Autor Tópico: Lente Normal, conceito e espacialidade  (Lida 1081 vezes)

Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Online: 03 de Setembro de 2006, 21:10:48
Prezados amigos.

A definição do que é uma Lente Normal  é muito simples, mas essa simplicidade não dá conta da experiência fotográfica de se usar uma delas. A definição é que lentes normais são lentes que têm  o mesmo comprimento focal da dimensão da diagonal do retângulo fotográfico, sensor ou filme.

Contudo, quando falamos de Lente Normal nesse conceito trazemos alguns problemas para o uso real delas uma vez que a diagonal, que é de fato a dimensão mais aberta da lente, não é uma dimensão relevante para a composição da cena.

Pior ainda, como os formatos do quadro capturado variam, quando falamos que estamos usando uma Lente Normal isso não dá conta de fato do tipo de espacialidade conseguido na descrição de uma cena. A espacialidade conseguida com uma lente de 75mm em negativo quadrado 6X6 é bastante diferente da espacialidade conseguida em um negativo 6X9 usando uma lente 105mm, ambas Normais de acordo com a definição.

Por que? Pois bem, de acordo com o formato do negativo, a diagonal está mais ou menos inclinada, e conforme sua inclinação terá um valor, sendo o máximo no negativo quadrado em relação à sua base, e diminuindo quando os lados vão se tornando diferentes.

Isso tona o conceito quase inútil, embora matematicamente bem determinado. Ao dizer que foi usada uma Lente Normal e estando na mesma posição, o enquadramento em relação à base do retãngulo, que é o elemento mais importante da conposição, variará muito conforme o formato do negativo/sensor, de forma que uma fotografia será diferente da outra em termos de composição horizontal.

Para evitar isso, e para tornar inteligível a relação entre Lente Normal e enquadramento horizontal, que para mim é o verdadeiro definidor da fotografia, resolvi adotar para minhas meditações um conceito ligeiramente diferente de lente Normal que privilegiando a base da fotografia uniformize a espacialidade.

Adotei então a seguinte fórmula:
Lente Normal, para meus critérios de análise, é aquela cujo comprimento focal é igual à diagonal do quadrado formado pela base do retângulo fotográfico.

Vejamos. Pela definição de Lente Normal um negativo de 24X36mm (o popular 35mm) teria uma Lente Normal de 43,27mm. Na prática, sabemos que isso é uma ligeira grande angular em relação à prática fotográfica. ( raiz quadrada de 24X24+36X36)

Contudo, usando o critério do quadrado definido pela base da fotografia, teríamos quando usando a câmera deitada uma Normal igual à raiz quadrada de 36x36+36X36 que dá exatamente.... 50,91mm, isto é, nossa conhecida 50mm que nunca é exatamente 50mm.

Até aí tudo bem, pois encontramos um valor consistente com a tradição fotográfica...

Mas, e se colocarmos a câmera em pé? (formato retrato) Naturalmente o campo horozontal de visão reduzir-se-á consideravelmente. Se usarmos esse critério, qual seria a lente que daria a mesma espacialidade horizontal?

Bem, seria aquela com comprimento focal igual á raiz quadrada de 24X24+24X24 = 33,94mm. Bem, vejam que interessante... Uma das lentes clássicas para filme 135 é exatamente a 35mm. Então, dentro deste critério de uniformização da espacialidade em relação á base da fotografia, poderíamos dizer que um filme 135 tem dois comprimentos focais adequados, o 50mm para fotos horizontais e o 35mm para fotos verticais.

Bem, e se passarmos isso para uma digital cropada? No critério da diagonal do retângulo teríamos 43,27 divididos por 1,6 (Canon) que daria 27,04mm. Contudo, se tomamos os 51mm como referência, a lente que daria a mesma espacialidade seria a 31,81, isto é, a 32mm, comprimento raro, então podemos falar de 30mm para efeitos práticos.

E com o fotograma em pé, podemos falar de 21,21mm, cujo comprimento disponível mais próximo é 20mm.

Isso mostra o porque desses comprimentos focais, 50mm, 35mm no filme, 30mm, 20mm na digital cropada, serem tão importantes.
« Última modificação: 04 de Setembro de 2006, 09:08:17 por Ivan de Almeida »


helder84

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.187
Resposta #1 Online: 04 de Setembro de 2006, 08:53:50
Bom... Já li em alguns livros que com uma lente normal temos a mesma dimensão do olho humano.

E não sabia que as coisas mudavam ao serem colocadas na vertical. Muito bom!! :D
Nunca tinha lido algo a respeito, levando em consideração os calculos e as mudanças  :thmbup:  
« Última modificação: 04 de Setembro de 2006, 08:55:49 por helder84 »
Helder Viana

"É um que sabe mais que o outro."


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #2 Online: 04 de Setembro de 2006, 09:07:58
Citar
Bom... Já li em alguns livros que com uma lente normal temos a mesma dimensão do olho humano.

E não sabia que as coisas mudavam ao serem colocadas na vertical. Muito bom!! :D
Nunca tinha lido algo a respeito, levando em consideração os calculos e as mudanças  :thmbup:
Prefiro não considerar essa história do olho humano, até porque, como dito acima, o ângulo de visada HORIZONTAL -que é o realmente relevante- não é igual em um negativo quadrado e em um negativo 2:3. Aliás, é bem diferente. Aí teríamos de perguntar: Qual é o igual ao olho? Um dos dois não será, não acha? -risos.

Veja, o conceito oficial de Lente Normal é o que disse acima, isto é: comprimento focal igual à diagonal do retãngulo fotográfico.

O que eu estou é mostrando um conceito alternativo que para mim parece mais ajustado à experi~encia fotográfica.


helder84

  • Trade Count: (1)
  • Membro Ativo
  • ***
  • Mensagens: 1.187
Resposta #3 Online: 04 de Setembro de 2006, 09:30:03
Citar
Prefiro não considerar essa história do olho humano, até porque, como dito acima, o ângulo de visada HORIZONTAL -que é o realmente relevante- não é igual em um negativo quadrado e em um negativo 2:3. Aliás, é bem diferente. Aí teríamos de perguntar: Qual é o igual ao olho? Um dos dois não será, não acha? -risos.

Veja, o conceito oficial de Lente Normal é o que disse acima, isto é: comprimento focal igual à diagonal do retãngulo fotográfico.

O que eu estou é mostrando um conceito alternativo que para mim parece mais ajustado à experi~encia fotográfica.
Realmente Ivan, as perguntas fazem muito sentido!
 :thmbup:

Deixa eu ver se entendi:
Chamamos de normal a 50mm visto que é a lente mais próxima do angulo de cobertura normal que é oferecida normalmente por quem a fabrica?

Então posso concluir que no caso de câmeras que o sensor é menor, teremos diagonais menores. E com isso, dependendo do tamanho da mídia dessa câmera, ela terá sua "normal" diferente das outras?

(não sei se novamente desviei do seu conceito  :laughing: )
Helder Viana

"É um que sabe mais que o outro."


RFP

  • Colunista
  • Trade Count: (2)
  • Membro Ativo
  • *****
  • Mensagens: 632
  • Sexo: Masculino
Resposta #4 Online: 04 de Setembro de 2006, 09:56:30
Citar
Então posso concluir que no caso de câmeras que o sensor é menor, teremos diagonais menores. E com isso, dependendo do tamanho da mídia dessa câmera, ela terá sua "normal" diferente das outras?

Acho que é por aí. Veja bem, eu tenho uma câmera com sensor 2/3", cuja diagonal é 11mm. Com isso sua lente tem a distância focal mínima de 9mm, que corresponderia mais ou menos a 35,4mm no filme. Os 11mm da normal dessa lente corresponderiam aos 43,3mm do filme.

Agora, pela fórmula do Ivan, considerando a composição horizontal, a normal seria 12,44 mm (a base desse sensor mede 8,8 mm: raiz quadrada de 8,8x8.8+8,8x8.8), que daria 48,96 no filme.

E uma informação da Wikipedia:

"The 50 mm focal length was chosen by Oscar Barnack, the creator of the Leica camera, as a compromise between the theoretical value and good sharpness, as lens technology at the time was such that slightly longer focal lengths were able to achieve optimum sharpness."
« Última modificação: 04 de Setembro de 2006, 09:58:26 por RFP »


Vilso_Dall_Agnol

  • Trade Count: (1)
  • Conhecendo
  • *
  • Mensagens: 114
Resposta #5 Online: 04 de Setembro de 2006, 11:54:21
Uma simplificação dos cálculos:

A diagonal do quadrado vale L x √2,  √2 é aproximadamente  1,4.

Basta multiplicar 1,4 pelo lado considerado do sensor para se ter o comprimento focal da normal alternativa do Ivan.

Vou me deter mais um pouco neste detalhe quando a temperatura local permitir testes externos.

Vilso
A fé é louvável, mas é a dúvida que nos faz crescer


Thiago Sigrist

  • Trade Count: (0)
  • Freqüentador(a)
  • **
  • Mensagens: 352
Resposta #6 Online: 04 de Setembro de 2006, 14:31:31
Ivan,

adorei sua análise. Absolutamente relevante por levar ao máximo de importância a experiência ao fotografar. Concordo com a sua idéia de que a composição horizontal é mais importante para esse fim, coisa que senti com mais facilidade ao transitar entre os formatos 3:2 e 4:3.

E, só pra fechar confundindo ainda mais os possíveis leitores, vai a definição de lente normal do ponto de vista do projeto óptico: é aquela lente que gera um círculo de imagem de diâmetro aproximadamente igual à distância focal.

Abraços!

 -- thiago
Thiago Massariolli Sigrist
Indaiatuba - SP
-----------------------------
Câmera Grande (DSLR) + Lente
Câmera Compacta


Ivan de Almeida

  • Trade Count: (1)
  • Referência
  • *****
  • Mensagens: 5.297
  • Sexo: Masculino
  • . F o t o g r a f i a .
    • Fotografia em Palavras
Resposta #7 Online: 04 de Setembro de 2006, 17:16:32
Obrigado, caríssimos

O Rodrigo me cobrou, em outro local da Internet, botar desenhos e fotos ilustrando os conceitos. Vou fazer isso e acho que ficará mais claro tudo, e mais direta a interpretação do que digo.

Thiago: é exatamente isso, o ponto de vista do enquadramento, do ato de fotografar.