Autor Tópico: [ARTIGO] Fotometria para Inicantes em Modo Manual  (Lida 30581 vezes)

Fábio José

  • Trade Count: (9)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.026
  • Sexo: Masculino
Online: 07 de Fevereiro de 2014, 09:29:31
Neste tópico tenho como objetivo , explanar os conceitos mais basicos da fotometria ( medição de luz) , de forma  a ajudar os inciantes , que como eu , querem cada vez mais melhorar sua fotografias de uma maneira consistente , apoiados em conhecimento, e incentiva-los a pesquisar mais o assunto .
Conto com as sugestões e criticas dos mais experientes para tornar ainda mais util este tópico .
_______________________________________________________________ _________
Em algum momento de nossa trajetória de aprendizado na fotografia , nos deparar com o uso do modo M ( manual ) , onde todas as decisões serão nossas ( ISO / Velocidade / Abertura ) .

Neste momento , o fotometro e o histograma da camara passam ser  ferramentas de grande valia .

E  como toda ferramenta , é necessário conhecer os principios basicos para poder ser  bem usada .

Fotometro ( medidor de Luz )
  : Mede  a quantidade de Luz que incide sobre um objeto  .

a.   Fotometro das maquinas DSLR mede  a quantidade de  luz refletida pelo objeto
b.   A cor do objeto nao influencia no nivel de luz refletida . Dois objetos de corres bem diferentes , podem refletir a mesma quantidade de luz.
c.   Na camaras DSLR apresenta normalmente uma escala que vai de -2  à +2 , indicativos de pontos de exposição , do ingles EV ( exposure value ) .

Considerando que o 0 (zero) é a quantidade de luz necessária para obter a imagem , cada ponto a mais ou a menos dobra / reduz  pela metade a quantidade de luz que a imagem recebe

+1  recebe  do dobro de luz   -1 recebe a metade de luz

+2  recebe  4x mais luz             -2 recebe ¼ de Luz

Exemplo :

Se para ISO 100 , Velocidade 1/100 , abertura  f/2.0  estamos com o fotometro em Zero
ISO 100 , Vel ocidade 1/200 , abertura  f/2.0   estaremos com o fotometro em  -1
ISO 100 , Vel ocidade 1/50 , abertura  f/2.0   estaremos com o fotometro em  +1

Podem calcular para + 2 e – 2 ?
 

Histograma ( Linha de historia )
: Mostra a quandidade de pixels existente na imagem . referente a cada um dos 255 tons de cinza .
A escala vai da Esquerda (preto absoluto = 0 )  para direita ( branco absoluto = 255) .
No centro temos um  cinza médio muito referenciado  na fotografia

Ver imagem  abaixo com um histograma e a representação do fotometro ( a comparação não é por acaso )



Com base neste conceitos basico , vamos as  primeiras  consequencias  pratica

A.   Ao fotografar se zerando o Fotometro ( figura 1 ) , ou  seja , ajustando o ISO , Velocidade e Abertura para que o fotometro da máquina fique em zero , onde , a principio teremos  a quantidade certa de Luz para gravar a imagem , obtemos uma imagem “acinzentada”, pois o sistema esta preparado para levar tudo ao cinca médio .

Imagem 1 , o papel  usado é branco , porem perceba e veja o histograma o tom acinzentado da  foto , ajustei todos os parametros para ter  o fotometro no zero.

 

Imagem 2
, Sendo o papel  branco , ajustei  novamente o fotometro para um novo parametro , diferente de zero , e obtive a imagem com os tons mais reais ao que eu via( papel branco , traços pretos , e cinzas bem claro ) .

O parametro usado e o motivo sera apresentado mais a frente .

 

Conclusão
 Devemos ter em mente a cor onde iremos ajustar a fotometria , cada cor reflete determinada quantidade de Luz .

Escolha a cor predominante de seu objeto , a luz sendo a mesma que ilumina toda a imagem ,as cores irão estar ajustada devido a  fotometria feita.

Na imagem abaixo , novamente utilizarei o conceito de fotometria  “zerada” na imagem 3 e fotometria  ajustada na imagem 4

Perceba que coloque 4 lapis de cor , de 4 cores bem diferentes , porem na imagem em P&B os dois centrais  se apresentam com tonalidades quase iguais, consequencia do conceito que o fotometro mede a luz refletida  , e não a cor .

Imagem 3
 

Imagem 4
   

As cores dos escolhidas  representam os principais pontos de referencia para o ajuste da fotometria : Branco , Preto , Azul , Amarelo , Vermelho , Verde .

Imagem 5
 


Uso pratico
Ao ajustar a fotometria devemos ter em conta qual a cor do objeto me que estamos medindo e considerar este fator na definição de  Velocidade / Abertura / ISO .

Se o objeto a ser fotografado tiver como cor predominante o Vermelho ou Verde :  usar fotometria em zero ( e reflexão destas cores assim como o asfalto e cor de pele caucasena estao bem proximo do cinza médio )

Se o objeto a ser fotografado tiver como cor predominante o Amarelo  :  usar fotometria em +1
Se o objeto a ser fotografado tiver como cor predominante o Azul  :  usar fotometria em -1

Se o objeto a ser fotografado tiver como cor predominante o Branco  :  usar fotometria em +2

Se o objeto a ser fotografado tiver como cor predominante o Preto  :  usar fotometria em -2  , sendo este o ajuste mais sujeito a erro , pois é muito comum uma superficie preta  , que deveria absorver muita luz , ser reflexiva , ai em questão de refeleão de cor , não teremos -2 . é preciso testar .

Para todos os casos devemos sempre efetura testes e verificar no histograma o resultado .

Quando estamos com a fotometria em + 2 estamos perto de obter cores bem claras ou mesmo branco puro que irão aparecer no lado direito do histograma . O mesmo vale para o oposto ,ao ajustarmos a fotometria em -2 , estamos  perto de obter cores bem escuras  ou mesmo preto  puro que irão aparecer no lado direito do histograma.

Nota: Ainda , para garantirmos uma maior precisão na fotometragem , utilizar a medição tipo “spot”, que ira atuar de forma muito pontual e realmente  “focar” no objeto que voce escolheu para medir e nao no ambiente como um todo , o que poderia acontecer se usar uma medição matricial. Para detalhes do tipo de medição , veja o manual de sua maquina.

Um exemplo pratico , imagem de uma empresa ( e cor ) bem conhecida . Imagem sem tratamento .

Imagem  6 : Modo de medição matriz e fotometro zerado
 

Imagem 7  : Modo de medição spot , com fotometria medida na cor amarela , ajustada  em + 1


Espero que seja útil  . Até a proxima dica

Fábio José
« Última modificação: 07 de Dezembro de 2015, 18:22:27 por DMZamora »
"...Tive de esperar a coisa se concretizar, em vez de montar algo posado...Eu me incorporava no ambiente e ficava a espera... "
W.  Eugene Smith


https://www.flickr.com/photos/fabio_jose_pereira_lima/


GHMiyamoto

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 239
Resposta #1 Online: 07 de Fevereiro de 2014, 09:40:22
Dicas excelentes..

Conhecer a "luz" é o início de tudo. Quem não tem controle sobre a luz, jamais conseguirá fotos boas..

 :clap: :ok:
D5000 + Nikkor AF-S DX 18-55mm f/3.5-5.6G VR | Nikkor AF-S 50mm 1.8G | Nikkor AF-S DX 55-300mm 4.5-5.6G ED VR | YN-468 II


Alexandre Ricci

  • Trade Count: (31)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.070
    • Flickr Alexandre
Resposta #2 Online: 07 de Fevereiro de 2014, 10:03:16
Ótima iniciativa Fábio!  :ok:


Marcos Cardoso

  • Trade Count: (6)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 391
  • Sexo: Masculino
  • Apenas um novato
Resposta #3 Online: 07 de Fevereiro de 2014, 11:00:31
Legal, esse vai virar pdf pra ler mais tarde.
Sem câmera :(


Thales Souto

  • Moderador(a) Global
  • Trade Count: (29)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 11.908
  • Sexo: Masculino
  • "Fotografia é um hobby viciante"
    • http://www.instagram.com/soutonaamerica
Resposta #4 Online: 07 de Fevereiro de 2014, 21:17:56
Muito bom.
D610 + AF-S 50 1.8 G + AF 24 2.8 D + YN685
"Polímeros, aulas, família e fotografia. Não necessariamente nessa mesma ordem...."
Meu canal no YouTube sobre fotografia: http://www.youtube.com/channel/UCCS35q7G_BRE6aVdXXEOKNg
www.flickr.com/photos/tsouto


felippe.rosa

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 651
  • Sexo: Masculino
    • Flickr
Resposta #5 Online: 07 de Fevereiro de 2014, 21:35:16
 :clap: :clap: :clap: :clap: :clap:


affalcao

  • Trade Count: (5)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 938
  • Sexo: Masculino
Resposta #6 Online: 07 de Fevereiro de 2014, 23:26:47
Muito bom.  Assim que der, vou pegar minha câmera e fazer uns testes baseados nesta aula.

 :ok:
Canon T3 (1100 D) + 10-18mm + 55-250mm
Nikon D3300 + 18-55 + 35mm 1.8


Gorodrify

  • Trade Count: (0)
  • Novato(a)
  • Mensagens: 37
Resposta #7 Online: 08 de Fevereiro de 2014, 01:55:11
O que fazer então com o céu da imagem que ficou totalmente branco, ao contrário da primeira foto em que tudo estava aparecendo corretamente?


Fábio José

  • Trade Count: (9)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.026
  • Sexo: Masculino
Resposta #8 Online: 08 de Fevereiro de 2014, 10:25:20
O que fazer então com o céu da imagem que ficou totalmente branco, ao contrário da primeira foto em que tudo estava aparecendo corretamente?
Gorodrify .

A amplitude total de escala tonal desta imagem é alta e pode estar perto do limite senão acima da capacidade do sensor.

na imagem 6 que ficou na media , o céu ficou bom , porem perdemos detalhes em varias sombras e as cores do logo estão diferentes da cor real.

na imagem 7 , que por opção fotometrea no logo da empresa para privilegiar a cor , ja sabia que o céu ia estourar ( e esperava  que alguém percebe-se ) , visto que minha decisão foi apresentar o logo o mais correto possível.

Algumas opções para resolver esta questão seria , as abaixo , sempre lembrando que em imagens de larga amplitude tonal , a decisão sera guiada pelo objetivo final da imagem

a. A mais  basica , cortar a imagem
b. usar filtro ND
d. Efetuar a fotometria pelo ceu e verificar se o logo nao ficaria muito escuro
e. efetuar 3 imagens  com 3 fotometria , por exemplo 0 +1 -1 e usar técnicas de HDR de forma a garantir a reprodução de todo o campo tonal.

tenho certeza que outras soluções podem ser apresentadas por colegas mais experientes

Em breve estarei colocando um outro artigo, sobre qual falarei de decisão e uso de "zonas" de imagem .


Abraços e espero ter respondido sua duvida .

Fábio José
« Última modificação: 08 de Fevereiro de 2014, 10:25:48 por Fábio José »
"...Tive de esperar a coisa se concretizar, em vez de montar algo posado...Eu me incorporava no ambiente e ficava a espera... "
W.  Eugene Smith


https://www.flickr.com/photos/fabio_jose_pereira_lima/


ALEXFIGUEIREDO

  • Trade Count: (20)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.616
  • Sexo: Masculino
  • KeepWalking
    • Flickr
Resposta #9 Online: 08 de Fevereiro de 2014, 13:01:22
Nikon D800 - Nikon D7100
NikkorAF-S 24-70 2.8 / AF-S 70-200 2.8 VRII / AF-S 105 2.8G Micro / SB 910
Manuais Mamiya 150 Sekor C 1:4 / Nikkor 105 1:2.5 Pré-AI



felippe.rosa

  • Trade Count: (3)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 651
  • Sexo: Masculino
    • Flickr
Resposta #10 Online: 08 de Fevereiro de 2014, 14:52:14
Gorodrify .

A amplitude total de escala tonal desta imagem é alta e pode estar perto do limite senão acima da capacidade do sensor.

na imagem 6 que ficou na media , o céu ficou bom , porem perdemos detalhes em varias sombras e as cores do logo estão diferentes da cor real.

na imagem 7 , que por opção fotometrea no logo da empresa para privilegiar a cor , ja sabia que o céu ia estourar ( e esperava  que alguém percebe-se ) , visto que minha decisão foi apresentar o logo o mais correto possível.

Algumas opções para resolver esta questão seria , as abaixo , sempre lembrando que em imagens de larga amplitude tonal , a decisão sera guiada pelo objetivo final da imagem

a. A mais  basica , cortar a imagem
b. usar filtro ND
d. Efetuar a fotometria pelo ceu e verificar se o logo nao ficaria muito escuro
e. efetuar 3 imagens  com 3 fotometria , por exemplo 0 +1 -1 e usar técnicas de HDR de forma a garantir a reprodução de todo o campo tonal.

tenho certeza que outras soluções podem ser apresentadas por colegas mais experientes

Em breve estarei colocando um outro artigo, sobre qual falarei de decisão e uso de "zonas" de imagem .


Abraços e espero ter respondido sua duvida .

Fábio José

Como sempre foto é uma questão de escolhas. Não dá pra ter sempre tudo na foto, então vale optar pelo que é o seu assunto principal. Dá pra tentar salvar o céu numa pós produção....


carlosandre

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 461
  • Sexo: Masculino
    • Portifólio
Resposta #11 Online: 11 de Fevereiro de 2014, 13:50:43
Seria o mesmo conceito de latitude de exposição?


A medição em 0 sempre vai deixar em tom de cinza médio, então se
escolhe onde quer fazer a fotometria e verifica se a amplitude tonal
"cabe" no sensor da câmera. Assim garantiria uma foto exposta corretamente.


Certo?





carlosandre

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 461
  • Sexo: Masculino
    • Portifólio
Resposta #12 Online: 11 de Fevereiro de 2014, 13:51:16
Como sempre foto é uma questão de escolhas. Não dá pra ter sempre tudo na foto, então vale optar pelo que é o seu assunto principal. Dá pra tentar salvar o céu numa pós produção....


Com toda a certeza!  :ok:


Fábio José

  • Trade Count: (9)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.026
  • Sexo: Masculino
Resposta #13 Online: 11 de Fevereiro de 2014, 14:51:46
Seria o mesmo conceito de latitude de exposição?


A medição em 0 sempre vai deixar em tom de cinza médio, então se
escolhe onde quer fazer a fotometria e verifica se a amplitude tonal
"cabe" no sensor da câmera. Assim garantiria uma foto exposta corretamente.


Certo?

Carlos ,

Este conceito ja é o segundo passo , apos entender o conceito basico de fotometria apresentado aqui , o proximo passo é o conceito de amplitude tonal , tambem apresentado como Sistema de Zonas , criado por Ansel Adams .

Sobre este tema , e com foco no iniciante , estarei em breve colocando um artigo, . ( O que , como fazer , uso pratico )

Abraços
"...Tive de esperar a coisa se concretizar, em vez de montar algo posado...Eu me incorporava no ambiente e ficava a espera... "
W.  Eugene Smith


https://www.flickr.com/photos/fabio_jose_pereira_lima/


carlosandre

  • Trade Count: (1)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 461
  • Sexo: Masculino
    • Portifólio
Resposta #14 Online: 11 de Fevereiro de 2014, 16:07:19
 :fight:
Carlos ,

Este conceito ja é o segundo passo , apos entender o conceito basico de fotometria apresentado aqui , o proximo passo é o conceito de amplitude tonal , tambem apresentado como Sistema de Zonas , criado por Ansel Adams .

Sobre este tema , e com foco no iniciante , estarei em breve colocando um artigo, . ( O que , como fazer , uso pratico )

Abraços

Opa, fico no aguardo! Parabéns pela iniciativa, esta de fácil compreensão e é de extrema importância para quem está começando!