensar assim "pow, o fotógrafo profissional vive de fotografia, eu só faço uns bicos, então não preciso cobrar tão caro"
mas assim tu acaba tirando o trabalho de quem REALMENTE necessita...então tenta cobrar +- o mesmo, daí tu vai ganhar o trabalho por merecer, e não apenas pelo valor.
Sul Foto Clube