Autor Tópico: Ef 100mm Macro + 50mm invertida  (Lida 789 vezes)

Sgozzi

  • Trade Count: (2)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 340
  • Sexo: Masculino
Online: 11 de Dezembro de 2013, 16:59:08
Alguém saberia me dizer quanto eu ganharia em ampliação e se vale a pena (ganho significativo em ampliação sem perda de qualidade) fazer essa combinação para fotos macros? Alguém aqui já fez?
Canon EOS 6D
EF 35 f2 is / EF 50 f1.4 / EF 85 F1.8 / EF 100 f2.8 / EF 17-40 f4 L / EF 24-70 f2.8 L / EF 70-200 f4.0 L IS /  580 EX / 2x 430 EX / ST-E2.

Fotos: http://www.flickr.com/photos/sandrogozzi/


NATTIS

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.230
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 11 de Dezembro de 2013, 17:31:24
Só pela gambiarra (se funcionar) já não vale a pena. É mais negócio um conversor 1.4x ou uma Tamron 180mm macro.


Sgozzi

  • Trade Count: (2)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 340
  • Sexo: Masculino
Resposta #2 Online: 11 de Dezembro de 2013, 20:01:13
Nattis, funcionar eu sei que funciona, já vi imagens (do equipamento) da 100 + a 50 invertida, mas não vi fotos do resultado desta soma. E eu gostaria de saber se alguém sabe a qualidade e ampliação que esse conjunto me entrega para saber se faço a compra de um anel 58mm macho- macho que custa 40,00 no ML e que eu não pretendo pagar para ver. Por isso busco esta informação. 
Comprar outra lente ou um conversor 1.4x (que eu acredito que o da Canon não funcione com a 100mm) estão fora de cogitação.
Se alguém souber a resposta ou um site que tenha tal informação, me informe. :ok:

Obrigado
Canon EOS 6D
EF 35 f2 is / EF 50 f1.4 / EF 85 F1.8 / EF 100 f2.8 / EF 17-40 f4 L / EF 24-70 f2.8 L / EF 70-200 f4.0 L IS /  580 EX / 2x 430 EX / ST-E2.

Fotos: http://www.flickr.com/photos/sandrogozzi/


jauvane

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 1.968
  • Sexo: Masculino
Resposta #3 Online: 11 de Dezembro de 2013, 23:06:49
Usar uma 180mm macro não mudará a ampliação (continuará 1:1), apenas permitirá trabalhar a uma distãncia maior. O uso de TC tem o mesmo efeito. Usar uma lente invertida à frente de outra lente permite que se chegue a ampliações maiores que 1:1. Não testei a combinação específica que indicaste, mas antes de mais nada é necessário saber o que exatamente desejas fazer? Por que? Que resultado desejas obter? Daí torna-se possível trazer sugestões.
« Última modificação: 11 de Dezembro de 2013, 23:08:03 por jauvane »
JVc.


Sgozzi

  • Trade Count: (2)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 340
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 12 de Dezembro de 2013, 06:45:12
Juvanes, o que eu gostaria de saber e o ganho em ampliação e qualidade/resultado e  saber como trabalhar com esse conjunto. Se terei que chegar manualmente a uma distância muito pequena do objeto a ser fotografado.
 Se é simples como inverter uma 50mm ou se por ser uma objetiva normal e uma invertida, se traria qualquer dificuldades e qual seria estas.
Acho que para tal resposta só alguém que já tenha usado mesmo.
Canon EOS 6D
EF 35 f2 is / EF 50 f1.4 / EF 85 F1.8 / EF 100 f2.8 / EF 17-40 f4 L / EF 24-70 f2.8 L / EF 70-200 f4.0 L IS /  580 EX / 2x 430 EX / ST-E2.

Fotos: http://www.flickr.com/photos/sandrogozzi/


Sgozzi

  • Trade Count: (2)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 340
  • Sexo: Masculino
Resposta #5 Online: 12 de Dezembro de 2013, 07:20:57
Fiz o teste segurando com a mão a objetiva invertida. Rsrsr A imagem amplia e muito, mas tenho que ficar a uns 2 ou 3 cm do objeto a ser fotografado. Logo, para pequenos insetos vivos, não dá. E há também o risco de arranhar a lente traseira da 50mm batendo em algo ao tentar achar o foco.
A lente 100mm controla o diafragma e confirma o foco manual e para funcionar o foco da 100 tem que estar para ampliação 1:1 e a da 50 qualquer. Se muda o foco da 100 para qualquer outra ampliação, um círculo começa a aparecer na foto.
Agora entendo o comentário do Nattis, é uma gambiarra mesmo, mas acredito que para quem trabalha em estúdio com tudo controlado e objetos fixos e quer ampliações maiores que 1:1 acho legal. Ela chega a aumentar a escala em 3X ou talvez até 5x.
Bem, não sabia que conseguiria fazer o teste de forma tão fácil segurando a lente com a mão. Caso soubesse (ou tivesse pensado antes em fazer, nem teria tomado o tempo de vocês) . Mas pelo menos fica agora aqui relatado explicação de como se comporta as lentes.
Resta uma única dúvida agora que essa não farei o teste com a mão: quanto que amplia somente a 50mm invertida? Será que a mesma coisa com a 100 antes dela ou com a 100 + 50 amplia mais?

Obrigado Nattis e Juvane.  :ok:
Canon EOS 6D
EF 35 f2 is / EF 50 f1.4 / EF 85 F1.8 / EF 100 f2.8 / EF 17-40 f4 L / EF 24-70 f2.8 L / EF 70-200 f4.0 L IS /  580 EX / 2x 430 EX / ST-E2.

Fotos: http://www.flickr.com/photos/sandrogozzi/


jauvane

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 1.968
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 12 de Dezembro de 2013, 12:28:44
Dápara tirar fotos de insetos vivos sim, mas precisarás de mais luz. Tenho anel de inversão e também o de rosca dupla, mas como também tenho uma Canon MP-E 65mm acabo não usando as outras opções com frequência. Me recordo que depois de progredir bastante em fotos macro, desde o uso original de um filtro close-up (Canon 250D) cheguei a um patamar de onde não conseguia progredir. Foi nesta época que juntei um grupo de pessoas interessadas e contactei o Tácio Phillip (autor do livro de macrofotografia pela Editora Photos - www.macrofotografia.com.br) para vir ao Rio de Janeiro (na verdade o primeiro foi em Petrópolis, em um fim de semana no meu local de trabalho) para participarmos do curso dele de foto macro. Durante o curso pude experimentar com bastante equipamento que ele traz aos cursos e notei que o meu limitante era a (falta e) luz. Foi nesta época que vi que precisaria de um flash macro dedicado se quisesse continuar progredindo (dá para trabalhar com um par de flashes normais e rádios, mas dá um trabalho danado à medida que as distâncias encolhem. A MP-E 65mm quando em ampliação 5x tem foco a 1,98cm da lente, por exmeplo. Dado o investimento considerável de um flash macro, entretanto, é opção mais para quem ou trabalha com isso ou tem muito interesse em foto macro. ME encaixo no segundo caso. Depois do curso de foto macro de Petrópolis (já faz mais de um ano) ajudei a realizar outro no Rio. De lá para cá juntei mais acessórios, desde os anéis de inversão e de rosca dupla a um fole e tubos de extensão Talvez nestas férias dê para eu fazer um estudo de ampliações extremas. A MP-E 65 amplia em 5x (equivalente a 8x em um corpo APS-C), mas desejo experimentar ampliações ainda maiores, caso no qual o fole, tubos de extensão e anéis de rosca dupla entrarão na jogada :)

A idéia de se utilizar duas lentes ligadas uma a outra é obter o grau de ampliação da lente invertida, mas mantendo o controle de abertura (da lente montada normal na câmera). Em todas as opções macro, o maior problema que temos é com a profundidade de campo estremamente restrita, o que se minimiza um pouco fechando a objetiva tanto quanto poss[ivel, o que leva ao problema seguinte, que é a necessidade de muita luz (e eventualmente de um flash dedicado). A propósito, "flashes"macro de led, daqueles baratinhos que tem um conjunto de leds em um formato circular, não servem para muita coisa... É pouca luz...
JVc.


NATTIS

  • Trade Count: (1)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.230
  • Sexo: Masculino
Resposta #7 Online: 12 de Dezembro de 2013, 12:58:50
Macro na minha 90mm mesmo usando numa cropada para insetos já acho complicado, tem que chegar muito perto e o campo focal é muito curto, tem que ficar na casa dos f18! Com uma 180mm já da uma melhorada legal, mas custam muito caro, mesmo a Tamron e a Sigma 180mm é significativamente mais caro, a Canon 180L parou no tempo.
Para fotos de produtos são imbatíveis, conforme vc fecha a partir de f5.6 lente comum piora nas CA, mas nas macro melhora e já tem um controle incrível, muitas lentes são "míopes", a curta distancia CA e nitidiza são ruins, mas nas macros é justamente o contrário. Enfim, no mundo das macro tudo é invertido, tem que usar mesmo para valer o investimento.