Autor Tópico: Começando profissionalmente e prostituição do mercado  (Lida 12715 vezes)

Cooler.M

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 254
Online: 21 de Novembro de 2013, 17:08:24
Esse será um texto bem longo, que poucos irão gostar ... mas que pode servir para quem tem o sonho de trabalhar com fotografia.
Tudo o que será relatado aqui está longe de ser a verdade absoluta. Tudo que será relatado é apenas a minha opinião.


Há dois anos trás (mais ou menos), entrei nesse fórum empolgado para mudar de carreira e começar a trabalhar com fotografia.
Depois de muito ler e me informar, realmente tive certeza que queria trabalhar com isso, principalmente com eventos.
Então eu me registrei aqui e abri um tópico pedindo ajuda (para escolher uma câmera) e também para compartilhar meus planos (de fotografar pequenos eventos).

Fazer isso foi como um balde d'água fria jogada na cabeça! Cerca de 10% das pessoas estavam realmente querendo ajudar.
Já as outras 90%, pareciam pessimistas de plantão. Alguns eram profissionais TOPs, que talvez tenham esquecido como é iniciar a carreira.
Outros falsos profissionais que jamais devem ter sequer feito um evento na vida.

Os principais motivos que me desanimaram totalmente e serviram para eu abandonar de vez a ideia foi:
 - O equipamento que você pode comprar não serve, não é bom o suficiente.
 - Só as lentes que você precisa são mais caras do que o seu orçamento
 - Ah você precisa de uma lente L ou então uma 2.8 (que custa mais do que o orçamento de qualquer iniciante)
 - Você precisa de no mínimo tudo em dobro, duas câmeras, duas lentes, dois flash's etc ...

A quantidade de barreiras que essas pessoas colocam são incríveis!
Quem realmente tem conhecimento parece que esqueceu quando começou ou então tinha um orçamento inicial IMENSO!
Outros parecem que vivem no mundo da teoria, esperando os equipamentos TOPs para começar a trabalhar e nunca começam.

Todo mundo sabe a importância de ter um equipamento backup, todo mundo sabe a importância de se ter o melhor equipamento.
Mas que iniciante tem dinheiro para comprar dois de cada, no mínimo, como exigem alguns por aqui?
Vejo isso acontecendo até hoje por aqui e por isso eu resolvi compartilhara a minha história.

Eu realmente desisti, depois de tantas barreiras colocadas por aqui!
Desisti até o dia que eu estava como convidado em uma festa infantil e conversei com o profissional que lá estava.
Ele trabalhava para uma empresa e estava me falando, que aquela cobertura (só ele), a empresa não tinha cobrado menos que R$4.000,00

Comentei com ele sobre os meus planos frustados e novamente ouvi sermão (como ouvi aqui do fórum).
Mas com uma diferença. O sermão que eu ouvi dele foi de dar ouvidos a fóruns da internet e de pessimistas.
De eu deveria realmente enfiar a cara sem dó, começando a fotografar algum evento de forma gratuita (para criar portfólio).

Depois de dois ou três eventos (grátis) e uma pequena experiência, montar um portfólio HONESTO e divulgar o meu trabalho.
De tudo que ele me disse, a parte do portfólio honesto foi a que me deu maior segurança e que me deu vontade de me jogar de vez.
Vou tentar resumir a ideia, porque eu acho isso muito importante (até para dar segurança) pra quem está começando.

Quando for montar o seu portfólio não caia na tentação de colocar apenas 3 ou 4 fotos de cada evento, aquelas mais TOPs que você tirou.
Seja honesto, monte seu portfólio com todas as fotos, sendo assim honesto com o seu cliente. Assim ele pode ver os eu trabalho como um todo e julgar se é bom o suficiente para ele ou não. Ao invés de ser enganado por 3 ou 4 fotos TOPs, acreditar que todas são assim e depois receber fotos abaixo disso.

Eu fiz isso! Ah e como eu fiz!
Fiz 4 eventos gratuitos, sem qualquer tipo de compromisso com ninguém.
Assim, mesmo que ficasse uma porcaria o meu trabalho, que todo o meu equipamento quebrasse ou desse problema, eu não teria problema.
O que eu fiz foi ir a 3 Buffets próximos a minha casa e me apresentei. Expliquei a minha situação e os meus planos e tudo deu certo.

Pedi para o dono do Buffet me comunicar as festas que ele saberia que não haveria nenhum profissional.
Então uma hora antes da festa, ia até o Buffet e esperava a chegada dos pais e fazia a mesma pergunta.
Quando não teria nenhum profissional fotografando, me apresentava e fazia a proposta de fotografar sem cobrar nada, para treinar.
Enviaria as fotos em DVD para eles e em troca, eles me permitiram usar as fotos em um portfólio. Todos sempre toparam!

Foi assim que fiz 4 eventos e montei meu portfólio.
Meu primeiro negócio veio justamente pela indicação de um desses eventos gratuitos e assim tudo começou.
Hoje, após 1 ano e 8 meses tenho um bom negócio, quase todos os fins de semana ocupados até Março/2014.
Estou fechando negócios (4 horas de evento infantil) por R$900,00 o que para mim é ótimo!

Quando eu comecei, não tinha mais do que uma câmera 60D, uma lente do KIT, uma 50mm e um Flash que parcelei em 12x.
Conhecimento eu tive apenas do que li na internet (e como tem conteúdo na internet), de vídeos e de alguns DVD's e livros que comprei.
Foi um caminho difícil? Claro! A prática me trouxe a experiência e tenho continuado me aperfeiçoando a cada dia, descobrindo coisas novas.


Logo depois dos primeiros eventos, pude comprar outra câmera usada para servir de backup.
E assim fui com o tempo, trocando meu equipamento e finalmente tinha um equipamento de reserva completo.
Podia ter dado algo errado (quando eu ainda não tinha um backup)? CLARO que podia!
Mas se tivermos um pensamento tão negativo, não saímos nem de casa com medo de ser assaltado ou de que tudo dará errado!

Também colocam tanto na cabeça (de quem está começando), de que se você se arriscar, queimará o seu filme para o resto da sua vida!
Se você for honesto com o cliente (ou seja, ter um portfólio honesto), raramente ele vai esperar mais de você, do que você vai entregar.
Além disso, do jeito que o pessoal fala, parece que você jamais irá conseguir fotografar nada por ter tido problemas em um evento.

Sério, a não ser que você se chame Bananéia (sim, esse nome existe) e more numa cidade de 1000 habitantes ...
Cara, você virou a esquina você é esquecido! Em São Paulo, nem que alguém quisesse queimar o seu filme conseguiria, dado o tamanho da cidade!
RELAXA! Se você realmente gosta, se joga e segue enfrente! Você tem muito material para estudar na internet, muita coisa mesmo!
Também tem muito evento que pode fazer de graça para aprender e ganhar um pouco de experiência.

Não deixe uma dúzia de falsos profissionais, trolls e pessimistas de plantão te desanimarem!


Dado o meu recado e a minha experiência para quem quer começar, eu queria muito direcionar algumas palavras (opiniões minhas), sobre algumas pessoas que (não vou citar nomes, se a carapuça servir), reclamam tanto da prostituição do mercado, de profissionais que cobram R$ 100 ou menos para fazer eventos e que costumam ter algumas frases do tipo: por menos que R$ XXXX eu nem carrego as minhas baterias ...

Eu sinto pena de vocês! Quem acha que a prostituição do mercado prejudica alguém, é digno de pena!
Nenhum profissional de verdade, acha ruim que novatos e inexperientes (mesmo que façam um trabalho horrível) entrem no mercado a preço de banana!
Só profissionais que tem uma qualidade tão baixa quanto esses novos se preocupa com isso, com medo de que as pessoas comparem o trabalho e ele não consiga mais vender o seu serviço a R$800, quando o inexperiente que vende a R$150 entrega a mesma qualidade.

Para qualquer um, a prostituição é ótima!
Separa o joio do trigo ... evita que pessoas que queiram pagar R$150 te liguem e consumam o seu tempo.
Serve para criar um diferencial, para que as pessoas realmente enxerguem a qualidade do trabalho.
E serve ainda mais, para que meia dúzia de abusados que não tem qualidade nenhuma, parem de cobrar caro por um serviço medíocre!

Na minha opinião ... qualquer profissional que vem aqui postar um anúncio de outro que cobra preços muito baixos, além de todos que metem o pau nesse ... estão apenas com medo de perderem mercado, pois devem ter uma qualidade bem similar!

Ninguém que tem qualidade para cobrar R$1.000 perde mercado para alguém que cobra R$200 ou menos!
Ninguém que tem qualidade para cobrar R$5.000 perde mercado para alguém que cobra R$1.000 ou menos!

Então, será que podem parar de serem tão arrogantes e entender que o mundo não gira ao redor de vocês?



Menos arrogantes, menos pessimistas e falsos profissionais ... é isso que esse fórum precisa.
De pessoas que querem ajudar, de pessoas que não tem medo de ensinar ou de criar concorrência.
Pessoas que não se esqueceram de quando começaram e o quão difícil pode ser!


Se você tem um sonho, corre atrás!
Porque o fracasso você já tem, mesmo sem mover nenhum músculo.
O que pode piorar? 

[VENDO] WD MyBook Live 2TB - Solução em Backup (Nuvem Pessoal)
http://forum.mundofotografico.com.br/index.php?topic=95559.0


andreswm

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 283
  • Sexo: Masculino
    • Andres Oliveira - Fotografo de Casamento
Resposta #1 Online: 21 de Novembro de 2013, 17:20:00
Sensacional o post!

Eu já citei um pouco sobre isso na área 'Papo Furado', mas comigo foi um pouco diferente, tive mais dificuldade em bater papo com fotógrafos pessoalmente, já aqui no fórum aprendi muita coisa, claro, tem os comentários que tentam te desaminar, mas você tem que filtrar bem isso e seguir em frente!


Raphael Sombrio

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.904
  • O RAW é um diamante...bruto
Resposta #2 Online: 21 de Novembro de 2013, 17:33:36
Obrigado por descrever a experiência! :ok:

Se você tem um sonho, corre atrás!
Porque o fracasso você já tem, mesmo sem mover nenhum músculo.
O que pode piorar? 



Isso vou adotar como filosofia profissional! :clap:


AFShalders

  • Trade Count: (27)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.293
  • Sexo: Masculino
  • "Bela câmera, mas mostre as fotos..."
    • Old Good Light
Resposta #3 Online: 21 de Novembro de 2013, 17:36:24
A coisa é muito simples... Quem tem competencia se estebelece, independente de equipamento e preço. Que é mediocre acaba caindo no médio e longo prazo.
Ética não é negociável.

Viciado em Fotografia desde 1980
www.oldgoodlight.blogspot.com
www.flickr.com/groorj


Mike Castro

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.948
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 21 de Novembro de 2013, 17:52:41

Cara, lindo seu post. Um poema.

Só que vou te dizer algumas coisas...
Não é todo mundo que tem a sua sorte, de achar um buffet, etc...
Não é todo mundo que tem a sua CABEÇA, de começar assim, com humildade. Tem muito maluco que vem aqui no MF, que nem sabe a diferença de FF e APS-C e quer fotografar casamento. Esses a galera zoa, e zoa pesado, inclusive eu. Sabe por que?
Porque evento é coisa séria. A noiva não vai voltar pra porta da igreja só porque a camera travou.
O noivo não vai colocar a aliança de novo, só porque o bonitão novato esqueceu de ajustar direito a velocidade e saiu tudo borrado.
O menino não vai assoprar a velinha de novo, porque a bateria do seu flash arriou.

Do texto, vou citar algumas coisas, as que te desanimaram:

Os principais motivos que me desanimaram totalmente e serviram para eu abandonar de vez a ideia foi:
 - O equipamento que você pode comprar não serve, não é bom o suficiente.

Isso é mimimi. Já fiz casamento com Rebel XT e lente do kit. E ficou legal. E se me derem uma Rebel T3i, faço as mesmas fotos que faço hoje com inha camera...
- Só as lentes que você precisa são mais caras do que o seu orçamento
Isso é verdade. Se eu fosse comprar todas as lentes necessárias pra fazer um trampo legal, eu tava ferrado. Por isso todo mundo aqui recomenda a Tamron 17-50 2.8, porque ela é boa e não é cara como as Canon L.

- Ah você precisa de uma lente L ou então uma 2.8 (que custa mais do que o orçamento de qualquer iniciante)

Se puder ter uma lente L, é ótimo. Se não, não precisa. Eu mesmo não tenho. Sustento minha família a base de Tokiina e Sigma.

- Você precisa de no mínimo tudo em dobro, duas câmeras, duas lentes, dois flash's etc ...

Isso é a mais pura verdade.

Sabe aquela família gentil que vc fotografou de graça? Então, se a máquina der pau no evento, no problem.
Só que se essa família indicar um grande amigo, e a maquina der pau com esse amigo, que tá pagando seus novecentão por quatro horas de evento, amigo, eles vão te infernizar pela vida toda. E com toda a razão do mundo.

Se vc tá cobrando, então se resume que vc tenha condições de EXECUTAR o trabalho. Imagina, na hora do parabéns o cara chega pra mãe, e manda um "Amiga, espera uma meia horinha, um colega tá me trazendo uma maquina reserva, porque a minha pifou"
Serio, é perigoso até apanhar, hehehehe... :D
Tomara que sua camera nunca trave no meio do evento, porque chega a dar até dor de barriga de tanto nervoso.

Então, colega, vou te dizer, é muito provável que você seja a excessão, e não a regra.  :ok:


Lucas Estêvão

  • Trade Count: (22)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.162
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 21 de Novembro de 2013, 18:17:45
Um bom texto e uma história de muita sorte, como disse o Mike, que tem uma história de superação também e seus argumentos são bem convincentes, pra mim. Todos têm razão.


Cooler.M

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 254
Resposta #6 Online: 21 de Novembro de 2013, 18:24:46

Não é todo mundo que tem a sua sorte, de achar um buffet, etc...
Não é todo mundo que tem a sua CABEÇA, de começar assim, com humildade. Tem muito maluco que vem aqui no MF, que nem sabe a diferença de FF e APS-C e quer fotografar casamento. Esses a galera zoa, e zoa pesado, inclusive eu.


Acabei de falar isso para um usuário aqui do fórum em mensagem privada.
Em toda cidade, não importa o tamanho dela, sempre haverá abrigo de crianças, orfanatos e lares de idosos.
Quase todos tem eventos mensais, as vezes aniversários coletivos de todos que fizeram aniversários naquele mês.

Nenhum desses locais, se você chegar com humildade e explicar, vai te negar a entrada.
Muito pelo contrário, vão te agradecer imensamente pelo seu trabalho voluntário.

Então eu sempre digo, depois que aprendi muita coisa na vida ... não é porque não existe na sua cidade algo, que você não possa se adaptar.
Só não treina e não pratica quem não quer, na minha opinião, essa é a verdade.
[/quote]


Não vou dar quote no resto, senão eu acabo me perdendo, mas queria responder alguns temas, então vamos lá.
Quanto a zuar o pessoal que vem pedir ajuda a coisas absurdas por aqui, como já li alguém que fechou um casamento para depois perguntar qual flash comprar ...
Mas veja a quantidade de pessoas que vem, até de forma humildade, querer iniciar com festa infantil e é massacrada por algumas pessoas.
Sabe o que é pior? Alguma dessas pessoas são usuários antigos e acabam criando um maria vai com as outras ...


Quanto ao equipamento ... concordamos totalmente!
O melhor equipamento é aquele que o seu dinheiro consegue comprar!


Quanto a equipamento de backup ... eu nunca neguei a importância deles, acho que todo mundo sabe. Hoje eu tenho meu equipamento de backup, porque eu trabalhei e pude adquirir.  O que eu quero dizer é alguns massacrarem quem quer começar, com essa ideia de que sem equipamento de backup, fazer qualquer tipo de evento é como atravessar uma estrada movimentada, vendado e bêbado.

É óbvio que eu espero, que quem ler esse texto, entenda que tudo o que eu disse é sobre festa infantil. Espero que ninguém tente dar as caras e se jogar no mundo fazendo um casamento (por exemplo), sem equipamento de backup.

Mas se alguém está começando, cobrando valores baixos para praticar e se introduzir no mercado, dizer que ele precisa de outro equipamento (quando mal conseguiu comprar o primeiro), é crucificar o sonho!

É obvio que no meu segundo evento pago meu equipamento poderia quebrar e dar algum problema? Sim!
Cabe a cada um contornar da melhor forma possível. Eu, como exemplo, sempre deixei isso claro aos meus clientes (que só tinha um equipamento) e sempre fui com a saboneteira no bolso.

Eu só postei para o sonho das pessoas não morrerem antes de começar!
É de desani
[VENDO] WD MyBook Live 2TB - Solução em Backup (Nuvem Pessoal)
http://forum.mundofotografico.com.br/index.php?topic=95559.0


Cooler.M

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 254
Resposta #7 Online: 21 de Novembro de 2013, 18:41:47

Se vc tá cobrando, então se resume que vc tenha condições de EXECUTAR o trabalho. Imagina, na hora do parabéns o cara chega pra mãe, e manda um "Amiga, espera uma meia horinha, um colega tá me trazendo uma maquina reserva, porque a minha pifou"
Serio, é perigoso até apanhar, hehehehe... :D
Tomara que sua camera nunca trave no meio do evento, porque chega a dar até dor de barriga de tanto nervoso.

Então, colega, vou te dizer, é muito provável que você seja a excessão, e não a regra.  :ok:

Apenas para deixar bem claro a minha posição e não parecer que não dou importância para um equipamento reserva.
Existem tantas possibilidades de "e se ...", que é impossível fazer um evento 100% seguro ... e todos corremos risco.

Porque eu te digo e se te roubarem a 1 quadra do evento?
E se você bater o carro indo para o evento e não puder sair do local porque tem que prestar socorro?
E se você sofre um sequestro relâmpago?

Entenda que existem tantos "E se ... " que eu digo que, para quem está iniciante e fazendo eventos pequenos ... o "E se o equipamento travar" é apenas mais um deles.
O que eu acho é que, se você não tem dinheiro para comprar outro equipamento, pode sim começar no trabalho correndo mais esse risco. Junte o seu dinheiro e assim que puder, compre outro equipamento mesmo que usado e mais antigo.

Só para deixar isso claro e evitar problemas! =)
[VENDO] WD MyBook Live 2TB - Solução em Backup (Nuvem Pessoal)
http://forum.mundofotografico.com.br/index.php?topic=95559.0


Brupikk

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.422
  • Sexo: Masculino
    • Bruno Piccoli Fotografia
Resposta #8 Online: 21 de Novembro de 2013, 18:52:43
 :clap:
Ótimo relato!
Eu mesmo tenho a fotografia como hobby, pois tenho meu trabalho, mas penso em iniciar nos finais de semana a fazer algo relacionado a fotografia (como negócio mesmo) e sempre acabo "empurrando".
Quem sabe era isso que faltava ouvir (ler).
Não quer dizer que vai dar certo com todo mundo, mas incentiva um pouco mais quem está em cima do muro.
Valeu! (continue participando e trazendo suas experiências, embora para alguns não importe, para outros pode fazer muita diferença)  :ok:


Bruno Piccoli
http://piccolifotografia.com
http://instagram.com/piccoli.fotografia
https://www.facebook.com/FotografiaPiccoli
Canon 6D + Canon 6D + Canon 6D + 24-105mm f/4 + 70-200mm f/4 + 50mm f/1.8 + 35mm f/2.0 + 40mm f2.8


jauvane

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 1.987
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 21 de Novembro de 2013, 18:59:29
Belo relato  :ok:
JVc.


Renan.Paiva

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 551
  • Sexo: Masculino
Resposta #10 Online: 21 de Novembro de 2013, 19:03:56
Muito legal o post parabéns
Nikon D7100 - 35mm DX 1.8G - 50 mm AF-S 1.8G - 55 200 VR - Tamron 17-50 2.8 VC DX II


CristianoSoares

  • Trade Count: (17)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.867
Resposta #11 Online: 21 de Novembro de 2013, 19:43:47
Vou defender meus colegas de forum:

Participo deste forum só há 3 meses, fotografo por hobby, sem qualquer pretensão de me tornar profissional, mesmo assim acompanho muitas discussões sobre como iniciar, qual câmera comprar, etc.

Não sei como era o forum há 1 ano atrás, mas nestes três meses, de tudo o que você citou, a única coisa que os colegas insistem é que é recomendável um equipamento reserva para quem vai fotografar profissionalmente (coisa que você mesmo reconhece como importante). Já vi inclusive colegas que fotografam profissionalmente recomendado para um colega iniciante de "meter o pé nesta bagaça e fotografa com o que tem - frase do colega Paulo Arruda".

Nunca li ninguém (nestes 3 meses) dizendo que todos precisam de corpo full frame ou lente top para trabalhar, o que todos dizem é que o equipamento melhor facilita seu trabalho, mas não faz as fotos por você.

O que mais tenho lido é recomendação de fazer exatamente o que você fez, iniciar sem cobrar, formar um portfólio, ganhar confiança e só depois começar a cobrar.

De qualquer forma, belo texto, belo relato de experiência a sua.

« Última modificação: 21 de Novembro de 2013, 19:45:35 por CristianoSoares »


Versiano

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.340
  • Sexo: Masculino
Resposta #12 Online: 21 de Novembro de 2013, 20:12:08
Belo relato.

Também penso em linha bastante similar à sua, Cooler.

Sou hobista, só gosto de uma boa foto. Tenho amigos profissionais, que estão até dando certo no ramo. Há inclusive um amigo com amostras que estão ganhando cunho internacional, mas teriam 'vergonha' de revelar seu equipamento no fórum. Não vergonha do seu equipamento em si, mas da posição dos colegas em relação ao seu 'set'.

Tento ser imparcial em relação aos equipamentos, mas vejo forte tendências de uma galera em defender seus instrumentos, como se fossem elementos superiores em termos de fotografia.

Um membro humildemente junta recursos, procurando novas expectativa, profissionais; e ao buscar conselhos, depara-se com afirmações: A D5xxx não serve para trabalho, a D3xxxx muito menos..... no mínimo um D7000, e quem tem FF diz: uma D7100 ?!??!?! tá brincando!?!?!... e por aí vai.

Isso é muito forte aqui, e até mesmo na sociedade consumidora. Diversas vezes vejo perguntas se a câmera que o fotógrafo está usando é boa, ou melhor que a minha..... E simplesmente respondo esquivamente: nem reparo nessas coisas, nem sei de que marca é....

Sei que muitos dão conselhos úteis, e que determinados aspectos realmente são importantes e devem ser levados em consideração.

Mas acho que quem tem talento, ou 'aquele que quer' e persevera no estudo, na pesquisa, na prática, desenvolve-se muito além disso tudo.

Aos demais só restam a lamentação por não possuir a Câmera com o último número, ou uma lente de U$ 50.000
''Equipamentos': o necessário para fazer 'boas fotos'...

Sempre me falta conhecimento e prática.


Versiano

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.340
  • Sexo: Masculino
Resposta #13 Online: 21 de Novembro de 2013, 20:23:21
...

Nunca li ninguém (nestes 3 meses) dizendo que todos precisam de corpo full frame ou lente top para trabalhar, o que todos dizem é que o equipamento melhor facilita seu trabalho, mas não faz as fotos por você.

...

Não diretamente. Bem digamos que no fórum não existe esse preconceito explicitado. Basta verificar nos tópicos ondem é solicitada opiniões sobre determinados modelos.... Talvez ocorra de forma inconsciente, mas existe sim um desvio para os modelos de 'maior porte'.

Ele existe sim e no mercado de trabalho ele é muito mais saliente.

Poucos os que recomendam em economizar em um corpo e destinar recursos para acessórios. estudos, livros, e prática do assunto. Veja bem: Eu disse POUCOS, e não que não há colegas que não recomendam. Um conselho usual: é aperte um pouco mais e compre um modelo mais avançado...
''Equipamentos': o necessário para fazer 'boas fotos'...

Sempre me falta conhecimento e prática.


toc83

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 740
Resposta #14 Online: 21 de Novembro de 2013, 21:17:11
Parabéns pelo relato. Fotografo apenas como hobby e não tenho intenção nenhuma de viver de fotografia, mas sei que muitos chegam até aqui e até outros fóruns e grupos ávidos por ajuda e dicas para começarem a trabalhar com fotografia e encontram muito desestímulo e trollagem.

É isso aí, menos mimimi, mais ação. Conhecimento compartilhado nunca é prejuízo, temos que ser humildes sempre.

Que você tenha muito sucesso na sua profissão!