Autor Tópico: Preços que estratégia usar ?  (Lida 3274 vezes)

Leo_Castro

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 41
    • Aumente as suas vendas de Fotografia
Online: 31 de Outubro de 2013, 17:56:38
Que estratégias de preços adotar? Estratégias de alto ou baixo valor?

Esse post é parte integrante do artigo Estratégia de preços de fotografia do blog Marketing para Fotógrafos
Principais estratégias de Preços:

Abaixo listamos algumas das estratégias comentadas
•Estratégia Premium – Para produtos de alta qualidade. Nesse caso, pode-se praticar um preço alto, visando atingir a faixa alta do mercado. Essa estratégia é eficiente para fotógrafos e empresas que possuem uma marca já conhecida e estabelecida.

•Estratégia de Penetração – Para produtos de alta qualidade. Pratica-se um preço médio tentando obter uma rápida penetração de mercado. Uma estratégia que dá resultado quando aplicada corretamente. Ela só é eficaz quando comunicada ao cliente que o preço é por tempo determinado.

•Estratégia de Preço Alto – Produto de qualidade média e preço alto. É uma estratégia que valoriza o produto, visando lucratividade em curto prazo. Estratégia arriscada onde muitos tropeçam. Tende a ser ineficaz no médio prazo

•Estratégia de Qualidade Média ou Comum – Preço compatível com a qualidade do produto, objetivando uma participação aceitável do mercado. Essa estratégia é empregada por 50% do mercado fotográfico. Geralmente pelos fotógrafos sem modelo de negócio definido

•Estratégia de Preços Baixos – Preço baixo e baixa qualidade. Procura-se vender com esta estratégia simplesmente quantidade. Essa estratégia é muito empregada por estúdios que atendem a classe C/D. Geralmente essas empresas possuem mão de obra terceirizada e visam o varejo da fotografia.

E você que estratégia utiliza? Veja o artigo na íntegra aqui!


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.470
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #1 Online: 01 de Novembro de 2013, 10:12:55
Eu uso a estrategia da analise do budget do cliente e da minha vontade de negociar (adaptando o que for preciso para as pessoas com dinheiro limitado). Desde que seja algo serio e o objetivo seja qualidade eu farei de tudo para entrar em um acordo.

Se alguem me procura pedindo qualtidade e valor baixo eu mando procurar outro fotografo (trabalhar com essas pessoas normalmente eh pedir para ter problemas). Ou pior, pedir qualidade e valor baixo, normalmente essas pessoas procuram problemas onde nao exite e exigem mais do que esta no contrato/combinado.

Mas o ideal mesmo eh trabalhar para aqueles que estao dispostos gastar e que nao por acaso estao sempre satisfeitos. Enquanto o meu objetivo eh sempre oferecer qualidade.
« Última modificação: 01 de Novembro de 2013, 10:17:33 por C R O I X »


leonobox

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.474
  • Sexo: Masculino
    • Ensaios.tumblr.com
Resposta #2 Online: 01 de Novembro de 2013, 10:38:18
Eu uso a estrategia da analise do budget do cliente e da minha vontade de negociar (adaptando o que for preciso para as pessoas com dinheiro limitado). Desde que seja algo serio e o objetivo seja qualidade eu farei de tudo para entrar em um acordo.

Se alguem me procura pedindo qualtidade e valor baixo eu mando procurar outro fotografo (trabalhar com essas pessoas normalmente eh pedir para ter problemas). Ou pior, pedir qualidade e valor baixo, normalmente essas pessoas procuram problemas onde nao exite e exigem mais do que esta no contrato/combinado.

Mas o ideal mesmo eh trabalhar para aqueles que estao dispostos gastar e que nao por acaso estao sempre satisfeitos. Enquanto o meu objetivo eh sempre oferecer qualidade.

Tb concordo com tudo, não consigo ver nenhuma das outras possibilidades acima como estratégia de preço, por que vejo o valor definido no trabalho que vou ter, na qualidade do meu trabalho, na exigência do cliente, entre outros fatores, por isso que cada um tem seu preço e que existe mercado pra todos  :ok:
Ultimas datas (Outubro e Novembro) de 2017 para o WORKSHOP DE ILUMINAÇÃO EM ESTÚDIO - SÃO PAULO e RIO DE JANEIRO
https://forum.mundofotografico.com.br/index.php/topic,129490

http://www.leonardopacheco.com.br/workshop/


Leo_Castro

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 41
    • Aumente as suas vendas de Fotografia
Resposta #3 Online: 01 de Novembro de 2013, 11:56:36
Amigos, neste caso, é uma  Estratégia de Qualidade Média ou Comum de preços.
Adaptar qualidade ao preço para obter alguma participação de mercado. Empregado geralmente onde não existe modelo de negócio definido.

É uma estratégia muito válida sim.

Na verdade, não existe a melhor estratégia, existem formas organizadas de se administrar o preço para obtenção de clientes e consequentemente lucro.

Abs


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.470
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #4 Online: 01 de Novembro de 2013, 12:59:40
Amigos, neste caso, é uma  Estratégia de Qualidade Média ou Comum de preços.
Adaptar qualidade ao preço para obter alguma participação de mercado. Empregado geralmente onde não existe modelo de negócio definido.

É uma estratégia muito válida sim.

Na verdade, não existe a melhor estratégia, existem formas organizadas de se administrar o preço para obtenção de clientes e consequentemente lucro.

Abs
Eu concordo com vc. Eu so descrevi como faco pq nao esta na sua lista.

Empresas como Rayenair, Tesco, etc, sao exemplos de empresas que apostam em precos baixos e volume e se saem muito bem. O problema eh que se outra empresa conseguir fazer precos menores os consumidores logo vao para o que vende mais por menor preco. Esse tipo de estrategia nao eh para atrair cliente fiel a marca ou produto, mas sim cliente fiel ao menor preco e maior quantidade.

No outro estremos estao empresas que oferecem produtos e servicos com maior preco e qualidade. A vantagem eh que os seus consumidores consomem a marca, nao importa se o concorrente tem precos maiores ou menores. Enquanto a marca tiver reputacao terao seus consumidores fieis. A desvantagem eh um publico menor mas com a vantagem de gastarem muito mais por qualquer produto.

Mas para entrar em um mercado eh mais facil aplicando o primeiro modelo. So que comecando com o primeiro modelo fica muito mais dificil mudar de estrategia.

Eu nao me dou muito bem com questoes de negocio, por isso eu nao sigo um modelo definido. Em outras palavras, eu nao ofereco meia duzia de pacotes para a pessoa escolher pelo numero 1, 2 ou 3.

Talvez, se eu tivesse opcoes definidas para oferecer seria mais facil e melhor. Mas eu realmente nao consigo seguir tais modelos de sucesso. Apesar de haver negocios que se dao melhor quando nao seguem modelos de sucesso. E outros que se dao melhor seguindo tais modelos (aparentemente a maioria).

Eu realmente nao nasci para negocios. Eu simplesmete mostro o que tenho a oferecer e se a pessoa realmente gostar e quiser eu faco de tudo para poder realizar, se for algo serio. Me adaptando as necessidades e limites financeiros de cada pessoa.

Eu nao fico feliz comigo mesmo se eu sei que posso fazer algo de qualidade adaptando para menores gastos, mas me recusando a fazer pq o cliente nao tem dinheiro para um valor e pacote pre definido. Mas isso sou eu. Eu nao condeno ninguem que faz segue diferentes metodos.

Eu tenho uma baita dificuldade de me manter no mercado pq os meus custos sao altos e para conseguir entrar no meio do publico que tem dinheiro para pagar eh dificil para mim que nao tenho contatos, familia influente, e nem tenho dinheiro para investir em publicidade para esse publico. Mas pelo menos faco o que eu gosto.  :D
« Última modificação: 01 de Novembro de 2013, 13:06:16 por C R O I X »


André Luis Jacob

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.309
  • Sexo: Masculino
    • Jacob Fotografia Criativa
Resposta #5 Online: 01 de Novembro de 2013, 13:13:59
nao sei em qual me encaixo ou se me encaixo em alguma... nao vendo produtos e sim serviços, album, cd, impressao, isso ai é o mais desvalorizado no meu trabalho, o cliente que me procura esta olhando minhas fotos e meu trabalho final, o album é apenas um plus

Entao como EU faço, tenho um valor médio por ensaio, certo, quando o cliente vem falar comigo e pedir orçamento eu dou uma conversada em qual seria a ideia dele depois eu sempre tento marcar uma reuniao no meu estudio, o cliente vai até o local, e eu apresento um briefing ou se nao consegui infos suficientes via internet/telefone eu aproveito essa primeira reuniao para pegar as infos para o briefing... coletada as infos e briefing criada(nao estou falando de publicidade, mas sim de pessoal mesmo, onde eu crio um conceito ou uma ideia de um ensaio) pego meu valor médio de x reais(digamos 500 reais) mais o valor de um 30x30(digamos 200 reais) e cobro 600 reais do cliente sem album, ou 700 com album(sim, eu cobro como se o album custasse apenas 100, para justamente dar essa impressao de desvalorizaçao do produto e valorizaçao do serviço na ideia inicial do cliente)... isso para ensaios maiores em externa em que eu quero a valorizaçao do serviço e quero que o cliente o vejo como um diferencial. No começo eu trabalhava com tabelas, 2 hrs de ensaio, 4 hrs de ensaio, 6 hrs de ensaio, album tal, tal e tal... mas pra falar a verdade o cliente nao sabe a diferença de um e outro, entao eu vejo qual sera a necessidade daquele trabalho e crio algo especifico para o cliente, só tenho em mente mais ou menos o meu valor por hora que sera cobrado(que também nao é fixo, depende o trabalho)

Uma coisa que ouvi do Allan Elly em um video e achei muito interessante é essa ideia de fotografia "produto", produto é o album, e album quem vende é encadernadora, fotografo nao vende album, fotografo vende o serviço fotografico e o seu diferencial

Eu ja fiz ensaios por aqui que cobrei bem, e outros que cobrei bem barato pois era algo facil, e album 30x30 diagramado capa dura e o caramba a quatro, qualquer um vende, esse nao deve ser o foco.


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.470
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #6 Online: 01 de Novembro de 2013, 13:32:02
Uma coisa que ouvi do Allan Elly em um video e achei muito interessante é essa ideia de fotografia "produto", produto é o album, e album quem vende é encadernadora, fotografo nao vende album, fotografo vende o serviço fotografico e o seu diferencial

Eu ja fiz ensaios por aqui que cobrei bem, e outros que cobrei bem barato pois era algo facil, e album 30x30 diagramado capa dura e o caramba a quatro, qualquer um vende, esse nao deve ser o foco.
Sim, fotografia em geral (ou de maneira generalizada) eh a venda de um servico.

Principalmente retratos de familia, boudoirs, nu artistico, book para adolescente fazer de conta que eh modelo, etc. Ou seja, fotos para a propria pessoa que esta posando, a sessao de fotos eh um evento para eles tao ou ate mais importante do que o resultado. Para muitos o resultado eh como se fosse uma lembrancinha do evento. Se divertir ou curtir a sessao de fotos acaba sendo o que as pessoas mais esperam do que qualidade das impressoes.

Por isso que eu digo que o negocio da fotografia eh para quem gosta de prestar servico.

Quem gosta de arte e quer investir no resultado e qualidade das impressoes em geral nao costuma se dar tao bem. Eu mesmo fotografo com pelicula de medio e grande formato, que nao eh tao rapido, divertido, etc do que ser fotografado com maquina digital, em que da para ver o resultado na hora, que de para fazer varias fotos sem parar e nem quebrar o ritimo, etc. O stress eh menor. E o que eu mais gosto eh de ver o resultado final, uma impressao bonita, bem trabalhada, etc. E sao poucas as pessoas que se encaixam no que eu gosto de oferecer.
« Última modificação: 01 de Novembro de 2013, 13:37:53 por C R O I X »


Leo_Castro

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 41
    • Aumente as suas vendas de Fotografia
Resposta #7 Online: 01 de Novembro de 2013, 14:34:23
Citar
No outro estremos estao empresas que oferecem produtos e servicos com maior preco e qualidade. A vantagem eh que os seus consumidores consomem a marca, nao importa se o concorrente tem precos maiores ou menores. Enquanto a marca tiver reputacao terao seus consumidores fieis. A desvantagem eh um publico menor mas com a vantagem de gastarem muito mais por qualquer produto.Mas para entrar em um mercado eh mais facil aplicando o primeiro modelo. So que comecando com o primeiro modelo fica muito mais dificil mudar de estrategia.Eu nao me dou muito bem com questoes de negocio, por isso eu nao sigo um modelo definido. Em outras palavras, eu nao ofereco meia duzia de pacotes para a pessoa escolher pelo numero 1, 2 ou 3.


Croix, o segredo está na percepção de valor do seu público alvo, falo um pouco sobre isso neste artigo aqui. O seu serviço deve ser direcionado para ele. Eu acredito que embora pratique  a Estratégia de preço médio, o seu tipo de serviço teria maior sucesso e aceitação no mercado se fosse voltado para o target compativel. Dá uma lida neste artigo sobre como definir público alvo vai te ajudar.


Em relação a pacotes ainda não escrevi sobre isso, mas em qualquer negócio e em fotografia não é diferente, pacotes facilitam a escolha do cliente. Se quiser experimentar eu indico a seguinte estratégia:
- Adote 3 pacotes.
- O primeiro é a isca. Um pacote básico por um preço acessível(acessível não quer dizer barato!), para que os clientes se interessem no seu serviço.
- Os dois pacotes são os serviços mais adequados para cada tipo de serviço.
OBS: Você pode deixar claro que qualquer pacote pode ser customizado ao gosto do cliente.


Experimente, você vai ver a facilidade que terá em atrair clientes e fechar contratos.
Abs


rscomex

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 256
Resposta #8 Online: 01 de Novembro de 2013, 14:47:24
Legal essa discussao... meu publico alvo é o pessoal de alta renda, escolhi isso porque quando resolvi entrar no mercado nao entrei de qq jeito, investi mto em estudo em antes ate achar meu trabalho pelo menos razoavel ( ainda tem muito para melhorar) porem resolvi focar nesse publico pela oportunidade e local onde moro, onde é mto desenvolvido e possui um publico abastado financeiramente.
Negocio caso a caso... e acho que acabo usando muitas tecnicas descritas pelo Leo... quando me procuram para saber de um produto sempre apresento inicialmente um valor acessivel (isca) e assim dps conforme consigo expressar a qualidade de meu servico e produto, vou oferecendo trabalhos mais elaborados e como maior custo... sempre entendo o limite cultural e financeiro de cada cliente...



Leo_Castro

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 41
    • Aumente as suas vendas de Fotografia
Resposta #9 Online: 01 de Novembro de 2013, 14:48:31
Citar
Uma coisa que ouvi do Allan Elly em um video e achei muito interessante é essa ideia de fotografia "produto", produto é o album, e album quem vende é encadernadora, fotografo nao vende album, fotografo vende o serviço fotografico e o seu diferencial

Eu ja fiz ensaios por aqui que cobrei bem, e outros que cobrei bem barato pois era algo facil, e album 30x30 diagramado capa dura e o caramba a quatro, qualquer um vende, esse nao deve ser o foco.


André,
Obrigado pelo seu comentário.
A estratégia de preços pode ser aplicada tanto em produtos ou serviços.


Respeito muito o seu ponto de vista.
Só tenha cuidado que ao adotar esse estilo de precificar seus serviços pelo estilo do cliente você pode deixar de ser recompensado pelo seu esforço.


O que eu quero dizer é o seguinte, imagine que Severina foi até você e aparentou ser uma pessoa simples e você cobrou BEM barato como você mesmo descreveu. Vamos dizer pagou por um serviço o valor de $700 e que geralmente você cobraria $1200, mas você não queria perder a venda porque era algo barato.


Então a irmã de Severina, Fabiana, chega até você com carro do ano, jóias, aparentando ter uma vida melhor lhe solicita um orçamento e você cobra $1200? Fabiana vai perguntar a Severina o quanto ela pagou. E você terá que cobrar os mesmos $700. Então você perderá $500 ou então ficará muito mal falado. E aí?


Como fica a sua imagem?


Essa mesma situação aconteceu com um amigo meu e ele ficou muito mal falado por isso. Por isso tome cuidado!


Não seria mais fácil definir o seu público alvo e sua estratégia de preços, como comentei aqui anteriormente?


Abs
« Última modificação: 01 de Novembro de 2013, 14:50:13 por Leo_Castro »


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.470
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #10 Online: 01 de Novembro de 2013, 18:22:24

Croix, o segredo está na percepção de valor do seu público alvo, falo um pouco sobre isso neste artigo aqui. O seu serviço deve ser direcionado para ele. Eu acredito que embora pratique  a Estratégia de preço médio, o seu tipo de serviço teria maior sucesso e aceitação no mercado se fosse voltado para o target compativel. Dá uma lida neste artigo sobre como definir público alvo vai te ajudar.


Em relação a pacotes ainda não escrevi sobre isso, mas em qualquer negócio e em fotografia não é diferente, pacotes facilitam a escolha do cliente. Se quiser experimentar eu indico a seguinte estratégia:
- Adote 3 pacotes.
- O primeiro é a isca. Um pacote básico por um preço acessível(acessível não quer dizer barato!), para que os clientes se interessem no seu serviço.
- Os dois pacotes são os serviços mais adequados para cada tipo de serviço.
OBS: Você pode deixar claro que qualquer pacote pode ser customizado ao gosto do cliente.


Experimente, você vai ver a facilidade que terá em atrair clientes e fechar contratos.
Abs
Eu gostei do texto.

Eu estudei Business (nao sei como se chamaria em portugues "negocios"?) justamente por causa da fotografia e aprendi tudo isso. Na verdade eu nunca tive interesse de verdade em negocio e quanto mais eu estudava mais eu perdia o interesse. Por isso eu abandonei o curso no primeiro ano.

O meu interesse em servicos eh produzir trabalhos conceituais pq eh o que da maior liberdade de criacao. Nesse caso seria colecionadores privados, marcas e publicacoes para a classe alta. O meu interesse em produto eh vender impressoes tradicionais para colecionadores e para decoracao, tambem voltado para a classe alta. So que esse publico eh o mais dificil de se atingir pq o que os atraem em produtos e servicos nao eh preco. Qualidade ajuda muito mas so isso tambem nao adianta (principalmente em se tratando de produto e servico nao essencial). Eh preciso nome, reconhecimento, contatos, ou muito dinheiro para in vestir em publicidade a esse publico. Como tambem eh preciso ser criativo, inovador, ter um diferencial em identidade e qualidade que tambem eh muito dificil.

Por isso, por mais que esse seja o meu target eu ainda nao consegui meu "breakthrough". E provavelmente eu nunca conseguirei, mas continuo pq eh o que eu gosto de fazer. Por isso eu tenho que abrir ecessoes para poder ganhar dinheiro exporadicamente com fotografia.


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.470
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #11 Online: 01 de Novembro de 2013, 18:46:53

André,
Obrigado pelo seu comentário.
A estratégia de preços pode ser aplicada tanto em produtos ou serviços.


Respeito muito o seu ponto de vista.
Só tenha cuidado que ao adotar esse estilo de precificar seus serviços pelo estilo do cliente você pode deixar de ser recompensado pelo seu esforço.


O que eu quero dizer é o seguinte, imagine que Severina foi até você e aparentou ser uma pessoa simples e você cobrou BEM barato como você mesmo descreveu. Vamos dizer pagou por um serviço o valor de $700 e que geralmente você cobraria $1200, mas você não queria perder a venda porque era algo barato.


Então a irmã de Severina, Fabiana, chega até você com carro do ano, jóias, aparentando ter uma vida melhor lhe solicita um orçamento e você cobra $1200? Fabiana vai perguntar a Severina o quanto ela pagou. E você terá que cobrar os mesmos $700. Então você perderá $500 ou então ficará muito mal falado. E aí?


Como fica a sua imagem?


Essa mesma situação aconteceu com um amigo meu e ele ficou muito mal falado por isso. Por isso tome cuidado!


Não seria mais fácil definir o seu público alvo e sua estratégia de preços, como comentei aqui anteriormente?


Abs
Eu nao sei sobre o caso do Andre, mas a maneira que vc descreve realmente nao eh a correta.

No meu caso, nao eh como a pessoa aparenta ser mas o quanto ela quer investir (independente de ter ou nao dinheiro). A pessoa pede um servico e um resultado X. Eu analiso e digo a pessoa que o que ela pede eh muito mais custoso do que ela quer investir. E se o dinheiro que ela quer investir ainda der para fazer algo eu ofereco.

Um exemplo simples: Eu vendo impressoes tradicionais em 3 tamanhos, com moldura feita a mao para a impressao, com vidro de alta capacidade otica. Se alguem disser que gostou muito de uma das minhas fotos e quer comprar por $200 sendo que o valor eh maior, eu explico a questao do custo, valor qualidade e ofereco como alternativa a mesma impressao so que em tamanho menor. Se a pessoa disser que tamanho menor nao combina com a decoracao, ou seja la o motivo, eu ofereco com vidro normal, mais barato e explico que a qualidade do vidro eh bem inferior mas eh mais barato. Se ainda nao der, eu ofereco moldura de supermercado pre pronto com as mesmas explicacoes. Se ainda nao der o dinheiro, eu ofereco sem moldura e a pessoa ve se consegue emoldurar depois ou pendurar sem moldura. E no ultimo caso eu ofereco impressao digital, sem ser assinado, sem ser datado, feito por terceiros via fineartamerica.com (nesse caso eu ja nao considero um produto meu mas uma mera lembrancinha).

Se outra pessoa chegar a mim e disser que ficou sabendo que eu vendi uma impressao por $200, eu logo digo que sim, mas a impressao que vendi por $200 foi sem isso, sem aquilo, sem garantia, sem qualidade, etc. Se a pessoa realmente tiver dinheiro para pagar ela nao vai querer comprar uma impressao de qualidade inferior, com moldura inferior, com vidro inferior, e principalmente sem assinatura. Pq minhas impressoes nao sao qualquer impressao qualquer que vc compra em supermecado para decorar uma parede qualquer. Eu vendo investimento. E so dei um jeito de vender mais barato para alguem pq a pessoa mostrou real interesse, importancia.

Se alguem chegar a mim dizer que esta procurando qualquer foto bonitinha so para ter algo em uma parede vazia, ou se a pessoame diz que quer um retrato qualquer, e quiser pagar mais barato, eu indico outro fotografo. Eu fotografo para pessoas e ofereco impressoes para pessoas que querem o que eu posso oferecer de especial, ou que tem algo especial em mente que deseja realizar e conta comigo.

Meu objetivo eh criacao e arte, tanto para mim quanto para os outros.
« Última modificação: 01 de Novembro de 2013, 18:52:56 por C R O I X »


André Luis Jacob

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.309
  • Sexo: Masculino
    • Jacob Fotografia Criativa
Resposta #12 Online: 01 de Novembro de 2013, 20:01:26

André,
Obrigado pelo seu comentário.
A estratégia de preços pode ser aplicada tanto em produtos ou serviços.


Respeito muito o seu ponto de vista.
Só tenha cuidado que ao adotar esse estilo de precificar seus serviços pelo estilo do cliente você pode deixar de ser recompensado pelo seu esforço.


O que eu quero dizer é o seguinte, imagine que Severina foi até você e aparentou ser uma pessoa simples e você cobrou BEM barato como você mesmo descreveu. Vamos dizer pagou por um serviço o valor de $700 e que geralmente você cobraria $1200, mas você não queria perder a venda porque era algo barato.


Então a irmã de Severina, Fabiana, chega até você com carro do ano, jóias, aparentando ter uma vida melhor lhe solicita um orçamento e você cobra $1200? Fabiana vai perguntar a Severina o quanto ela pagou. E você terá que cobrar os mesmos $700. Então você perderá $500 ou então ficará muito mal falado. E aí?


Como fica a sua imagem?


Essa mesma situação aconteceu com um amigo meu e ele ficou muito mal falado por isso. Por isso tome cuidado!


Não seria mais fácil definir o seu público alvo e sua estratégia de preços, como comentei aqui anteriormente?


Abs

nao foi essa questao de orçamento que apresentei, mas sim a questao de tipo de serviço prestado... meu publico alvo eu ja tenho uma idéia de qual é, entao apresento a idéia que é quase sempre certo que o clientese identifica por ser um trabalho feito pra ele e nao um generico com valor fixo, dependendo a dificuldade de executa-lo eu cobro um valor, nao pelo cliente, mas sim pelo trabalho em si


André Luis Jacob

  • Trade Count: (3)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.309
  • Sexo: Masculino
    • Jacob Fotografia Criativa
Resposta #13 Online: 01 de Novembro de 2013, 20:45:35
nao dei um exemplo, mas vai um hipotético ai

Uma cliente entra em contato comigo pedindo um orçamento, converso um pouco com ela via e-mail/telefone/facebook(que é a maior forma de comunicaçao que tenho com os clientes) e chego nas seguintes descriçoes do cliente:

Mulher jovem que pratica montanhismo/escalada

Ok, ja tenho um inicio pra briefing, crio um conceito, busco referencias de fotos que dariam pra fazer mesclando o esporte com o meu estilo de fotografia puxado pro lado da moda/publicidade(ai vem a parte do pessoal, sempre tento tematizar o ensaio o maximo que possivel para a cliente se ver nele)

Marco uma reuniao com a cliente e chegamos a conclusao que o melhor lugar para fazer esse ensaio seria em um ambiente a 250km do meu estudio e eu precisaria sair pela manha cedo e voltar no outro dia a noite, assim aproveitaria a tarde para o ensaio e o o inicio da manha do outro dia, ai eu calculo os gastos:

300 reais para um assistente de iluminaçao, dois dias + 100 reais de hospedagem dele
100 reais para a minha hospedagem
100 reais para a hospedagem da minha sócio/maquiadora/namorada
250 reais de combustivel
200 reais para a encadernadora do fotolivro

de gastos eu tenho R$950,00 para esse ensaio

vou trabalhar dois dias inteiros, vou dirigir, vou tratar fotos, minha namorada acompanhará todo o processo, gastará produtos caros para maquia-la duas vezes, terei o trabalho de diagramar todo o album, uma semana de trabalho, basicamente. O valor final do ensaio seria digamos R$2500,00(isso sem contratar um produtor para melhorar ainda o briefing e estudarmos melhor a ideia, que acrescentaria mais uns 1000 reais)

certo, beleza? Mando um e-mail para a cliente ou preparo na hora mesmo e passo para ela esse valor, a cliente nao pode pagar, nem parcelando. O que fazer? nao fechar? Nao! Apresentar outras idéias, que sao:

Ou fazemos um ensaio menor nao tao tematico em um local mais proximo que dai eu teria os custos apenas do assistente que seriam de 100 reais(pois seria uma tarde), 20 ou 30 reais de gasolina e o gasto com a encadernadora, ou seja baixaria para R$900,00, se mesmo assim o cliente nao puder, a opçao é fechar um ensaio em estudio, que tiraria os custos do assistente, ou por ultimo, fechar um ensaio pequeno tambem no estudio sem os gastos do album.

Isso aconteceu hoje mesmo com um cliente amigo meu que queria fazer o ensaio de gestante/casal com sua esposa gravida, mandamos a ideia inicial que era um ensaio grande em externa, eles nao podiam pelos gastos da gravidez, mandei a ideia de o mesmo ensaio em estudio, mesmo assim nao podiam, passei a opçao do ensaio curto em estudio sem album e posteriormente eles fecham o album junto com mais um ensaio do baby que está pra nascer em uns meses, fecharam nesse menor, porém nao deixaram de fechar pois queriam o meu trabalho e nao o meu valor
« Última modificação: 01 de Novembro de 2013, 20:48:41 por André Luis Jacob »


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.470
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #14 Online: 02 de Novembro de 2013, 19:45:02
Como o Jacob disse eh exatamente a maneira que faco.

Eu penso de maneira que eu preciso saber o que o cliente quer / quala nescessidade do cliente, para poder ver o quanto vai custar. (Como dizem por ai, eu nao sou supermercado e nem rede de fast food para as pessoas escolherem pelo preco ou pelo numero  :D ). Eu sou um artesao (Nao vou me chamar de artista pq eu acho que seria muita pretencao).

Mas tambem pq cliente que esta muito preocupado com preco na maioria das vezes eh cliente complicado que tende a trazer problemas. Eu quero que as pessoas decidam pelas minhas fotos e meus servicos por causa da qualidade do meu trabalho e nao por causa do preco. Preco eh negociavel e pode ser negociado depois que eu souber o que o cliente quer e qual eh o budget dele.
« Última modificação: 02 de Novembro de 2013, 19:51:32 por C R O I X »