Autor Tópico: Precificando a Criatividade  (Lida 374 vezes)

Lindsay

  • Trade Count: (17)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 3.139
  • Sexo: Masculino
Online: 24 de Janeiro de 2014, 14:52:46
Ótimo artigo, apesar de longo vale a leitura, afinal vamos combinar que essa discussão é difícil no estilo Twitter.

Originalmente publicado em:
http://www.artbusiness.com/artists-how-to-price-your-art-for-sale.html

"Pricing your art is different from making art; it's something you do with your art after it's made, when it's ready to leave your studio and get sold either by you personally or through a gallery, at an art fair, online, at open studios, through an agent or representative, wherever. Making art is about the individual personal creative process, experiences that come from within; pricing art for sale is about what's happening on the outside, in the real world where ......" continua em: http://www.artbusiness.com/artists-how-to-price-your-art-for-sale.html


« Última modificação: 24 de Janeiro de 2014, 14:53:08 por Lindsay »
Fotografando com a memória


spositom

  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.450
Resposta #1 Online: 24 de Janeiro de 2014, 17:27:32
Muito bom, longo como escreveu mas bom

A parte que ele comenta sobre uma forma de divulgar a arte é dar opções de compra, traduzindo para o capital "tudo bem se vc tem pouco dinheiro, tb quero ele"

Tentei isso com uma conhecida que abriu uma galeria na Vila Madalena/Pinheiros, ter um produto acessível sem valor de revenda e um top, certificado, catalogado e tudo mais. Quase sai chutado da galeria. Fechou a dois meses

E legal essa venda do intelecto, bem precificado sem devaneios

Gostei  :ok: :ok:


RafaZ

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.330
  • Sexo: Masculino
  • Devagar e quase sempre.
Resposta #2 Online: 24 de Janeiro de 2014, 17:35:54
Marcando para ler depois.  :snack:
Kodak Ektra 100 | Flash Magicube


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.926
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #3 Online: 25 de Janeiro de 2014, 08:44:11
Baseado na minha experiencia isso eh o que eu tenho a mostrar:



As pessoas criam regras para tudo mas as regras sao apenas pontos de referencia e nao leis universais.

Por exemplo, mesmo que sua arte seja similar do que muitos e mesmo que vc so tenha vendido 1 ou 2 exemplares de seu trabalho, uma boa galeria ou dealer pode expecular para que seu trabalho entre no mercado valendo uma fortuna.

A maneira que vc apresenta seu trabalho, um uma iluminacao que o torne mais atraente e ambientizacao que leva o espectador a ter uma experiencia agradaver e diferente, pode fazer com que a peca valorize 2 ou 3 vezes mais do que exposta em uma luz comum e uma parede branca de um ambiente sem graca. E pode valer menos se apresentado em uma iluminacao ruim e um ambiente desagradavel. A apresentacao (display) eh a embalagem de sua arte. E embalagem faz muita diferenca em preco.

Vc vai no Fine Art America por exemplo e as pessoas estao sempre dizendo que so comecaram a vender bem depois que passaram a cobrar um valor alto pelas suas imprecoes. Igual aquela velha historia de colocar um sofa velho em frente de casa com uma mensagem "Sofa de graca para quem quiser", e uma semana depois o sofa ainda esta la. Mas se vc trocar a mensagem por "Sofa usado por 100.00 conto", algumas horas depois vc vai ver que roubara o seu sofa. E isso acontece muito quando vc coloca seu preco a baixo do da concorrencia, principalmente quando se trata de arte. Colecionadores tenderao a achar que por ser mais barato tem menos valor, e pois isso acabam comprando o mais caro. E serio, quem costuma pagar $5000 em obras de arte nao vai escolher o mais barato so para economizar $700. Se quer vender para um publico que procura economizar (menor preco) eh mais facil vender 5.000 copias por 5.00 conto em um supermercado.

E ai entra outro ponto que esse texto nao menciona. Vender produto de luxo ou arte para ricos eh diferente do que vender produto da moda/decoracao da moda para classe media. Diferentes publicos tem diferentes percepcoes de preco, valores, investimentos.

Por isso que vender foto (ou arte) eh igual vender servicos (fotograficos). Saber vender e ter uma embalagem convincente vc consegue vender ate ar e ate agua de baixa qualidade e menos saudavel do que o agua de torneira (o que ja acontece hoje).