Autor Tópico: Micro Four Thirds vs Full Frame | The Arguments Continue  (Lida 2570 vezes)

fvanzela

  • Trade Count: (16)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.052
  • Sexo: Masculino
Online: 06 de Novembro de 2013, 08:54:49
Recomendo a leitura, texto muito interessante e esclarecedor sobre várias polêmicas que já apareceram por aqui.

http://lindsaydobsonphotography.com/blog/micro-four-thirds-vs-full-frame/
Fernando Vanzela
Olympus OMD-EM1|12-40 f2.8|45 f1.8|40-150 f4-5,6
http://www.flickr.com/photos/fvanzela/


Alexandre Ranieri

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.097
  • Sexo: Masculino
  • Sempre aprendendo
    • Flickr
Resposta #1 Online: 06 de Novembro de 2013, 09:17:55
Tema bastante interessante.

Tem continuação aqui, no mesmo blog:

http://lindsaydobsonphotography.com/blog/full-frame-v-micro-four-thirds/

Isso do cliente se importar com o equipamento já tinha visto em um tópico - não lembro se aqui no MF, que um cliente preferiu outro fotógrafo pq a câmera era maior que a do outro - detalhe que era a mesma câmera, apenas a maior tinha battery grip.

O que acho que seria um senão nas mirrorless, observando o que alguns foristas já comentaram, seria a falta de comandos físicos mais rápidos que são encontrados em profusão nas FF, até mesmo em APS-C - o tamanho do corpo ajuda a isso. Alterar configurações com menus ou botões que levam a outras opções, não parece muito ágil. E mesmo que se consiga colocar a maioria dos comandos num corpo pequeno, quem tem mãos grandes vai se sentir como um piloto de F1 que tem que mexer em botões minúsculos e de luvas.

Para fotos de produto, por exemplo, acredito que uma mirrorless de qualidade atenderia perfeitamente.

Para fotógrafos legistas tbm - afinal, o motivo da foto está paradinho.  :assobi:

- Cara, que foto bacana, que equipamento vc usa?
- Um dedo, olhos e um cérebro.
______________________________________________________________
Olympus M4/3


Helena Bsb

  • Trade Count: (37)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.399
Resposta #2 Online: 06 de Novembro de 2013, 09:38:22
Eu sinceramente, acho a maior perda de tempo esse tipo de comparativo/discussão.
Existe câmera melhor para o uso de cada um. Simples assim. Eu jamais terei uma FF. Estou pra lá de satisfeita com minha m4/3.

Fernando, não é uma crítica ao seu post não, viu? rs.
É só minha opinião a respeito do assunto mesmo, e não a respeito da apresentação do assunto.  :D
« Última modificação: 06 de Novembro de 2013, 09:41:32 por Helena Bsb »


fvanzela

  • Trade Count: (16)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.052
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 06 de Novembro de 2013, 09:46:58
Eu sinceramente, acho a maior perda de tempo esse tipo de comparativo/discussão.
Existe câmera melhor para o uso de cada um. Simples assim. Eu jamais terei uma FF. Estou pra lá de satisfeita com minha m4/3.

Fernando, não é uma crítica ao seu post não, viu? rs.
É só minha opinião a respeito do assunto mesmo, e não a respeito da apresentação do assunto.  :D

Oi Helena, e em qualquer momento abri o posto como "discussão", apenas coloquei aqui porque achei interessante o ponto de vista apresentado pela profissional.

Muita gente que reclama de falta de lentes f1.4 ou f1.2 nem sequer sabe que raramente esse tipo de abertura é utilizado, e mais, essas mesmas pessoas que reclamam tanto nunca passarão das lentes de kit e da prime clássica baratinha que todo sistema tem. E em muitos outros casos, de pessoas que sabem o que estão fazendo, só isso mesmo já revolve muito bem toda e qualquer situação.

Eu mesmo estou avaliando aqui algumas lentes pra re-organizar tudo para duas ou três apenas, pois tem lente que está na bolsa guardadinha há um bom tempo. Estou pensando seriamente em ter "apenas" as zooms 12-40 e 40-150 f2.8, e a prime classica 45 f1.8. Com essas 3 e uma EM5 ou EM1, acho difícil perder alguma coisa.

Fernando Vanzela
Olympus OMD-EM1|12-40 f2.8|45 f1.8|40-150 f4-5,6
http://www.flickr.com/photos/fvanzela/


Helena Bsb

  • Trade Count: (37)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.399
Resposta #4 Online: 06 de Novembro de 2013, 09:51:23
Oi Helena, e em qualquer momento abri o posto como "discussão", apenas coloquei aqui porque achei interessante o ponto de vista apresentado pela profissional.

Muita gente que reclama de falta de lentes f1.4 ou f1.2 nem sequer sabe que raramente esse tipo de abertura é utilizado, e mais, essas mesmas pessoas que reclamam tanto nunca passarão das lentes de kit e da prime clássica baratinha que todo sistema tem. E em muitos outros casos, de pessoas que sabem o que estão fazendo, só isso mesmo já revolve muito bem toda e qualquer situação.

Eu mesmo estou avaliando aqui algumas lentes pra re-organizar tudo para duas ou três apenas, pois tem lente que está na bolsa guardadinha há um bom tempo. Estou pensando seriamente em ter "apenas" as zooms 12-40 e 40-150 f2.8, e a prime classica 45 f1.8. Com essas 3 e uma EM5 ou EM1, acho difícil perder alguma coisa.

Qdo digo discussão, refiro-me à debate mesmo.  ;)

Qto ao seu set de lentes, é maravilhoso. SEm dúvidas vc não irá perder NADA com ela. Se perder, nada que uma 100-300 ou 75-300 não resolva.  :D
Eu pretendo ficar com: 12-40 f/2.8, 60 f/2.8 macro, 45 f/1.8, 40-150 (a normalzinha mesmo, hehe) e 100-300 ou a 75-300. Cobertura total, total, total!
Ainda me faltam a 12-40 f/2.8 (talvez minha próxima aquisição) e a 10-300 ou 75-300.
« Última modificação: 06 de Novembro de 2013, 09:52:07 por Helena Bsb »


fvanzela

  • Trade Count: (16)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.052
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 06 de Novembro de 2013, 10:03:56
Qdo digo discussão, refiro-me à debate mesmo.  ;)

Qto ao seu set de lentes, é maravilhoso. SEm dúvidas vc não irá perder NADA com ela. Se perder, nada que uma 100-300 ou 75-300 não resolva.  :D
Eu pretendo ficar com: 12-40 f/2.8, 60 f/2.8 macro, 45 f/1.8, 40-150 (a normalzinha mesmo, hehe) e 100-300 ou a 75-300. Cobertura total, total, total!
Ainda me faltam a 12-40 f/2.8 (talvez minha próxima aquisição) e a 10-300 ou 75-300.

Eu estou a fim de testar essa macro 60 f2.8 antes de comprá-la, mas pelo jeito acho que vou ter que comprar pra testar.
Fernando Vanzela
Olympus OMD-EM1|12-40 f2.8|45 f1.8|40-150 f4-5,6
http://www.flickr.com/photos/fvanzela/


Helena Bsb

  • Trade Count: (37)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 6.399
Resposta #6 Online: 06 de Novembro de 2013, 10:05:49
Eu estou a fim de testar essa macro 60 f2.8 antes de comprá-la, mas pelo jeito acho que vou ter que comprar pra testar.

Eu gosto bastante dela!


Claudio Rombauer

  • Trade Count: (2)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.479
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 06 de Novembro de 2013, 10:24:00
Depende de cada um. Há aqueles que precisam de equipamento "grande", seja pra auto-afirmação, seja pra ajudar na insegurança fotográfica dos primeiros 10 anos, ou realmente presisam do máximo nível de detalhe que os backs de 80MP fornecem.

Eu já testei back de 60MP, D800, 5DMKIII e OMD. Faria todas as minhas fotos com uma OMD. Mas há aqueles com fotografia mais exigente em termos de captação de texturas e detalhes, para eles, recomendo um back de 40, 60 ou até 80MP, é muito mais qualidade do que qualquer fullframe.

Comparar M43 com FF, assim como FF com MF é uma coisa óbvia, não precisamos fazer, está na cara, um é mais pesado, maior e tem mais qualidade. O outro, é menor, mais leve e tem menos qualidade.

O segredo é saber onde está o nosso limiar de qualidade aceitável para que possamos ou não usufruir do benefício da portabilidade e leveza do sistema m43. Felizmente, pra minha sorte, eu me enquadro. Outros, infelizmente, são obrigados a carregar pra cima e pra baixo suas gigantes câmeras de médio formato e seus backs de 150 mil reais, mas vale a pena, senão não fariam isso.

Sendo assim, no dia em que uma M43 chegar na qualidade de uma fullframe, sinceramente, não vejo por que carregar peso a mais. Então acredito que este dia nunca vai chegar.

O que confunde-se muito é "boa fotografia" com "bom uso do equipamento", ou seja, o cara compra uma fabulosa 85mm 1.2, atarracha na sua fantástica 5DMKIII e faz aquela foto de flor ou da namorada, com desfoque extremo e todo mundo baba. Estão aplaudindo a objetiva. Diferente do cara que pega qualquer câmera, seja uma m43, aps, ff, etc., e faz uma composição primirosa, comunicativa, criando assim uma fotografia relevante.

As fotografias que ficam, depois que morremos, na grande maioria, poderiam ser feitas com qualquer câmera. Mas é muito mais difícil conseguir este tipo de fotografia do que entrar na BH e sair cheio de equipamento.
« Última modificação: 06 de Novembro de 2013, 10:25:22 por Claudio Rombauer »


Alexandre Ricci

  • Trade Count: (31)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.070
    • Flickr Alexandre
Resposta #8 Online: 06 de Novembro de 2013, 10:46:26
As fotografias que ficam, depois que morremos, na grande maioria, poderiam ser feitas com qualquer câmera. Mas é muito mais difícil conseguir este tipo de fotografia do que entrar na BH e sair cheio de equipamento.

 :worship: :worship:

Achei perfeita essa colocação.
Minha única ressalva é que para uso profissional, no panorama de mercado de hoje, o equipamento é importante também. Não é o principal, mas importante.


vrsilva

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.805
  • Sexo: Masculino
    • Vinícius Ribeiro.
Resposta #9 Online: 06 de Novembro de 2013, 10:59:29
Tema bastante interessante.

Tem continuação aqui, no mesmo blog:

http://lindsaydobsonphotography.com/blog/full-frame-v-micro-four-thirds/

Isso do cliente se importar com o equipamento já tinha visto em um tópico - não lembro se aqui no MF, que um cliente preferiu outro fotógrafo pq a câmera era maior que a do outro - detalhe que era a mesma câmera, apenas a maior tinha battery grip.

O que acho que seria um senão nas mirrorless, observando o que alguns foristas já comentaram, seria a falta de comandos físicos mais rápidos que são encontrados em profusão nas FF, até mesmo em APS-C - o tamanho do corpo ajuda a isso. Alterar configurações com menus ou botões que levam a outras opções, não parece muito ágil. E mesmo que se consiga colocar a maioria dos comandos num corpo pequeno, quem tem mãos grandes vai se sentir como um piloto de F1 que tem que mexer em botões minúsculos e de luvas.

Para fotos de produto, por exemplo, acredito que uma mirrorless de qualidade atenderia perfeitamente.

Para fotógrafos legistas tbm - afinal, o motivo da foto está paradinho.  :assobi:

Falar isso hoje de uma M43 é no mínimo estar desinformado... Quem vai cobrir eventos com uma M43 já parte para uma OMD EM5 ou a nova EM1 que são repletas de botões e atalhos, até mais que muitas DSLR TOP....
E se quiser continuar nos sensores APS-C mas ter portabilidade melhor e leveza, existem a linha X da Fuji que estão em grande acensão no exterior, principalmente na Europa, onde MUITOS profissionais estão trocando a tralha DSLR por elas, controle de abertura nas lentes, e todos os comandos necessários nas mãos... Veja a nova XE2 que lindeza... A X-Pro1 com seu maravilhoso VF híbrido... Sem falar nas ópticas da Fuji que são um caso a parte...

Controle de máquina não é abertura/velocidade/iso?
Vinícius Ribeiro
http://www.flickr.com/photos/vrsilva85/
----------------------------------------------------------------------------------
Canon 350D 18-55mm f3.5/5.6
Yashica Electro 35 GTN 45mm/f1.7


RLB

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 150
    • Flickr: Grupo Micro Four Thirds Brasil
Resposta #10 Online: 06 de Novembro de 2013, 11:26:55
Ei li isso ontem no 43rumors...
Ele defende muito as MFTs pelo tamanho e qualidade das lentes. Fala que Bokeh nem sempre é importante. Nisso eu concordo.
Mas ele se refere as FF como se todas fossem DSLRs. Agora tem varias mirrorless FF. Essas da Sony parecem ser muito interessantes pelas novas lentes que também serão menores e pelo próprio legado de lentes que se pode usar com elas. Fora o valor que é bem razoável para uma FF.

As FF não são para mim, porque o valor das lentes MFTs tem muita qualidade por um valor muito bom. O efeito bokeh que curto bastante, eu consigo mais que suficiente com as lentes MFT. Afinal a 25mm 1.4 tem efeito semelhante a 50mm 2.8 FF, mas com a vantagem de ser mais clara. Com 50mm 2.8 o bokeh na maioria dos casos já é exagerado.
45mm 1.8 semelhante em efeito a uma FF 90mm 3.2!!! :eek:

Para meu tipo de fotografia, ainda prefiro as MFTs. Não quer dizer que um dia eu não precise de um FF...


RLB

  • Trade Count: (0)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 150
    • Flickr: Grupo Micro Four Thirds Brasil
Resposta #11 Online: 06 de Novembro de 2013, 11:28:55


PS. A Oly 45mm está por U$350. Das lentes que tenho, essa é a que eu mais gosto. Para retratos é muito boa.
Acho que vale muito a pena!!!
« Última modificação: 06 de Novembro de 2013, 11:29:20 por RLB »


claudio souza

  • Trade Count: (43)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 235
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 06 de Novembro de 2013, 11:29:09
Depende de cada um. Há aqueles que precisam de equipamento "grande", seja pra auto-afirmação, seja pra ajudar na insegurança fotográfica dos primeiros 10 anos, ou realmente presisam do máximo nível de detalhe que os backs de 80MP fornecem.

Eu já testei back de 60MP, D800, 5DMKIII e OMD. Faria todas as minhas fotos com uma OMD. Mas há aqueles com fotografia mais exigente em termos de captação de texturas e detalhes, para eles, recomendo um back de 40, 60 ou até 80MP, é muito mais qualidade do que qualquer fullframe.

Comparar M43 com FF, assim como FF com MF é uma coisa óbvia, não precisamos fazer, está na cara, um é mais pesado, maior e tem mais qualidade. O outro, é menor, mais leve e tem menos qualidade.

O segredo é saber onde está o nosso limiar de qualidade aceitável para que possamos ou não usufruir do benefício da portabilidade e leveza do sistema m43. Felizmente, pra minha sorte, eu me enquadro. Outros, infelizmente, são obrigados a carregar pra cima e pra baixo suas gigantes câmeras de médio formato e seus backs de 150 mil reais, mas vale a pena, senão não fariam isso.

Sendo assim, no dia em que uma M43 chegar na qualidade de uma fullframe, sinceramente, não vejo por que carregar peso a mais. Então acredito que este dia nunca vai chegar.

O que confunde-se muito é "boa fotografia" com "bom uso do equipamento", ou seja, o cara compra uma fabulosa 85mm 1.2, atarracha na sua fantástica 5DMKIII e faz aquela foto de flor ou da namorada, com desfoque extremo e todo mundo baba. Estão aplaudindo a objetiva. Diferente do cara que pega qualquer câmera, seja uma m43, aps, ff, etc., e faz uma composição primirosa, comunicativa, criando assim uma fotografia relevante.

As fotografias que ficam, depois que morremos, na grande maioria, poderiam ser feitas com qualquer câmera. Mas é muito mais difícil conseguir este tipo de fotografia do que entrar na BH e sair cheio de equipamento.

 :worship: :worship: :worship:


Palmeida

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.552
Resposta #13 Online: 06 de Novembro de 2013, 11:41:24
Controle de máquina não é abertura/velocidade/iso?

É o q eu tb acho. Mas ultimamente o pessoal tb quer usar a máquina como controle remoto do ar condicionado.  :D

Se tiver um dial p Abertura (em prioridd) e outro p compensação de exposição ---> pra mim, já tá bom. ;)
« Última modificação: 06 de Novembro de 2013, 11:43:34 por Palmeida »
O que eu amo: Deus, família, amigos, trabalho,fotografia, contabilidade, estudar e tecnologia!


sergiotucano

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.633
Resposta #14 Online: 06 de Novembro de 2013, 11:58:18
 :snack: :ok:
« Última modificação: 06 de Novembro de 2013, 11:58:35 por sergiotucano »
Panasonic Lumix G2  G-Vario14-42mm Flash Metz 36AF-5
http://www.flickr.com/photos/sergiotucano/