Autor Tópico: Sobre o olhar fotográfico e a postura do fotógrafo, pedido de ajuda.  (Lida 2930 vezes)

sergiotucano

  • Trade Count: (0)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.633
Tranquilos!?

Estou postando aqui , pois, gostaria da ajuda dos colegas.

Dentre meus "defeitos" na fotografia destaco problemas com composição e timidez.

Quer dizer, é complicado para eu ficar a vontade para deixar a pessoa a ser fotografada a vontade.

Esta semana fui tentar fazer um ensaio com a minha noiva mas não rolou.
Por mais que eu tenha lido sobre direção de modelo, dicas de pose etc, na hora eu não conaegui dirigir minha própria noiva...

Só consegui dizer para ela fazer o básico, inclinar a cabeça, queixo um pouco para baixo etc...

Alguma dica que vocês poderiam me passar ou é fruto da  inexperiência ?


E na composição? Como uma pessoa sem aquele "dom" natural treina o olhar fotográfico?


Para exemplificar vou colocar quatro fotos que fiz da minha noiva, nesse dia tive problema com um filtro e as fotos saíram sem nitidez e para completar minha noiva esbarrou no flash que repousava num local e ele caiu... A cabeça agora só fica ou a 90 ou  a 0 graus.... 










É isso, ajudem aí pessoal! :D

Valeu!
Panasonic Lumix G2  G-Vario14-42mm Flash Metz 36AF-5
http://www.flickr.com/photos/sergiotucano/


smarx

  • Trade Count: (2)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 316
  • Sexo: Masculino
Resposta #1 Online: 07 de Março de 2014, 23:30:30
Bom vamos la!!!

A questão de ficar a vontade, é experiência com o seu equipamento, depois que vc conhecer bem oque tem as mãos ficara mais tranquilo.

Direção de modelo, acredito que a leitura de boas literaturas ajudam, porem ajuda muito ver revistas de moda, capas de revistas, como diria o Sasai, treina as poses em casa. Memorize varias poses, não se acanhe em ter uma colinha junto no dia das sessões fotográficas.

Para mim retratos seria bacana vc usar somente um ponto de foco, este é o que vc deve usar para focar sempre o olho da/do modelo. Ao poucos vc vai se habituando com o seu equipamento e logo de bate pronto já sabe onde esta o foco e se cravou!!

Acho que é por ai, sucesso!!
Canon T3i + 17-55 2.8 + 50mm 1.8 + 70-300 4-5.6 Sigma DG Macro + Flash YN-565 EX.



RafaZ

  • Trade Count: (4)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 2.330
  • Sexo: Masculino
  • Devagar e quase sempre.
Resposta #2 Online: 07 de Março de 2014, 23:37:24
Contra a timidez, faça um curso de teatro. Sério! Vai se sentir outra pessoa depois, posso te garantir. Terapia também é bem interessante.
Kodak Ektra 100 | Flash Magicube


spiderman

  • Trade Count: (4)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 13.410
Resposta #3 Online: 07 de Março de 2014, 23:42:19
Porque não começa tentando ir para um caminho mais natural? Vai fotografando o dia-a-dia dela. Assim, ela vai se sentindo mais à vontade frente a camera e voce vai percebendo qual é o melhor caminha. Aos pouco voce pode ir direcionando ela quando sentir que determinada pose fica mais interessante. Tem muito fotografo timido que faz terror por aí.
Campanha de crowdfunding pra lançamento do livro - Retratos pra Yayá

Acesse e apoie: www.catarse.me/retratosprayaya


alcure

  • Trade Count: (8)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 844
  • Sexo: Masculino
  • Madafaka
    • Portfolio
Resposta #4 Online: 08 de Março de 2014, 00:58:32
Eu só consegui tirar fotos da minha namorada depois que desisti de insistir e fui para cima de amigas gatas. Uma em especial quebrou a zona de conforto dela e pronto, agora tenho modelo tempo integral!  :hysterical: :hysterical: :hysterical: :hysterical: :hysterical: :hysterical: :hysterical:

Nada melhor do que abalar territórios
« Última modificação: 08 de Março de 2014, 00:58:48 por alcure »
* Fuji X-T2 + XF 23mm 1.4 + XF 35mm 1.4 + XF 56mm 1.4
* Nikon D750 + Sigma 50mm 1.4 ART + Nikkor 85mm 1.4G + Nikkor 105mm 2.8 Micro VR
---------------------------------------------------
http://500px.com/Alcure e http://www.flickr.com/alcure85/


Alexandre Ricci

  • Trade Count: (31)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 7.070
    • Flickr Alexandre
Resposta #5 Online: 08 de Março de 2014, 01:42:38
Sérgio, aconselho fazer um curso de fotografia de moda. Depois que fiz meu olhar mudou totalmente quanto à fotografia de pessoas. Como sou hobista e não pratico muito, estou mais na teoria. Mas é uma diferença brutal saber da técnica.
A direção é só com o treino mesmo. Uma coisa que pode fazer, mesmo sendo sua noiva ou seja, vocês já tem bastante intimidade, converse antes das fotos, diga o que pretende, mostre poses e fotos de revistas e fale pra ela ir tentando fazer e vai clicando! Com o tempo vocês dois vão se soltar s conseguirão melhores resultados. Quando estiverem mais "afiados", vai perceber que diminuirá o número de fotos e aumentará a proporção de fotos boas. Além das outras dicas dos amigos aqui  :ok:


Rick99

  • Trade Count: (4)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.940
  • Sexo: Masculino
  • Amador
Resposta #6 Online: 08 de Março de 2014, 06:13:57
Não me julgo como um profissional por enquanto. Ainda estou estudando e assim como você, eu adoro tirar retratos.
Como alguns colegas recomendaram, aconselho fortemente que inicie um curso de fotografia para moda. Geralmente é de curta duração, mas que vai aumentar e muito a sua confiança, e vai reduzir a sua timidez.


alcure

  • Trade Count: (8)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 844
  • Sexo: Masculino
  • Madafaka
    • Portfolio
Resposta #7 Online: 08 de Março de 2014, 07:42:47
Caso não encontre um curso sobre fotografia de moda, procure um workshop de fotografia sensual. É diferente, mas sabendo fotografar uma pessoa nua ou seminua, você aprende a quebrar o gelo, desenvolve bom senso e mais do que isso, cria uma distância saudável entre a modelo e a câmera; distância saudável é não invadir o espaço pessoal da fotografada, dando a ela segurança.

Outra forma bacana de começar, como falaram, é estudando fotografias de moda e usando as poses como base. Recomendo salvar no celular foto que ache interessante, pedir para  a pessoa replicar a pose mas com leves alterações. Uma pose pode ser variada em dezenas de possibilidades: um braço mais a frente, outro na cintura, outro na cabeça, uma mão no cabelo, um olhar diferente...e assim vai.

Agora da minha experiência, como disse acima, foi que minha companheira não botava muita fé nas minhas habilidades, no fundo, sabia que ela pensava ser perda de tempo e pagar mico fotografar comigo. Foi só quando apresentei outros trabalhos com garotas bonitas que ela começou a sentir um pouco de vontade de fotografar, um pouco de ciúme e etc.

As primeiras fotos com ela foram horríveis, dada a inexperiência total aliada à vergonha com ela, mas como somos um casal bem afiado, logo comecei a mandar bronca nas poses, mandava ela corrigir olhar, boca, etc etc...resultado: ela se surpreendeu, surpreendeu todas as amigas dela, está com uma autoestima muito melhor, etc., enfim, coisas de mulher...  :hysterical: :hysterical: :hysterical: :hysterical: :hysterical: :hysterical: :hysterical: :hysterical:

Meu primeiro trabalho sozinho com uma modelo também não foi legal, eu sofri as mesmas coisas que você, e acredito que qualquer fotógrafo passa por isso no começo da carreira. Mas não se permita abater! ESTUDE, mas eu falo que você deve é ESTUDAR MUITO! Quando você adquire confiança em sua técnica, o resto vem naturalmente, pois acho que o primeiro dever de um fotógrafo é entregar um trabalho tecnicamente bom e saber exatamente que tipo de fotografia se está fazendo.

Um grande amigo me disse uma vez que o que diferencia um fotógrafo amador de um profissional não é o dinheiro que ele recebe para fazer a foto, mas sim quando ele consegue replicar os mesmos resultados sempre que quiser, ou seja, quando ele sabe o que está fazendo.

Espero ter ajudado  :ok:

* Fuji X-T2 + XF 23mm 1.4 + XF 35mm 1.4 + XF 56mm 1.4
* Nikon D750 + Sigma 50mm 1.4 ART + Nikkor 85mm 1.4G + Nikkor 105mm 2.8 Micro VR
---------------------------------------------------
http://500px.com/Alcure e http://www.flickr.com/alcure85/


Luciano.Queiroz

  • Trade Count: (30)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.414
  • Sexo: Masculino
    • Luciano Queiroz
Resposta #8 Online: 08 de Março de 2014, 10:49:25
existem 2 tipos de intimidade..

Uma é você com sua câmera.. Você precisa ter todos os controles de forma muito íntima em você. Tudo tem que ser muito automático, pra só depois disso você passar a pensar em dirigir um modelo.

Luciano Queiroz
www.lucianoqueiroz.com
Facebook: @caminhotracado - https://goo.gl/pNRgQX
Instagram: @caminhotrtacado - https://goo.gl/Gou1E2
Youtube: www.youtube.com/c/caminhotracado


mautorre

  • Trade Count: (14)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 762
  • Sexo: Masculino
Resposta #9 Online: 08 de Março de 2014, 11:29:38
Porque não começa tentando ir para um caminho mais natural? Vai fotografando o dia-a-dia dela. Assim, ela vai se sentindo mais à vontade frente a camera e voce vai percebendo qual é o melhor caminha. Aos pouco voce pode ir direcionando ela quando sentir que determinada pose fica mais interessante. Tem muito fotografo timido que faz terror por aí.

Também penso que o exercício seja por aí.
abç.


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.885
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #10 Online: 08 de Março de 2014, 13:13:13
Artistas em geral sempre foram conhecidos por serem timidos introvertidos. No fundo eu tambem sou timido e introvertido, mas na hora de fotografar eu estou tao hipnotizado pela fotografia que esqueco tudo que esta em minha volta.

Acho que a melhor dica dada foi a do Spiderman, comecar com fotos casuais do dia a dia e aos poucos vc vai desenvolvendo olhar, tecnicas, habilidades e confianca. Eh como todo fotografo bom que eu conheco comecou e se desenvolveu.

Nao eh lendo tutoriais, fazendo cursos, workshops, comprandolivros, etc que vc vai sair fazendo fotos maravilhosas do dia para a noite. Eu suguro esquecer tudo isso. Esqueca as teorias e regras, pare de gastar dinheiro com cursos, livros, etc... Se tiver que comprar algo que seja um livro basicao de retratos so pela inspiracao mesmo e nada mais, nada de regras, de "como se faz", etc.

Eu comecei fotografando pessoas casualmente sem pretencao em "ser fotografo" ou "fazer fotos boas". Eu simplesmente fotografava. E sempre tinha no bolso uma camera simplisona. E fasia fotos sem avisar ninguem. Eu via alguem em uma pose ou momento legal eu simplesmente sacava a camera e pimba. Eu estava sempre a lerta com apenas minha experiencia visual em mente e regras basicas de composicao geral, e mais nada.

Com o tempo vc vai evoluindo e aprendendo a direcionar as pessoas naturalmente. So depois de mais ou menos 1 ano e meio ou 2 anos que eu fui comecar a tentar fazer sessoes de fotos. Primeiro com uma amiga e apesar da simplicidade das fotos o negocio ja estava aceitavel por ser apenas uma brincadeira.

E em seguida foi com uma modelo experiente e foi fotografando pessoas que entender de composicao corporal e dos angulos do proprio corpo, como modelos experientes, dancarinas classicas, ginastas, atores, etc que eu fui me tocando sobre formas corporais, poses, etc. Funcionava assim: eu nao posava a pessoa, eu simplesmente falava a ideia geral das sessao (beleza, erotismo, tristeza, saudosismo, alegria, etc) e deixava a pessoa livre para se espresar. No comeco faz uma pose e para para pensar, depois outra e para para pensar, mas em poucos minutos pega o ritimo e vai uma pose atras da outra, vc faz a foto e a pessoa ja faz outra pose em seguida em menos de 1 ou 2 segundos, e assim vai.

So depois de tudo isso e de alguns anos que eu fui me atrever a posar alguem para um look em especifico, e mesmo assim comecei com profissionais. Demorou ainda mais para eu posar pessoas que nao tem experiencia alguma sobre modelagem corporal e artes visuais.

E depois de tudo isso, pode aparecer um homem ou mulher totalmente pelados para eu fotografar que eu mesmo sendo timido e introvertido faco numa boa. As pessoas me perguntam como eu consigo me controlar quando fotografo uma mulher "com um corpao" totalmente nua. A minha resposta eh que a minha atencao esta penetrada na luz, composicao, angulos, expressao, etc que eu mal reparo nos detalhes do corpo e em pouco minutos ja nao faz diferenca se a pessoa esta pelada ou vestida.

Depois de tudo isso que eu comecei a comprar livros (e ate hoje nao cheguei a comprar meia duzia de livros), e nunca fiz workshop, e o unico curso que fiz foi de fotografia basica. No lugar de regras e teorias eu investi em livros e cursos sobre artes visuais, expressao artistoica, historia da arte e estetica, curso de pintura, observacao de muitas fotos, pinturas e esculturas seja em galerias, revistas, livros, museus, TV e filmes.

Entao, minha sugestao eh sair das salas de aula e trancar seus livros no bau e pular de vez na lama que alem de mais divertido te da experiencias e aprendizados reais do que vc realmente vai precisar. Alem de vc desenvolver os seus proprios metodos e estilos de acordo com a sua experiencia.


Generalizando:
Quanto mais atento e apegado se esta as regras mais distraido tente esta da expressao.

 :ok:
« Última modificação: 08 de Março de 2014, 13:26:48 por C R O I X »


alcure

  • Trade Count: (8)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 844
  • Sexo: Masculino
  • Madafaka
    • Portfolio
Resposta #11 Online: 09 de Março de 2014, 13:39:02
Artistas em geral sempre foram conhecidos por serem timidos introvertidos. No fundo eu tambem sou timido e introvertido, mas na hora de fotografar eu estou tao hipnotizado pela fotografia que esqueco tudo que esta em minha volta.

Acho que a melhor dica dada foi a do Spiderman, comecar com fotos casuais do dia a dia e aos poucos vc vai desenvolvendo olhar, tecnicas, habilidades e confianca. Eh como todo fotografo bom que eu conheco comecou e se desenvolveu.

Nao eh lendo tutoriais, fazendo cursos, workshops, comprandolivros, etc que vc vai sair fazendo fotos maravilhosas do dia para a noite. Eu suguro esquecer tudo isso. Esqueca as teorias e regras, pare de gastar dinheiro com cursos, livros, etc... Se tiver que comprar algo que seja um livro basicao de retratos so pela inspiracao mesmo e nada mais, nada de regras, de "como se faz", etc.

Eu comecei fotografando pessoas casualmente sem pretencao em "ser fotografo" ou "fazer fotos boas". Eu simplesmente fotografava. E sempre tinha no bolso uma camera simplisona. E fasia fotos sem avisar ninguem. Eu via alguem em uma pose ou momento legal eu simplesmente sacava a camera e pimba. Eu estava sempre a lerta com apenas minha experiencia visual em mente e regras basicas de composicao geral, e mais nada.

Com o tempo vc vai evoluindo e aprendendo a direcionar as pessoas naturalmente. So depois de mais ou menos 1 ano e meio ou 2 anos que eu fui comecar a tentar fazer sessoes de fotos. Primeiro com uma amiga e apesar da simplicidade das fotos o negocio ja estava aceitavel por ser apenas uma brincadeira.

E em seguida foi com uma modelo experiente e foi fotografando pessoas que entender de composicao corporal e dos angulos do proprio corpo, como modelos experientes, dancarinas classicas, ginastas, atores, etc que eu fui me tocando sobre formas corporais, poses, etc. Funcionava assim: eu nao posava a pessoa, eu simplesmente falava a ideia geral das sessao (beleza, erotismo, tristeza, saudosismo, alegria, etc) e deixava a pessoa livre para se espresar. No comeco faz uma pose e para para pensar, depois outra e para para pensar, mas em poucos minutos pega o ritimo e vai uma pose atras da outra, vc faz a foto e a pessoa ja faz outra pose em seguida em menos de 1 ou 2 segundos, e assim vai.

So depois de tudo isso e de alguns anos que eu fui me atrever a posar alguem para um look em especifico, e mesmo assim comecei com profissionais. Demorou ainda mais para eu posar pessoas que nao tem experiencia alguma sobre modelagem corporal e artes visuais.

E depois de tudo isso, pode aparecer um homem ou mulher totalmente pelados para eu fotografar que eu mesmo sendo timido e introvertido faco numa boa. As pessoas me perguntam como eu consigo me controlar quando fotografo uma mulher "com um corpao" totalmente nua. A minha resposta eh que a minha atencao esta penetrada na luz, composicao, angulos, expressao, etc que eu mal reparo nos detalhes do corpo e em pouco minutos ja nao faz diferenca se a pessoa esta pelada ou vestida.

Depois de tudo isso que eu comecei a comprar livros (e ate hoje nao cheguei a comprar meia duzia de livros), e nunca fiz workshop, e o unico curso que fiz foi de fotografia basica. No lugar de regras e teorias eu investi em livros e cursos sobre artes visuais, expressao artistoica, historia da arte e estetica, curso de pintura, observacao de muitas fotos, pinturas e esculturas seja em galerias, revistas, livros, museus, TV e filmes.

Entao, minha sugestao eh sair das salas de aula e trancar seus livros no bau e pular de vez na lama que alem de mais divertido te da experiencias e aprendizados reais do que vc realmente vai precisar. Alem de vc desenvolver os seus proprios metodos e estilos de acordo com a sua experiencia.


Generalizando:
Quanto mais atento e apegado se esta as regras mais distraido tente esta da expressao.

 :ok:

Sempre respeitei e concordei com suas opiniões e participações, mas dizer para esquecer cursos, workshops e coisas do gênero foi demais, não acha? QUALQUER forma de estudo deve ser apreciada. Concordo que não será um curso não vai torná-lo um fotógrafo badalado, mas um curso o colocará em contato com outros fotógrafos aspirantes, o fará trocar idéias, o fará ter feedback, o fará a se desafiar para tentar se sobressair perante os outros, etc.

Eu já fiz curso de fotografia sabendo o manual da minha câmera todo e adquirido alguns livros e estudando em fóruns, mas no curso tive interação e troca de experiências muito valiosas, principalmente com o professor e com a equipe de fotógrafos da empresa que forneceu o curso, e por incrível que pareça, me destaquei tão bem que sou frequentemente convocado por eles como fotógrafo auxiliar em eventos, fiz boas amizades e com isso fui conhecendo outros fotógrafos e fotógrafas.

Agradeço muito aos meus R$ 500,00 gastos neste curso, me fez dar um salto muito rápido do anonimado absoluto para o anonimato relativo. Muita gente não me conhece, mas os que já me conhecem gostam do meu trabalho, tanto é que me chamam direto e paguei o investimento em poucas semanas trabalhando justamente com aqueles que me cobraram pelo curso! :)

Digo e repito, não subestime cursos, principalmente workshops, pois com ele você já tem muitos fotógrafos em início de carreira e muitos com equipamentos 100x melhores que o seu, com estrutura e etc. Você faz uma amizade e logo está usufruindo de um estúdio montado sem gastar um real do seu bolso, simplesmente porque descobre que um cara que fez o curso com você é gente boa, tem dinheiro e mais do que isso, também ama fotografia.

Esses cursos aceleram um pouco o desenvolvimento, porém é você que determina o quanto vai se desenvolver. Estudar e praticar é sempre a melhor solução para toda e qualquer profissão, principalmente fotografia, e para mim não importa se você aprendeu no erro e tentativa, em livros badalados ou em cursinhos aqui e ali, o que importa mesmo é que você tenha aprendido algo. Fica a minha dica e um pouco da minha experiência, não estou nadando em $$ com fotografia, pelo o contrário, até hoje mais gastei do que lucrei, mas com investimentos é assim mesmo: Hoje você dá, amanhã você recebe.

« Última modificação: 09 de Março de 2014, 13:41:04 por alcure »
* Fuji X-T2 + XF 23mm 1.4 + XF 35mm 1.4 + XF 56mm 1.4
* Nikon D750 + Sigma 50mm 1.4 ART + Nikkor 85mm 1.4G + Nikkor 105mm 2.8 Micro VR
---------------------------------------------------
http://500px.com/Alcure e http://www.flickr.com/alcure85/


Kokimoto

  • Trade Count: (30)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.091
    • Mototuristas
Resposta #12 Online: 09 de Março de 2014, 14:36:47
É que o Croix é artista nato. Ele claramente tem uma sensibilidade artística diferenciada.

Para pessoas não muito artísticas, acho muito válido fazer um bom curso. :ok:
D600 - E-M10


C R O I X

  • Trade Count: (0)
  • Colaborador(a)
  • ****
  • Mensagens: 4.885
  • Sexo: Masculino
  • Fotografo Multiformato
    • Marcio Faustino
Resposta #13 Online: 09 de Março de 2014, 17:23:05
Sempre respeitei e concordei com suas opiniões e participações, mas dizer para esquecer cursos, workshops e coisas do gênero foi demais, não acha? QUALQUER forma de estudo deve ser apreciada. Concordo que não será um curso não vai torná-lo um fotógrafo badalado, mas um curso o colocará em contato com outros fotógrafos aspirantes, o fará trocar idéias, o fará ter feedback, o fará a se desafiar para tentar se sobressair perante os outros, etc.

Eu já fiz curso de fotografia sabendo o manual da minha câmera todo e adquirido alguns livros e estudando em fóruns, mas no curso tive interação e troca de experiências muito valiosas, principalmente com o professor e com a equipe de fotógrafos da empresa que forneceu o curso, e por incrível que pareça, me destaquei tão bem que sou frequentemente convocado por eles como fotógrafo auxiliar em eventos, fiz boas amizades e com isso fui conhecendo outros fotógrafos e fotógrafas.

Agradeço muito aos meus R$ 500,00 gastos neste curso, me fez dar um salto muito rápido do anonimado absoluto para o anonimato relativo. Muita gente não me conhece, mas os que já me conhecem gostam do meu trabalho, tanto é que me chamam direto e paguei o investimento em poucas semanas trabalhando justamente com aqueles que me cobraram pelo curso! :)

Digo e repito, não subestime cursos, principalmente workshops, pois com ele você já tem muitos fotógrafos em início de carreira e muitos com equipamentos 100x melhores que o seu, com estrutura e etc. Você faz uma amizade e logo está usufruindo de um estúdio montado sem gastar um real do seu bolso, simplesmente porque descobre que um cara que fez o curso com você é gente boa, tem dinheiro e mais do que isso, também ama fotografia.

Esses cursos aceleram um pouco o desenvolvimento, porém é você que determina o quanto vai se desenvolver. Estudar e praticar é sempre a melhor solução para toda e qualquer profissão, principalmente fotografia, e para mim não importa se você aprendeu no erro e tentativa, em livros badalados ou em cursinhos aqui e ali, o que importa mesmo é que você tenha aprendido algo. Fica a minha dica e um pouco da minha experiência, não estou nadando em $$ com fotografia, pelo o contrário, até hoje mais gastei do que lucrei, mas com investimentos é assim mesmo: Hoje você dá, amanhã você recebe.

Entendo... Quando eu digo para esquecer nao quero dizer que nao deve estudar, encontrar outros fotografos etc, mas simplesmente eh o meu grosso modo de dizer de que o estremo apego a teorias nao deve subistituir a pratica, ou tirar o foco da pratica em si. Pq o que eu vejo com mais frequencia sao pessoas fazendo cursos teoricos como se a teoria fosse dar experiencia, habilidade motora e ate mesmo mental para fazer fotos satisfatorias ou impactantes no dia segunte.

Em outras palavras, nada subistitui a habilidade motora, mental e experiencias tecnicas e visuais, alem da ampla possibilidade de observacao e comparacao entre acertos e erros que se obtem com a pratica frequente e constante por um tempo (e esse temo nao eh apenas 1 ou 2 dias mas meses ou ate anos dependendo da pessoa e do que em especifico).

No meu ponto de vista a teoria dos cursos deve ser um complemento para maior compreencao da praica e experiencia que obteve, e nao o contrario.

Por exemplo, eu acredito que instruindo um iniciante a pegar a camera e sair fotografando sem aprender nenhuma teoria antes, e com as fotos obtidas poder analisar o que acha satisfatorio e nao satisfatorio, e em seguida introduzir as supostas regras, de composicao, ela tera mais compreencao e experiencia para entender o funcionamento e aplicacao do que esta sendo ensinado, do que ensinal a suposta regra tendo apenas bases teoricas de analises, e fazer a pessoa tentar basear a experiencia e conhecimento focado em tais teorias.

Isso nao so para fotografia mas qualquer area. Eh mais facil atacar uma pedra primeiro e tendo essa primeira observacao estudar leis da fisica que explicam o movimento e resposta da pedra atirada, do que primeiro aprender a teoria e esperar obter a observacao de movimento e resultado dentro (e limitada) da teoria estudada. E o que passa desse limite da teoria extudada para se basear a experiencia mais tarde resulta em decepcao de esultados e experiencia.

Exatamente o sentimento que o OP teve quando abriu o topico, a decepcao de nao ter tido o resultado dentro da teoria estudada, pq ele esta focado na teoria e a pratica em si se tornou um mero meio de compreender a experiencia/pratica e nao o contrario que no meu ponto de vista e preferencia pessoal seria mais enriquecedor e educacional.

-----



Eu observo isso de forma clara sobre o aprendizado de linguas. Usando metodo direto que eh focado na pratica frequente e constante de uma lingua, e so depois se aprende as regras gramaticais, se consegue um aprendizado muito mais rapido e eficiente do que a maioria dos cursos de linguas que tentam ensinar e focar nas regras gramaticais, para so depois introduzir a pratica em que eh dado menor enfase, tempo e importancia, e aplicada de maneira limitadora e artificial.
« Última modificação: 09 de Março de 2014, 17:33:44 por C R O I X »


alcure

  • Trade Count: (8)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 844
  • Sexo: Masculino
  • Madafaka
    • Portfolio
Resposta #14 Online: 09 de Março de 2014, 17:49:34
Entendo... Quando eu digo para esquecer nao quero dizer que nao deve estudar, encontrar outros fotografos etc, mas simplesmente eh o meu grosso modo de dizer de que o estremo apego a teorias nao deve subistituir a pratica, ou tirar o foco da pratica em si. Pq o que eu vejo com mais frequencia sao pessoas fazendo cursos teoricos como se a teoria fosse dar experiencia, habilidade motora e ate mesmo mental para fazer fotos satisfatorias ou impactantes no dia segunte.

Em outras palavras, nada subistitui a habilidade motora, mental e experiencias tecnicas e visuais, alem da ampla possibilidade de observacao e comparacao entre acertos e erros que se obtem com a pratica frequente e constante por um tempo (e esse temo nao eh apenas 1 ou 2 dias mas meses ou ate anos dependendo da pessoa e do que em especifico).

No meu ponto de vista a teoria dos cursos deve ser um complemento para maior compreencao da praica e experiencia que obteve, e nao o contrario.

Por exemplo, eu acredito que instruindo um iniciante a pegar a camera e sair fotografando sem aprender nenhuma teoria antes, e com as fotos obtidas poder analisar o que acha satisfatorio e nao satisfatorio, e em seguida introduzir as supostas regras, de composicao, ela tera mais compreencao e experiencia para entender o funcionamento e aplicacao do que esta sendo ensinado, do que ensinal a suposta regra tendo apenas bases teoricas de analises, e fazer a pessoa tentar basear a experiencia e conhecimento focado em tais teorias.

Isso nao so para fotografia mas qualquer area. Eh mais facil atacar uma pedra primeiro e tendo essa primeira observacao estudar leis da fisica que explicam o movimento e resposta da pedra atirada, do que primeiro aprender a teoria e esperar obter a observacao de movimento e resultado dentro (e limitada) da teoria estudada. E o que passa desse limite da teoria extudada para se basear a experiencia mais tarde resulta em decepcao de esultados e experiencia.

Exatamente o sentimento que o OP teve quando abriu o topico, a decepcao de nao ter tido o resultado dentro da teoria estudada, pq ele esta focado na teoria e a pratica em si se tornou um mero meio de compreender a experiencia/pratica e nao o contrario que no meu ponto de vista e preferencia pessoal seria mais enriquecedor e educacional.

-----



Eu observo isso de forma clara sobre o aprendizado de linguas. Usando metodo direto que eh focado na pratica frequente e constante de uma lingua, e so depois se aprende as regras gramaticais, se consegue um aprendizado muito mais rapido e eficiente do que a maioria dos cursos de linguas que tentam ensinar e focar nas regras gramaticais, para so depois introduzir a pratica em que eh dado menor enfase, tempo e importancia, e aplicada de maneira limitadora e artificial.

Ah sim, neste contexto concordo. Eu nunca peguei "aulas teóricas", acho que um estudante de fotografia deve fazer igual um estudante de colégio: aprendeu uma fórmula matemática nova? resolva os problemas utilizando tal forma exaustivamente! Eu acho que o melhor método de aprender é modularmente. A cada dia estude algo e logo vá fazer o "dever de casa". Isso enriquece muito, não sobrecarrega e por aí vai.

A melhor forma de aprender a fotografar em casa é separar fotos que achou bonita e tentar replicar e/ou adaptar, pois você estará desenvolvendo a técnica, desde que isso não vire regra também, pois eu acho o fim um fotógrafo "xerox".  :doh:
* Fuji X-T2 + XF 23mm 1.4 + XF 35mm 1.4 + XF 56mm 1.4
* Nikon D750 + Sigma 50mm 1.4 ART + Nikkor 85mm 1.4G + Nikkor 105mm 2.8 Micro VR
---------------------------------------------------
http://500px.com/Alcure e http://www.flickr.com/alcure85/