Autor Tópico: Uma pequena dica aos iniciantes: Como aumentar sua velocidade no modo MANUAL  (Lida 2064 vezes)

alcure

  • Trade Count: (8)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 844
  • Sexo: Masculino
  • Madafaka
    • Portfolio
Esses dias saí com um amigo para fotografar sem compromisso, cada um com seu equipamento, setamos o modo manual e começamos a tirar fotos aleatoriamente. Percebi que eu tinha mais velocidade do que ele em fotometrar e bater as fotos, foi quando ele me perguntou como diabos eu conseguia fazer isso rapidamente, como se estivesse no modo automático. Nisso lembrei de uma dica que um amigo me deu beeem no início da carreira, que incorporei e acabei levando comigo sempre, e resolvo compartilhar:

1) Basicamente na fotografia temos 03 preocupações: Velocidade - Abertura do Diafragma - ISO:
Claro que não é regra, e nem quero que tomem isso como regra, mas fotometrar no ZERO é quase sempre o porto seguro de todas as fotos, principalmente para iniciantes que não tem noção de pós processamento ou etc. Uma foto bem fotometrada pode ser muito melhor trabalhada, ou as vezes nem precisa ser trabalhada.

2) Defina o que deseja:
Essa é a etapa MAIS IMPORTANTE da minha dica. Chegue no lugar e se pergunte: O que ficaria melhor aqui? Congelar o movimento? Desfocar o fundo? Talvez ambos? Sabendo o que você quer, você saberá de antemão o que configurar, por exemplo: Vou tirar retratos de várias pessoas e quero o fundo desfocado!

Configuração mediana para isso: Abertura em 2.8, Velocidade do obturador: 80, ISO: 250.

3) A DICA EM SI:
Aqui é de onde vem a minha super velocidade em configuração, pois já defini a configuração e sei que preciso congelar os movimentos e manter o fundo desfocado, então o que eu faço? Para fotometrar uso apenas o ISO! Não me importa se ficou um pouco subexposta ou mais exposta. Apenas vou mudando o enquadramento e regulando o iso e esqueço as 2 configurações.

Logo, das 03 opções para fotometrar, elimine 02 e trabalhe apenas com 01! Você terá muito mais velocidade. No caso acima, que só me restou o ISO para trabalhar, eu geralmente tenho como marco inicial ISO 400, pois aí tenho margem para diminuir ou aumentar um pouco. NUNCA PASSO DE ISO 1600, pois particularmente não gosto muito de ruídos, mas as vezes sempre rola.


É isso aí amigos, da próxima vez ao invés de a cada clique apertar mil botões para configurar tudo como via meu amigo fazer, definam uma configuração básica e só trabalhe com 01 configuração possível: abertura, velocidade ou iso. O ganho de performance será absurdo, e não se preocupem tanto assim com a exposição, passando meio ponto a mais ou a menos não vai estragar a beleza de seu trabalho, e você pode dar uma eventual corrigida depois se entender de pós processamento.

Lembrando sempre que isso não é regra e não se aplica em todos os momentos, mas digamos que em 80% da minha vida resolve perfeitamente!

Nada na fotografia deve ser considerado regra! :)
« Última modificação: 17 de Novembro de 2013, 11:50:19 por alcure »
* Fuji X-T2 + XF 23mm 1.4 + XF 35mm 1.4 + XF 56mm 1.4
* Nikon D750 + Sigma 50mm 1.4 ART + Nikkor 85mm 1.4G + Nikkor 105mm 2.8 Micro VR
---------------------------------------------------
http://500px.com/Alcure e http://www.flickr.com/alcure85/


Danilo_cs

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.060
    • DCS
Resposta #1 Online: 17 de Novembro de 2013, 13:42:36
Eu ainda não sei exatamente o que me acontece quando, eu deixo no 0 as fotos saem bem escuras.... :/
Meu trabalho está aqui em http://www.dcsdesenvolvimento.com.br :)


sergiotucano

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.633
Resposta #2 Online: 17 de Novembro de 2013, 14:15:34
Raramente eu deixo o fotômetro no Zero.
A maioria absoluta das vezes deixo meio ou um ponto sub. Gosto assim :ok:

Agora essa técnica de fotometrar tendo o ISO como principal fator de variação tem um problema, que é quando precisamos de um ISO Alto, acima de 1600, a não ser que se tenha uma câmara que aguente muito bem ISO alto e/ou não se importe com o ruído.

Eu escolho uma abertura de acordo com o DOF que acho que ficará bom para aquele registro, estou me acostumando a trabalhar com pequenas aberturas < f/8. Seto uma velocidade mediana e costumo deixar o ISO constante. Num local iluminado não tenho problema em usar ISO > 1600.

Enfim cada caso é um caso, também acho que varia muito pelo tipo de equipamento e até tipo de foto. :ok:
Panasonic Lumix G2  G-Vario14-42mm Flash Metz 36AF-5
http://www.flickr.com/photos/sergiotucano/


alcure

  • Trade Count: (8)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 844
  • Sexo: Masculino
  • Madafaka
    • Portfolio
Resposta #3 Online: 17 de Novembro de 2013, 14:49:48
Eu ainda não sei exatamente o que me acontece quando, eu deixo no 0 as fotos saem bem escuras.... :/

Tem de ver as configurações de avaliação para fotometria. Nem sempre o modo matricial é o mais recomendável, bem como nem sempre o pontual ou ponderado também o são. Deve ser por isso! Tente fotometrar a mesma cena nos 3 modos distintos que você entenderá sobre o que estou falando. Geralmente o matricial dá conta do recado.

Ademais, não estou sugerindo que você deve fotografar alterando o ISO, foi um exemplo apenas. E de fato, já tive a necessidade de fotografar alterando APENAS o ISO (foi numa festa, muitas luzes mudando de cores e de local, muita gente se mexendo e eu cansado de todas as fotos com a mesma cara por causa do flash). Desliguei o flash e parti pro abate.

Resultado de duas:


Velocidade: 1/50
f/1.8
ISO 2500



1/40
f/2.0
ISO 5000
Obs.: No crop eu cortei os pés e a cabeça intencionalmente. Gostei mais do resultado assim. Em ambas as fotos as configurações foram levemente alteradas em função do diafragma, mais por questão de objetos em foco mesmo.


Como eu disse, nada é regra. Nem eu sigo as minhas próprias  :hysterical: Tem horas que você tem de adaptar, mas no geral, é uma dica singela que pouca gente recebe no começo e acaba sempre apertando mil botões enquanto as pessoas estão paradas fazendo pose para você.


Demorar minutos para bater uma foto não é legal, tira a espontaneidade, então sempre tenha um truque na manga para estar sempre veloz no gatilho.

« Última modificação: 17 de Novembro de 2013, 14:53:09 por alcure »
* Fuji X-T2 + XF 23mm 1.4 + XF 35mm 1.4 + XF 56mm 1.4
* Nikon D750 + Sigma 50mm 1.4 ART + Nikkor 85mm 1.4G + Nikkor 105mm 2.8 Micro VR
---------------------------------------------------
http://500px.com/Alcure e http://www.flickr.com/alcure85/


felippe.rosa

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 660
  • Sexo: Masculino
    • Flickr
Resposta #4 Online: 17 de Novembro de 2013, 15:01:25
Gostei da fica. Vou tentar.


sergiotucano

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.633
Resposta #5 Online: 17 de Novembro de 2013, 15:24:54

Como eu disse, nada é regra. Nem eu sigo as minhas próprias  :hysterical: Tem horas que você tem de adaptar, mas no geral, é uma dica singela que pouca gente recebe no começo e acaba sempre apertando mil botões enquanto as pessoas estão paradas fazendo pose para você.

Demorar minutos para bater uma foto não é legal, tira a espontaneidade, então sempre tenha um truque na manga para estar sempre veloz no gatilho.

Nesse ponto eu concordo. Pode ser deixando um das variáveis, contante, ou deixando somente uma realmente variando etc.

 :ok:
Panasonic Lumix G2  G-Vario14-42mm Flash Metz 36AF-5
http://www.flickr.com/photos/sergiotucano/


ALEXFIGUEIREDO

  • Trade Count: (20)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.616
  • Sexo: Masculino
  • KeepWalking
    • Flickr
Resposta #6 Online: 17 de Novembro de 2013, 20:40:10
Quando o momento de fotografar é calmo, sem correria com TUDO colaborando, faço no M - Manual, configurando apenas o ISO máximo.

Quando é correria, maioria das vezes, uso prioridade em modo Abertura ou Velocidade, dependendo do objetivo e condições da captura. Coloco o ISO em automático até 400-800 ou 1200 dependendo das condições de luz no ambiente.

Exemplificando, se é uma cena com movimentos rápidos, onde a velocidade determina o sucesso da foto, como pássaros voando, se mexendo rápido e aviões em voo, fico no Modo S = Prioridade de Velocidade. Se estou com o objeto estático, fica mais fácil, posso escolher priorizando a Abertura, Modo A.

Cuidados que devem ser observados para um bom resultado: Ao priorizar a Abertura, atentar para que a Velocidade não caia abaixo do range  utilizado ( regra que procuro seguir) ou abaixo do limite para se conseguir a nitidez almejada. O mesmo cuidado vale para a prioridade em Velocidade, ou seja, cuidado para que a Abertura não atrapalhe o resultado. Para os dois casos o ISO entra como coringa, utilizado para viabilizar a foto, se aumentar muito já sabe que junto virá o ruído.
Nikon D800 - Nikon D7100
NikkorAF-S 24-70 2.8 / AF-S 70-200 2.8 VRII / AF-S 105 2.8G Micro / SB 910
Manuais Mamiya 150 Sekor C 1:4 / Nikkor 105 1:2.5 Pré-AI



affalcao

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 938
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 17 de Novembro de 2013, 20:50:44
Quando o momento de fotografar é calmo, sem correria com TUDO colaborando, faço no M - Manual, configurando apenas o ISO máximo.

Quando é correria, maioria das vezes, uso prioridade em modo Abertura ou Velocidade, dependendo do objetivo e condições da captura. Coloco o ISO em automático até 400-800 ou 1200 dependendo das condições de luz no ambiente.

Exemplificando, se é uma cena com movimentos rápidos, onde a velocidade determina o sucesso da foto, como pássaros voando, se mexendo rápido e aviões em voo, fico no Modo S = Prioridade de Velocidade. Se estou com o objeto estático, fica mais fácil, posso escolher priorizando a Abertura, Modo A.

Cuidados que devem ser observados para um bom resultado: Ao priorizar a Abertura, atentar para que a Velocidade não caia abaixo do range  utilizado ( regra que procuro seguir) ou abaixo do limite para se conseguir a nitidez almejada. O mesmo cuidado vale para a prioridade em Velocidade, ou seja, cuidado para que a Abertura não atrapalhe o resultado. Para os dois casos o ISO entra como coringa, utilizado para viabilizar a foto, se aumentar muito já sabe que junto virá o ruído.

Gosto de trabalhar com prioridade também, mais ou menos da forma citada acima.  Modo manual só em situações bem específicas, e por isso mesmo raramente uso.
Canon T3 (1100 D) + 10-18mm + 55-250mm
Nikon D3300 + 18-55 + 35mm 1.8


sergiotucano

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.633
Resposta #8 Online: 17 de Novembro de 2013, 21:18:07
Não me dou bem nos modos de prioridade.
Gosto de ter todas as possibilidades de cinfiguração na hora do click :ok:
Panasonic Lumix G2  G-Vario14-42mm Flash Metz 36AF-5
http://www.flickr.com/photos/sergiotucano/


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.881
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #9 Online: 18 de Novembro de 2013, 10:29:50
Não me dou bem nos modos de prioridade.
Gosto de ter todas as possibilidades de cinfiguração na hora do click :ok:

2x

Como a maioria das fotos que faço são de paisagens, seja urbana ou natureza, geralmente uso aberturas pequenas meio que padrão ( a não ser que for pegar um detalhe de plantas, animais ou objetos que necessitem de desfoque maior do fundo ) e o ISO "utilizável" da minha cam é somente o 100. Então brinco bastante com a velocidade controlando pra ficar mais ou menos exposto.
E tbm sempre gero imagens subexpostas, pois minha cam pega mais detalhes nas sombras, o que não ocorre em altas luzes que dificilmente podem ser recuperadas.


Danilo_cs

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.060
    • DCS
Resposta #10 Online: 18 de Novembro de 2013, 10:45:53
Tem de ver as configurações de avaliação para fotometria. Nem sempre o modo matricial é o mais recomendável, bem como nem sempre o pontual ou ponderado também o são. Deve ser por isso! Tente fotometrar a mesma cena nos 3 modos distintos que você entenderá sobre o que estou falando. Geralmente o matricial dá conta do recado.

Ademais, não estou sugerindo que você deve fotografar alterando o ISO, foi um exemplo apenas. E de fato, já tive a necessidade de fotografar alterando APENAS o ISO (foi numa festa, muitas luzes mudando de cores e de local, muita gente se mexendo e eu cansado de todas as fotos com a mesma cara por causa do flash). Desliguei o flash e parti pro abate.

Obs.: No crop eu cortei os pés e a cabeça intencionalmente. Gostei mais do resultado assim. Em ambas as fotos as configurações foram levemente alteradas em função do diafragma, mais por questão de objetos em foco mesmo. Muitas vezes o que salva é que fotografo em RAW daí dá para recuperar...heheeh


Fotos muito bonitas. É..pode ser isso. Bem que outro dia eu fiz um teste aqui nestes 3 modos eu não vi grande diferença. Mas tipo, quando eu testo aqui tudo sai certinho, mas na hora que as fotos são para valer, daí eu me enrrosco. Muitas vezes o que salva é que fotografo em RAW daí dá para recuperar...heheeh
« Última modificação: 18 de Novembro de 2013, 10:47:10 por Danilo_cs »
Meu trabalho está aqui em http://www.dcsdesenvolvimento.com.br :)


marciomendonsa

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 22
Resposta #11 Online: 19 de Novembro de 2013, 10:09:12
Esses dias saí com um amigo para fotografar sem compromisso, cada um com seu equipamento, setamos o modo manual e começamos a tirar fotos aleatoriamente. Percebi que eu tinha mais velocidade do que ele em fotometrar e bater as fotos, foi quando ele me perguntou como diabos eu conseguia fazer isso rapidamente, como se estivesse no modo automático. Nisso lembrei de uma dica que um amigo me deu beeem no início da carreira, que incorporei e acabei levando comigo sempre, e resolvo compartilhar:

1) Basicamente na fotografia temos 03 preocupações: Velocidade - Abertura do Diafragma - ISO:
Claro que não é regra, e nem quero que tomem isso como regra, mas fotometrar no ZERO é quase sempre o porto seguro de todas as fotos, principalmente para iniciantes que não tem noção de pós processamento ou etc. Uma foto bem fotometrada pode ser muito melhor trabalhada, ou as vezes nem precisa ser trabalhada.

2) Defina o que deseja:
Essa é a etapa MAIS IMPORTANTE da minha dica. Chegue no lugar e se pergunte: O que ficaria melhor aqui? Congelar o movimento? Desfocar o fundo? Talvez ambos? Sabendo o que você quer, você saberá de antemão o que configurar, por exemplo: Vou tirar retratos de várias pessoas e quero o fundo desfocado!

Configuração mediana para isso: Abertura em 2.8, Velocidade do obturador: 80, ISO: 250.

3) A DICA EM SI:
Aqui é de onde vem a minha super velocidade em configuração, pois já defini a configuração e sei que preciso congelar os movimentos e manter o fundo desfocado, então o que eu faço? Para fotometrar uso apenas o ISO! Não me importa se ficou um pouco subexposta ou mais exposta. Apenas vou mudando o enquadramento e regulando o iso e esqueço as 2 configurações.

Logo, das 03 opções para fotometrar, elimine 02 e trabalhe apenas com 01! Você terá muito mais velocidade. No caso acima, que só me restou o ISO para trabalhar, eu geralmente tenho como marco inicial ISO 400, pois aí tenho margem para diminuir ou aumentar um pouco. NUNCA PASSO DE ISO 1600, pois particularmente não gosto muito de ruídos, mas as vezes sempre rola.


É isso aí amigos, da próxima vez ao invés de a cada clique apertar mil botões para configurar tudo como via meu amigo fazer, definam uma configuração básica e só trabalhe com 01 configuração possível: abertura, velocidade ou iso. O ganho de performance será absurdo, e não se preocupem tanto assim com a exposição, passando meio ponto a mais ou a menos não vai estragar a beleza de seu trabalho, e você pode dar uma eventual corrigida depois se entender de pós processamento.

Lembrando sempre que isso não é regra e não se aplica em todos os momentos, mas digamos que em 80% da minha vida resolve perfeitamente!

Nada na fotografia deve ser considerado regra! :)

Excelente dica. Muito obrigado.  :clap:


rafael ferreira

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 386
  • Sexo: Masculino
  • quando tudo estar perdido sempre existe uma luz
Resposta #12 Online: 19 de Novembro de 2013, 10:55:51
alcure

excelente, muito bonito a sua iniciativa
de passar seus conhecimentos, essa dica eu vou
usar porque quando fotografo a noite nunca conseguia
zerar a fotometria, pois tentava com abertura e velocidade.
nunca tinha me ligado nisso.
muito obrigado por passar a sua experiência.
Nessa área existem muitas dicas que são o xeque-mate da
fotografia, e que iniciantes aprendendo sozinhos levam
um longo tempo para descobrirem.
 :clap: :ok: :) :worship:


Sunriser

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.219
  • Sexo: Masculino
  • Deus seja louvado
    • Sunriser Photography Facebook
Resposta #13 Online: 24 de Novembro de 2013, 17:24:57
Gosto de trabalhar com prioridade também, mais ou menos da forma citada acima.  Modo manual só em situações bem específicas, e por isso mesmo raramente uso.

Eu faço assim também...


Kokimoto

  • Trade Count: (30)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.091
    • Mototuristas
Resposta #14 Online: 24 de Novembro de 2013, 18:17:01
Em aniversário, etc. uso bastante prioridade de abertura.

Mas em fotos externas, em viagens ou passeios, acho o Manual muito melhor, pois a luz é a mesma e a fotometria, portanto, varia bem pouco. Se usar prioridade, a câmera fica sendo enganada pelas cores do que se está fotometrando. :ok:
D600 - E-M10