Autor Tópico: Coleção Fotográfica de D. Pedro II  (Lida 475 vezes)

Braga.SP

  • Trade Count: (14)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.858
  • Sexo: Masculino
Online: 26 de Agosto de 2013, 09:40:03
(Moderação: está certo o local (a sala) onde estou postando isso?).


O meu amigo, professor e guru fotográfico, David Ballot, que é Moderador em outro forum de fotografia, postou lá algo que achei interessante trazer pra cá. Abaixo, na íntegra, o que ele escreveu.

------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Navegando por ai, descobri este rico site com a coleção de fotografias de D.Pedro II.
Ou “Collecção D. Thereza Christina Maria” da Biblioteca Nacional.
São mais de 23 mil imagens digitalizadas conforme o texto de apresentação:

“Como parte das comemorações do bicentenário da chegada da Família Real portuguesa ao Brasil, a Biblioteca Nacional, com o apoio da Fundação Getty, lança um site dedicado à coleção fotográfica do Imperador Pedro II. Este conjunto, composto por cerca de 23 mil fotografias, é parte integrante da biblioteca particular do Imperador e por ele doada, em testamento, em sua maior parte, à Biblioteca Nacional, denominada “Collecção D. Thereza Christina Maria”, em homenagem à Imperatriz. Trata-se da maior doação já recebida pela Biblioteca Nacional.
O acervo fotográfico da “Collecção D. Thereza Christina Maria”, é composto por imagens referentes ao Brasil e ao mundo do século XIX, que retratam a realidade do período e refletem a personalidade do Imperador e seus interesses.
Com o financiamento da Fundação Getty, a Biblioteca Nacional pôde tratar tecnicamente, digitalizar e divulgar este valioso acervo fotográfico, registrado pela UNESCO no Programa Memória do Mundo, como patrimônio da humanidade.
Como resultado, estão disponíveis as fotografias digitalizadas, acompanhadas por pesquisa histórica e descrição bibliográfica completa, possibilitando aos pesquisadores uma visão abrangente e pormenorizada desta preciosa coleção.
Desta forma a Biblioteca Nacional, cumpre sua missão de garantir a disseminação do conhecimento divulgando seu vasto acervo e contribuindo para a preservação da memória nacional.”

Link:

Página de apresentação: Fundação Biblioteca Nacional

Link direto para o arquivo de imagens: Fundação Biblioteca Nacional
« Última modificação: 26 de Agosto de 2013, 09:43:29 por Braga.SP »
-22.352971,-48.775582


Mr. Hyde

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 16.575
  • Sexo: Masculino
    • Faceboock
Resposta #1 Online: 26 de Agosto de 2013, 19:54:35
 :worship: :worship: :worship: :worship:

Que beleza.
E a qualidade das digitalizações está excelente. Dá para dar bastante zoom e olhar os detalhes das imagens.

Valeu, pelo link, Braga e mande lembranças ao Ballot!  :ok:

____________________
"Deus perdoe o Mal que habita em mim" M. Nova


Branco Melo

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.558
  • Sexo: Masculino
  • O universo é a foto que Deus criou.
Resposta #2 Online: 26 de Agosto de 2013, 20:27:09
Lembro que num curso de fotografia que fiz no inicio de carreira li que D. Pedro II teve uma grande parcela contribuição para a fotografia no Brasil. Nosso Imperador era apaixonado por fotografia.
Cameras: Canon 60D, T5i, T3i, Elan 7n; Objetiva: Canon EF 55-250mm, Canon EF 28-135mm macro, Canon EF-S 18-55mm, Sigma EF 28-105mm. Canon 18-55mm; Canon 24-105 USM Is L; Flashs: Canon speedlite 540EZ, Canon speedlite 430EX2, flash yongnuo YN 568ex ii.

 http://www.flickr.com/photos/photografobranco/


Portela 2011

  • Trade Count: (3)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 8.542
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 26 de Agosto de 2013, 22:22:44
Braga, muito boa tua contribuição. Aliás a quem interessa, é muito rica a biografia de D Pedro II. Na minha opinião, a maior c^&%$ que o Brasil deu, foi proclamar a república justamente em seu reinado. Se os donos das monoculturas não tivessem o tirado do trono, porvavelmente o Brasil hoje seria um país com as bases econômicas no desenvolvimento técnológico, e não na venda de soja. Não digo isso pelo sistema monárquico ser melhor ou pior que a república, mas pelos princípios científicos defendidos pelo então imperador.

Só pensar que, o que se tem no Museu de História Natural do RJ, uns 90% ainda são objetos adquiridos e doados por Pedro II.

 :ok: